ladysalieri Lady Salieri

Belle e Mr. Gold estão esperando o hambúrguer na lanchonete da Granny. One-shot (Refere-se ao episódio 2x08) Créditos da imagem: https://www.deviantart.com/herm-mudblood/art/You-Know-My-Name-333436068


Hayran Kurgu Series/Doramas/Soap Operas Tüm halka açık.

#Rumbelle #onceuponatime #ouat #rumpelstiltskin #Belle
Kısa Hikaye
0
2.4k GÖRÜNTÜLEME
Tamamlandı
okuma zamanı
AA Paylaş

Capítulo Único

Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.

Friedrich Nietzsche

Levantei as sobrancelhas para Gold que respondia à minha expectativa com um sorriso; aquela expressão iluminada que nunca pensei poder ver senão nas próprias ânsias... Ele enlaçou minha mão por cima da mesa sem dizer nada e terminei por sorrir-lhe de volta. Ambos tínhamos medo de que as palavras espantassem aquela felicidade que batia asas ligeiras para nós dois, contornando a cada batida um mundo que não era aqui nem lá, um entre do entre, uma espécie de fenda real, oculta pouco adiante dos encantos e desencantos...

Por um raio de tempo imperceptível, para mais e para menos, não sabia quem era nem tinha noção da minha própria história. Conhecia aquele homem que estava diante de mim e nada mais, liberta no infinito do momento pleno... feliz, mergulhada naquele mar sem adjetivos porque o sentimento completa a si mesmo.

Granny colocou os hamburgueres sobre a mesa:

– Têm um cheiro delicioso, Granny!

– Eles são deliciosos. E nem precisaram de magia negra.

Os milagres da magia que abriam portas em paredes e cortavam saídas dos labirintos, para mim caíam em pó enegrecido, limitando meu campo de visão. O que Granny dissera fez-me lembrar. E lembrar era respirar de novo a angústia da fé, porque o entendimento não conseguia segurar em suas redes o pássaro pesado do futuro... Nosso futuro.

– Eu tenho um relacionamento complicado com ela... - Gold me disse, a voz vibrando nos cacos do instante que se fora.

Levantei meus olhos em sua direção.

– ...como tenho com a maioria - ele terminou aquele raciocínio dilacerante.

Devolvi-lhe um meio sorriso desbotado, entretanto, talvez mais que antes, sóbria de realidade e consciente da escuridão, um milagre se me revelou mais intenso e mais direto: soube que minha fera trasvestida de homem não apenas se fantasiava com aquela carcaça, mas estava ligada profundamente a ela por laços além da magia, além do negro, além dos encantos e dos pesadelos... E eu era o meio e o fim, o instrumento e o destino. Enlacei sua mão sobre a mesa, porque sabia que podia:

– Bom, eu... precisei de um tempinho para poder te conhecer melhor. Eles ainda te conhecerão.

E essa era um sentença de quem, atravessando a fé, detinha de novo a certeza.

02 Ekim 2020 15:41:57 0 Rapor Yerleştirmek Hikayeyi takip edin
0
Son

Yazarla tanışın

Lady Salieri Doutora em Estudos Literários. Revisora profissional. Narradora de confusões e poeta de porta de boteco fechado.

Yorum yap

İleti!
Henüz yorum yok. Bir şeyler söyleyen ilk kişi ol!
~