Quatro Estações Подписаться

machadorisos Machadorisos .

Foi na Primavera que eles trocaram o primeiro olhar. Foi no Verão que eles se beijaram pela primeira vez. Foi no Outono que eles se separaram para talvez nunca mais. Porém foi no Inverno que Daichi decidiu voltar e nunca mais ir embora.


Фанфик Аниме/Манга 13+.

#yuu-nishinoya #asahi-azumane #koushi-sugawara #daichi-sawamura #yaoi #asanoya #haikyuu #fluffy #daisuga
5
4.0k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Primavera

N/a:

~~betado por Mabbybro


era pra ser um drabble.. aí quando vi já tinha mais de 500 palavras ufheufhe

fic presente para Léozinho reizinho do meu coração.

Espero que tu goste <3

*************************

05 de abril de 2018


Daichi Sawamura estava cansado. A rotina do sítio arqueológico era pesada, mesmo que gratificante. Fazia quanto tempo que estava naquela expedição? Cerca de seis meses. Ao menos ele já conseguia ver o fim daquele túnel.

A temporada de chuvas começou e, por conta disso, seria necessário realizar uma pausa do trabalho. Voltar para casa depois de tanto tempo era de fato agradável e isso o tranquilizou. Antes de entrar no avião, enviou um e-mail para Asahi o alertando sobre sua volta. Não sabia por quanto tempo poderia curtir a folga, então aproveitaria ao máximo o descanso.


***


Era possível sentir o cheiro adocicado a distância. Empurrando a porta do estabelecimento, a primeira coisa que Daichi notou foi um homem de cabelos longos próximo ao balcão. Asahi sorriu ao vê-lo, dando a volta para abraçá-lo.

— Daichi!

— Asahi! — cumprimentou de forma alegre. Era bom estar próximo ao amigo de longa data. — Como você está?

— Estou bem! E você? Faz tanto tempo que te vi...

— Sim... mesmo que esteja quase na reta final é meio difícil ter tempo para alguma coisa — riu alisando a nuca. — Vai ficar parado aí ou me servir algo?

— Oh sim! Desculpe. — Asahi riu e apontou para a vitrine que estava lotada de todos os tipos de bolos e tortas que Daichi poderia imaginar. — Já sabe o que quer?

— Não. Que tal uma recomendação do mestre?

— Eu não sou o mestre...

— Até quando você vai se diminuir, Asahi? — Um homem de cabelos prateados passou pela porta que dava acesso a cozinha. — Você é tão bom quanto eu ou até melhor!

— Eu sempre digo isso a ele, mas parece que ele não escuta. — Daichi riu e dirigiu-se ao homem.

— Acho que nem mesmo Noya consegue colocar isso na cabeça desse gigante — provocou o colega de balcão.

— O que é isso? Um complô?

— Apenas fatos — rebateu.

— Justo — apontou Sawamura.

— Eu não consigo lidar com vocês dois juntos — sorriu. — Vou preparar alguns cookies. Daichi, quer com bastante chocolate?

— Sim, por favor.

— Certo. Volto logo.


Os dois homens se encararam por um tempo.

— Eu sou Koushi Sugawara, amigo e sócio de Asahi. Ele nem ao menos nos apresentou — sorriu estendendo a mão.

— Sou Daichi, amigo de Asahi. Eu nem me surpreendo mais com suas atitudes — riu. — Você é dono daqui junto com ele?

— Sim, fizemos o curso de confeitaria juntos. Então criamos uma receita e decidimos abrir a loja.

— Ele comentou algo do tipo comigo... a receita é aquela que dá nome ao lugar, certo?

— Sim. Lótus de Cristal. Você já comeu?

— Na verdade não, eu já estou fora há algum tempo. Quando Asahi me disse sobre a receita eu estava na Índia.

— Índia? Bem longe.

— Sim. Trabalhei em um sítio arqueológico em Nalanda.

— Sério? Isso é incrível. Oh, Asahi já me falou sobre você! Ele me disse que jogaram vôlei juntos no ensino médio!

— Sim, é verdade — riu novamente. — Logo depois eu fui para a universidade e ele continuou em Miyagi. Fiquei surpreso quando ele me contou que viria para Tóquio.

— E pensar que eu também jogava vôlei e nunca nos encontramos.

— Bem, nunca é tarde para começar algo.

— Justo. — Achou linda a forma que Sugawara sorria. — Bem, te convido a vir aqui outra vez. Para experimentar a Lótus.

— Sim, claro. Tenho alguns dias antes de voltar para a Coréia.

— Você nunca fica por aqui por muito tempo?

— Em épocas de chuva é complicado de se trabalhar em campo, então, como foi feito uma pausa, aproveitei para vir aqui. Devo voltar no início da próxima semana.


Asahi Azumane retornou momentos depois com os cookies. Eles comeram e conversaram sobre a vida, a escola e seus planos futuros.

— E quanto a Nishinoya?

— Ele deve passar aqui mais tarde, depois do treino. — Era fofo como Asahi ainda corava de um jeito adorável quando falava do noivo, Yuu Nishinoya.

— Bom, eu vou indo por agora. Mande um abraço para ele — levantou-se. — Posso voltar a qualquer hora para provar a torta? — Dirigiu sua pergunta a Sugawara, que sorriu contente.

— Claro! Por favor, faça isso!

— Eu farei. Pode ter certeza.


Asahi sempre foi lento para algumas coisas, mas até ele percebeu a troca de olhares. Daichi deixou o local e Sugawara tinha aquele sorriso encantador nos lábios e ele já sabia onde isso iria dar.

— Suga?

— Hm?

— Tome — empurrou um papel que continha algumas informações escritas em caneta azul.

— O que é isso?

— E-mail de Daichi. Onde ele fica costuma não ter um bom sinal de telefone, então a melhor forma de contato é e-mail.

— Mas-

— Suga, está tudo bem. Espero que dê tudo certo. — Asahi não costumava ser tão assíduo, e Sugawara não pode deixar de sorrir de forma carinhosa.

— Olhe só para você, me ajudando a conseguir alguém - disse, provocando o maior.

— Ah, pare com isso — riu junto com o amigo. — Se eu não fizesse, certamente Noya faria. Só estou adiantando as coisas. Só estou adiantando as coisas.

8 октября 2019 г. 17:51:39 4 Отчет Добавить 3
Прочтите следующую главу Verão

Прокомментируйте

Отправить!
nick nick
comecei agora e já estou adorando ♡

Blue Martell Blue Martell
Meu Jesus como eu não sabia disso aqui?! É tão bonito, quero mais 💙✨

~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 4 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму

Больше историй