Conquiste sua Alfa Подписаться

annesenju Anne P.

Tsuyu Asui cresceu observando o relacionamento amoroso entre seus pais, um alfa e uma beta, em uma cidade pequena e conservadora, onde alfas que se casam com betas ainda era visto com maus olhos. Por mais que sua sociedade tentasse botar um limite em seu coração, ela jamais esqueceria as palavras de sua mãe “Conquiste o amor, independente do gênero, conquiste e seja conquistada por esse sentimento mágico.”


Фанфик Аниме/Манга Всех возростов.

#TsuCamie #tsuyu #omegaverse #crackshipp #258 #desafiodosha #crackdosnamorados #cracksurpresa #bokunoheroacademia #bnha #abo
Короткий рассказ
0
3.7k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Capítulo Único

Tsuyu tinha 13 anos quando sua mãe lhe disse: “O amor pode te sufocar de carinho ou matar de tristeza. Mas independente disso, aprecie-o ao máximo. Conquiste o amor, independente do gênero, conquiste e seja conquistada por esse sentimento mágico. Viva sem arrependimentos, minha jovem sapinha.”

Aquelas palavras deixaram uma marca em sua alma, assim como o sol quente daquele verão deixou em sua pele. Tinha aprendido sua lição, nunca mais caçaria insetos sem protetor solar em sua bolsa.

...

Quando viu Camie Utsushimi pela primeira vez, Tsuyu soube que algo havia mudado. Foi uma troca de olhar rápido e um breve elogio a sua blusa com estampa de borboletas, mas ela soube que a alfa transferida de outra cidade havia mudado algo na sua vida. Seu coração soube.

Desde então, procurar roupas com estampa de borboletas nas vitrines das lojas, se tornou sua nova fixação.

...

Conversar com Camie era algo extremamente difícil para Tsu, facilitava um pouco ela estudar na única escola mista da cidade – agradecia extremamente a mãe recusar-se a colocá-la na escola técnica para betas. Mas o fato de Camie ser alfa, popular, bonita e de outra sala dificultavam um pouco a interação.

Sempre que a encontrava no corredor, ela lhe dirigia um sorriso meigo e um “oi”, mas nunca passava disso. Antes que a beta pudesse puxar assunto, algum amigo de Camie a cortava. Afinal, a bela alfa era cercada de outros alfas e alguns ômegas que voltavam aos instintos antigos de correr atrás de feromônios de belos alfas. Às vezes, alguns betas tentavam se enturmar no grupinho, mas eram excluídos muito facilmente, já que os ômegas disputavam pela atenção da loira e os alfas faziam de tudo para ter sua atenção voltada para eles.

Camie era uma pessoa comunicativa e alegre, fazia amizade com todos indiferente a gênero ou sexo. O único problema era seu círculo de amigos, que não deixavam qualquer um se aproximar.

...

Foi durante o recesso de inverno que Tsu por coincidência encontrou Camie no centro comercial da cidade. A morena achava impossível a alfa ficar mais bela, mas caramba! Como ela ficava bonita com aquele coque despojado.

Quando ela a abraçou, – sem se importar com sua permissão – conseguiu sentir perfeitamente o cheiro de flores que vinha dela.

Depois de uma tarde na praça de alimentação conversando e tendo sua blusa com estampa de insetos novamente elogiada, Tsu soube que estava apaixonada.

Uma bela e dolorosa paixão platônica.

...

Apaixonar-se é uma coisa tão bela. É uma lastima saber que provavelmente no futuro você vai sofrer. Quando você gosta, você cria expectativas e são elas que te machucam.

...

No último ano do ensino médio.

Tsuyu descobriu como uma paixão platônica doía de verdade.

Ela não sabia o que era pior. Saber que a alfa por quem sentia algo havia ficado com a ômega mais babaca que conhecia, ou saber que essa ficada terminou com o cio da alfa desperto e ela acabou passando o final de semana com a mesma ômega babaca.

O que doía mesmo, era saber que ela podia ter recusado. Os supressores de alfa impediam que o cio deles fosse tão intenso quanto era para os seus ancestrais. Eles não ficavam irracionais, eles não ficavam totalmente sedentos por sexo, eles não tinham tanta necessidade quanto antigamente.

