sabrina_ternura Sabrina Ternura

Lembro-me de dizer há alguns meses atrás que desisti de tentar apagar os resquícios que você deixou. Contudo, cá estou eu me questionando: por que sou incapaz de te dizer adeus?


Dram Tüm halka açık.

#romance #drama #reflexivo
Kısa Hikaye
13
5.3k GÖRÜNTÜLEME
Tamamlandı
okuma zamanı
AA Paylaş

Primeiro Amor

Pensei que jamais escreveria sobre você novamente. Minha eu de uns anos atrás, que estava tão determinada a te esquecer, ficaria desapontada por saber que a sua eu do futuro ainda te guarda no peito com tamanho apreço. Como está registrado, lembro-me de dizer há alguns meses atrás que desisti de tentar apagar os resquícios que você deixou. Contudo, cá estou eu me questionando: por que sou incapaz de te dizer adeus?

Pensei que as coisas estivessem esclarecidas entre nós, porque crescemos e seguimos nossos caminhos. Você me surpreendeu com as respostas de perguntas que me assombraram durante anos e, desta maneira, pensei que um ponto final havia sido colocado nessa história. No entanto… cá estou eu. Acredito que, desta vez, não seja algo que você precise esclarecer, mas, sim, eu.

Preciso dizer algo que venho escondendo de mim mesma durante todos esse anos, porque pensei que você não merecesse uma denominação tão grande assim, inicialmente. Mesmo aceitando tudo o que houve e me contentando em ser somente a B., guardei um pouco de rancor de você, porque eu deveria ser a escolhida. Deveria ser eu aquela que você chamaria de algum apelido carinhoso, que te deixaria encantado e profundamente apaixonado. Seu coração deveria ter escolhido a mim. Você… deveria ter me amado.

Sim, eu sei, isso é rídiculo, extremamente cínico e mesquinho da minha parte, afinal te amar me tornou gananciosa. Talvez você nunca mais me olhe com os mesmos olhos por ter consciência desse meu lado horrível… mas foi por medo do que você pensaria, que eu jamais ousei, sequer, escrever sobre. Sempre me preocupei com o que você pensaria de mim, porque a sua opinião era importante, mesmo que você nunca tenha me falado nada diretamente. Sempre quis saber se você me achava bonita, se você ficava incomodado por eu falar muito alto, se me considerava inteligente, se eu era o que você sonhou e, ao mesmo tempo, o que você sempre desprezou… porque, até nos mínimos detalhes, a sua opinião era importante.

Você fazer parte da minha vida moldou quem sou agora, pois, até mesmo quando você não estava perto, eu agia como se meu coração fosse o lar para o qual você gostaria de voltar. Por isso, todo o rancor que sentia, ficou trancado a sete chaves. Não queria que você tivesse conhecimento do pior de mim… porque sempre tive medo de você me estimar menos, mas, olhando para trás, foi só isso que consegui te mostrar, não é?

No fim, todo rancor se resumia a medo de ser menos estimada por você, não só porque a sua opinião era importante, mas também…

Porque você foi o meu primeiro amor.

E é isto que venho tentado esconder de mim mesma — apesar de estar estampado em todos os lugares possíveis. Inicialmente, era difícil aceitar que a pessoa que mais partiu meu coração, foi quem eu mais amei. No entanto, fico feliz por essa pessoa ter sido você. Hoje consigo entender que, se não fosse por toda situação que passamos, eu continuaria sendo aquela garota gananciosa, mimada e rancorosa, que reclamava do seu orgulho, porque nós éramos iguais demais neste aspecto e isso me irritava. O que nos difere é que você corajosamente assumiu esse defeito, enquanto eu o escondia por medo. Acho que, no fundo, eu esperava que você acreditasse mais em quem eu não era, porque a verdadeira B. poderia ser abominável e nem um pouco apaixonante. E, como sempre, acho que esperei demais de você.

Não esperava escrever sobre você novamente, mas o que mais me surpreendeu foi que tudo dito acima foi direcionado a mim mesma. Sinto-me aliviada por isso estar exposto. Não há nenhum resquício de arrependimento em meu coração. Se estivéssemos cara a cara, você me veria sorrir, porque cada palavra desse texto me cheira a ingenuidade de dias que não voltam e transbordam a coragem que eu sempre tinha nos meus sonhos com você.

Me apaixonei por tudo que o amor representa, porque eu te amei. Obrigada por ser a existência mais cheia de amor que entrou no meu coração. Queria ter dito que você é adorável quando dorme em qualquer canto, que a sua risada despreocupada é encantadora, que seus olhos parecem a manhã de outono mais bonita, que suas mãos se encaixam perfeitamente nas minhas, que você sempre se preocupa com os outros e acaba se deixando de lado e que isso te torna alguém muito gentil, que meus olhos ansiosos, às vezes, tentam te encontrar na multidão…


Queria ter dito que você foi o meu primeiro amor, R., e sempre será.


Obrigada por ter sido o primeiro.

Obrigada por não ter sido o último.

