1
4.6k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

Challange Zero


[Jinyoung]


Revirei os olhos, cansado daquele falatório todo.

Levantando o pescoço, respirei fundo, irritado com a encheção de saco vindo dos arredores. Com um pouco de dor de cabeça, mirei os orbes de Youngjae que cintilavam intensos com aquela ideia estúpida.

— Ah! Quanto mais você fala, mais divertido parece! — sibiliou o Choi.

De canto, Jaebum mordiscava os lábios, receoso com as vontades esquisitas e anormais do namorado.

— E quem diabos disse que não seria interessante!? — perguntou Jackson, estalando os dedos ao pousar os cotovelos sobre a mesa de pedra do refeitório.

— Isso não me parece uma boa… — escutei a voz do Im, totalmente apreensivo. — Eu li algumas coisas na internet…

— É óbvio que não é coisa boa. — cortei.

— JInyoung! Desde quando jogos parecem uma má ideia!? — perguntou o Wang.

— Desde que seja você panfletando. — ri, olhando sério para o chinês. — Esse tipo de coisa é perigosa.

— O perigoso me excita. — brincou Youngjae, esforçando-se ao máximo para me fazer topar. — Vamos gente! Estamos quase terminando os estudos, quando novamente poderemos participar de algo assim, tão…

— Estranho? — perguntou Jaebum.

— Excêntrico. — rolou os olhos o moreno, impaciente com o namorado. — Jaebunny, vamos lá.

— Você sabe que eu não gosto de RPGs… — hesitou o outro, tentando não se embriagar com as feições fofas de seu parceiro.

— Jaebum! — chamei. — Você já viu as notícias, você sabe como essas coisas funcionam?

— Sei sim. — disse Jackson, como se houvesse perguntado-o. — É legal, é diferente e é seguro.

— Não é não. — insisti, mordendo minha maçã. — Não é nada seguro, e essas pequenas brincadeiras podem fazer a gente se arrepender facilmente. As pessoas se machucam, perdem dinheiro e ficam loucas nesses jogos bestas.

— Ahn, não seja tão chato Jinyoung. — abanou a mão. — Vamos, eu posso fazer você se divertir muito. — riu malicioso, onde senti o rosto formigar.

— Fique quieto! — briguei.

Suspirei mais uma vez, pensativo sobre o assunto.

Jogos parecidos surgiam de tempos em tempos, tornando-se comum para jovens, enquanto seus pais reclamam de como RPGs eram perigosos e inúteis. Dependendo dos desafios que nos proporcionassem e quanto tempo perderíamos jogando, poderia ser mais do que viciante.

Até por que eu gostava de jogar.

Lambi os lábios, ouvindo o alarme do fim de intervalo soar irritantemente sobre meus ouvidos.

— Jae-ah? — virou-se Youngjae para Jaebum, intuitivo.

— Jinyoung-ah? — chamou-me Jackson, quase gritando por minha atenção.

— Tudo bem, se você quer… — concluiu o Im, encantado pelo namorado e seus olhares intuitivos. Ele pousou as mãos na cabeça do Choi num carinho súbito, que retribuiu com sorriso em agradecimento.

— Hm, hm? — clamou-me o chinês loiro.

— Ah porra. — xinguei, me levantando. — Vamos fazer essa merda. — pisquei, me levantando.

— Aleluia! — cumprimentaram-se Jackson e Youngjae, extremamente animados.

— Mas saiba que qualquer coisa que der errado… Eu vou te culpar, Wang.

— E eu juro que não vai se arrepender, Jinyoung-ah. — sorriu, fazendo minha cabeça doer.

E mal sabia ele o quão competitivo eu poderia ser.

3 ноября 2018 г. 15:01:57 0 Отчет Добавить 1
Прочтите следующую главу Challange One

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 4 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму

Больше историй

Ode to One More Light Ode to One More Light
Time Loop Time Loop