Doloroso mesmo era saber que ela quis de espontânea vontade. Isso sim foi doloroso.

...

Quando as aulas acabaram e ela estava finalmente formada no ensino médio, Tsu resolveu abandonar tudo que lhe magoava e lhe entristecia.

Esqueceu seu primeiro beijo desajeitado com Sirius;

Esqueceu as ofensas de Himiko Toga;

Esqueceu seus tombos durante os jogos de futebol;

Infelizmente, também tentou esquecer Camie Utsushimi.

...

“O amor é engraçado né, minha sapinha?”

Lembrou-se da fala da mãe ao botar os pés dentro da sala. No seu primeiro dia no curso de Veterinária, lá estava Camie. Conversando com todos como costumava fazer no secundário.

Não sabia se ria ou chorava enquanto via a alfa chamar seu nome e balançar a mão para chamar sua atenção.

Por fim, soltou um ribbit antes de andar saltitante em direção a loira e se sentar ao seu lado.

...

Quando se senta ao lado da pessoa por quem você jurou esquecer sentimentos, é provável que aconteça o efeito contrário. Tsuyu podia afirmar que no meio do semestre já estava mais apaixonada por Camie do que no secundário.

Tentou se afastar no começo, mas a alfa se recusou a deixa-la sentar em outro lugar sem ser ao seu lado, afirmando que se sentiria solitária sem ter alguém que conhecia por perto, o que não era muito bem verdade, já que Camie conhecia até os estudantes de outro semestre. Mesmo assim, Tsu não saiu do seu lado no final das contas. Por questão de orgulho, a beta preferia acreditar que era influência dos feromônios de alfa, mas no fundo ela sabia, que preferia ficar ao lado de Camie.

...

“Quando não se pode nadar contra a corrente, deixe a força das águas te levar até seu destino”

Foi o que sua mãe lhe disse ao lhe contar seu caso platônico com Camie. Pois bem, “conquiste o amor e seja conquistada por ele”, já havia sido conquistada por Camie, agora era sua vez de ser conquistá-la.

Não deixaria sua alfa escapar!

Que se dane todas as pessoas que lhe olhavam torto na faculdade, Camie era sua.

...

Demorou um pouco e foi um tanto desengonçado.

Teve que chamar Camie 3 vezes para jantar fora, para somente na terceira vez a alfa perceber que era convidada para um encontro. Na quarta vez, quando foram no cinema, ela até mesmo segurou a mão da beta durante o filme.

O primeiro beijo não tardou a vir. Havia sido vergonhoso fazer aquilo enfrente a toda a faculdade, parecia que até alguns professores pararam para ver uma alfa e uma beta trocando beijos ao lado do refeitório. Camie lidava muito bem com aquela atenção, já Tsu teve vontade de se esconder atrás da alfa ao ver o tanto de pessoas que as olhavam.

Estar com Camie era quente. E não existia nada que Tsuyu gostasse mais que o calor do verão e a quentura do corpo de Camie junto ao seu.

A alfa a marcava de formas distintas de uma mordida. Seu aroma floral marcava seu olfato, nenhum outro cheiro existia com Camie por perto. Seu toque marcava seu corpo, como nenhum outro já havia feito. Seu beijo marcava seu coração, cada novo beijo quente vinha acompanhado de um forte pulsar do órgão, tum-tum, tum-tum. Seu olhar marcava sua alma.

Sua alfa a surpreendia e a encantava a cada vez que se encontravam.

E por mais que alguns a olhasse torto quando viam uma beta se referir a uma alfa como sua, Tsu não se importava, pois havia conquistado seu amor e ninguém poderia tirar isso de si.

Sua mãe estava totalmente certa quando lhe disse que o amor pode lhe sufocar de carinho. Na verdade, sua mãe estava certa em vários conselhos amorosos que lhe deu ao longo dos anos.

Teria que agradecer ela depois, ribbit.

Fim.

9 июня 2019 г. 3:06:24 0 Отчет Добавить 1
Конец

Об авторе

Anne P. "Tento usar a minha imaginação, pois a realidade é uma droga" 19 anos de pura complexidade e preguiça. Um dia eu escrevo tudo que eu quero ♡ Amo yaoi, escrevo originais e sobre alguns fandons, podem me encontrar no Nyah e WTT também ♡

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~