13 Mayıs 2021 01:59:03 12 Rapor Yerleştirmek Hikayeyi takip edin
8
Son

Yazarla tanışın

Sabrina Ternura 🌼 "Siamo fatti di-versi, perché siamo poesia" // 22🌈 SP // 📚 Estudante de Letras PT-ITA, bruxa nas horas vagas, apaixonada por plantas e pelas palavras ☕🧁

Yorum yap

İleti!
Gustavo Machado Gustavo Machado
"Obrigada por ter sido o primeiro. Obrigada por não ter sido o último". Achei bem marcante.
June 25, 2021, 14:29

Gustavo Machado Gustavo Machado
Muito boa a interiorização dos pensamentos!
June 25, 2021, 14:28

J Carreir J Carreir
Que texto lindo! Encantador e verossímil para qualquer pessoa que entenda a complexidade de amar, ser ou nao amado, ter e terminar relacionamento e principalmente, uma pessoa que vive ou tenha, esteja vivendo uma luta interna quanto aos próprios sentimentos. A escolha de palavras, o desenvolvimento... Tudo muito bem feito! Nota-se o empenho em escrever algo de qualidade e passar a mensagem da maneira mais acertiva e que transmita ao leitor a gama de sentimentos que a "B" estava sentindo pelo "R". Que bom que ela entendeu, aceitou e ao que entendi, resolveu seguir em frente^^ Bjss ~(^з^)-♡ Adorei!
June 17, 2021, 21:56

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    Olá, J! Que comentário maravilhoso... Obrigada pela presença e pelo comentário ♥ June 18, 2021, 01:41
Yvi  Yvi
O primeiro amor geralmente é tão caótico e estranho. Acho que por mais que seja ruim, a gente nunca esquece. O que eu mais gostei, dentre todas as coisas que eu realmente amei aqui, foi o final. O primeiro, mas não o último. O bom da vida é esse, eu acho. (olha eu e meu caos aqui) Parabéns, Brina!
May 21, 2021, 01:47

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    É realmente sobre isso, entender que a vida segue em frente, apesar de tudo! Obrigada pela presença e pelo comentário, Flavinha ♥ June 18, 2021, 01:40
Ruana Aretha Ruana Aretha
Que texto encantador! Sentimos a essência e as lamúrias da personagem durante anos. e que ainda perdura no sentido de reflexão. Há frases que impactam o leitor e isso nos prende tão veementemente, obrigada por compartilhar mais uma de suas obras conosco.
May 19, 2021, 20:05

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    Olá, Ruanda! Fico feliz que tenha gostado! Obrigada pela presença e pelo comentário ♥ June 18, 2021, 01:39
Alexis Rodrigues Alexis Rodrigues
Olá, Sabrina! Meu nome é Alexis e escrevo do Time de Verificação para lhe parabenizar pela verificação de sua história! Primeiramente gostaria de dizer que amei sua escolha de tema para essa one-shot. O primeiro amor é algo sempre recorrente em histórias de romance e drama, mas é difícil encontrar textos especificamente sobre eles, e só sobre eles, como esse que você fez, e o você o escreveu com primazia <3 Sua escrita é feita com esmero, sem apresentar erros, o que facilita com que o leitor realmente fique imerso na temática do início ao fim. Logo no começo você explora na personagem a incapacidade de desapego que ela tem com o seu primeiro amor, alguém sobre quem ela acreditava que jamais escreveria novamente, e, no entanto, se vê fazendo justamente isso, fazendo com que ela questione o motivo de não conseguir seguir em frente. A forma como a personagem reconhece que a questão talvez não seja de falta de esclarecimento da parte do companheiro, e sim dela própria, é o tipo de situação ao qual todos nós estamos sujeitos perante o fim de um relacionamento: o rancor guardado, a frustração em não ser ‘‘a escolhida’’ de seu grande amor. Mesmo que essa resposta emocional prevaleça, o lado racional da personagem reconhece o cinismo e mesquinharia, o quão gananciosa havia se tornado por amar o outro. Mas será que se tratava de amor mesmo? Ela própria tem ciência de que o reconhecimento da existência desse lado dela talvez não permita que o companheiro a veja da mesma forma novamente. Um pequeno grande passo para a compreensão dos próprios sentimentos. E a conclusão de que todo aquele rancor se devia ao fato de ela temer ser menos estimada por seu primeiro amor é a chave para compreendermos as emoções da personagem. Quem não teme ser menos amado, menos querido e estimado por alguém que ama tanto? E isso não se aplica somente à relacionamentos românticos, mas também à amizades e à relações familiares. Sua one-shot é maravilhosa do início ao fim e foi uma grata surpresa encontrar um texto como o seu aqui no Inkspired <3 obrigada por essa história maravilhosa <3 espero ver mais de seus textos por aqui. Até a próxima!
May 15, 2021, 10:43

  • Sabrina Ternura Sabrina Ternura
    Olá, Alexis! É um prazer imenso tê-la por aqui! Esse comentário captou tão bem a essência da obra, que não possuo palavras dignas para respondê-lo. Estou com um sorriso no rosto, tanto por conta do esmero na elaboração do comentário, quanto pelo seu entendimento profundo do que foi passado nessa obra. Te agradeço pela presença e pelo comentário ♥ June 18, 2021, 01:38
~