alguemnaointeressante KF

Eu achei que a vida seria que nem um jogo, dar reset no que acontecesse de ruim na minha vida, infelizmente a vida não funciona assim...


Драма 13+.

#338 #LifeIsNotAGame
1
4.7k ПРОСМОТРОВ
В процессе
reading time
AA Поделиться

Isso Me Incomoda

Eu não sei como tudo isso começou, minha vida simplesmente virou de cabeça para baixo, desde o ano passado, eu quero entender o que está acontecendo comigo, mas eu não consigo entender.

Tudo começou quando meus pais se separaram, meu pai fugiu de casa por brigas com a minha mãe que até hoje eu não entendi o motivo disso. Minha vida nunca mais foi a mesma, eu me senti muito mal, pois eu amo os dois por igual e eu não sei como seria minha vida dali para frente, eu apenas achei que tudo estaria perdido para mim, então decidi que eu deveria fazer o que eu amo, que é jogar.

Eu ficava trancado no quarto horas por dia jogando, não ia para a escola, não comia direito, só saía do quarto para ir ao banheiro tomar banho e fazer minhas necessidades. Minha mãe estava desesperada sem saber o que fazer e meu irmão também, nesse desespero, minha mãe pediu para meu irmão entrar no meu quarto ver o que estava acontecendo comigo. Então ele chegou no meu quarto, bateu na porta e eu não respondi, decidi ignorar para ver o que ele iria fazer, então ele entrou (eu não tinha fechado a porta), ele ficou admirado pelo o estado que estava o meu quarto, todo bagunçado cheio de roupas espalhadas pelo o quarto inteiro, ele se aproximou de mim e me perguntou:

-O que está acontecendo com você? Você não vai a escola, não fala comigo nem com a sua mãe, eu e ela estamos preocupados com você, e olha esta bagunça! Me fale, o que está acontecendo?!

-Eu não sei... - respondi sem reação ou ânimo

-Como não sabe? Eu estou aqui para te ajudar, por favor, me fale!

-Eu não sei, você tem algum problema que não consegue entender? Some daqui!

Ele pegou nos meus ombros e gritou comigo:

-Cara saí dessa! Você está assim por causa da separação dos nossos pais não é? Eu estou mal com isso também, eu estou realmente muito mal com isso, mas eu preciso que você seja forte! Eu sei que você é Jhonathan, juntos nos vamos superar isso, mas por favor, saía dessa!

-Me deixe em paz... - falei sem reação

Minha dor não era a separação dos dois, eu realmente não sabia o que estava me incomodando ou me afetando, eu apenas queria chorar, chorar e chorar depois de ouvir da separação dos meus pais, eu estou confuso, o que está acontecendo?

Passei o dia todo sem dar noticias de que eu estava vivo, apenas ouvia-se os barulhos dos botões do controle.

Minha mãe e meu irmão haviam saído para comprarem algumas coisas para a janta, enquanto isso eu aproveitei que eu estava finalmente sozinho e em paz em casa e fui tomar um banho, e como de costume eu fico muito tempo no chuveiro, eu sento no chão e deixo a água ficar caindo no meu corpo enquanto eu choro lamentando tudo o que eu tô sentindo ou lamentando minha própria vida mesmo.

Depois de um bom tempo no chuveiro, eu ouvi a porta da sala sendo aberta e minha mãe avisando que chegou, naquele momento eu só pensei "como eu queria que nunca voltassem" mas no fundo, eu fiquei me lamentando por ter esses pensamentos tão ruins e sombrios. Depois de uns 5 minutos, eu saí do banho, me sequei e fui pro quarto enrolado na toalha, peguei umas roupas que estava jogada na cama e me vesti.

Me deitei na cama e percebi que o meu celular não estava no móvel perto da minha cama, então fiquei procurando ele pelo meu quarto inteiro, quando eu vi minha mãe vindo no meu quarto me devolvendo o celular, como se ela tivesse pego para ver se tinha algo que ela pudesse descobrir o que estava acontecendo comigo, mas eu não deixo nada no meu celular, apenas algumas imagens na galeria e alguns jogos que eu quase nunca jogo. Eu olhei para minha mãe e como sempre, sem reação, mas eu estava realmente muito nervoso naquela hora, ninguém pega o celular de alguém sem autorização, ainda mais para ver se você está escondendo algo, ela pode até ser minha mãe mas isso não se faz com ninguém. Ela me entregou o celular sem falar nada e saiu, como se ela tivesse visto algo que não agradou nem um pouco ela, eu decidi ignorar a reação dela e peguei meu celular para colocar uma música enquanto eu jogo.

Minha mãe (depois de ter pego meu celular e me devolvido) estava na cozinha, preparando alguma coisa para a janta, era 8 horas da noite, ela estava com uma expressão muito triste, como se ela tivesse decepcionada com algo que alguém fez, então fiquei me perguntando se isso seria culpa minha, mas de alguma forma, eu não me sentia culpado, me sentia mal, não sei descrever de que forma, mas me sentia realmente mal, decidi ignorar o que eu estava sentindo.

Um tempo depois minha mãe me chamou para ir jantar, ela tinha preparado minha comida favorita, Lasanha, com muito queijo, eu achei bem estranho ela ter feito minha comida favorita, porque geralmente ela fala que não tem dinheiro para fazer essas coisas, mas dessa vez, de alguma forma, ela arranjou dinheiro para fazer, como se ela quisesse me fazer me sentir melhor, de alguma forma essas atitudes me incomodavam, a preocupação dela era tanta, que me sufocava, me dava nos nervos, me irritava, eu nunca disse isso para ela, porque eu sei que mesmo eu falando que me incomoda ou qualquer outra coisa, ela iria se preocupar do mesmo jeito, é uma teimosia que eu nunca vi igual. Fui até o armário pegar um prato para colocar a minha janta, que finalmente algo me deixou pelo menos 1% feliz, até que minha mãe fez um comentário:

-Eu trabalhei muito para conseguir fazer seu prato favorito! Saiba que eu fiz com muito amor e carinho.

-Obrigado - eu respondi

Pela primeira fez eu vi ela sorrindo daquele jeito, por causa que eu havia agradecido, sei que eu não faço isso a um bom tempo, mas uma vez não faz mal.

Eu coloquei Lasanha para mim comer, puxei a cadeira e me sentei, minha mãe estava na minha frente me olhando, querendo que eu coma (dava para perceber só no olhar dela), incomodava muito aquele olhar, mas eu decidi ignorar.

Eu comi um pedaço bem pequeno, mas comi tudo, espera, agora que eu percebi que eu não citei nenhuma vez o nome da minha mãe e nem do meu irmão, o nome da minha mãe é Rosanne e o nome do meu irmão é James, mas enfim, depois de ter comido tudo, eu coloquei meu prato na pia e fui no banheiro escovar meus dentes, porque dali eu iria direto para o meu quarto ficar jogando até eu cair no sono. Escovei os dentes e fui pro quarto, liguei o videogame e peguei um fone para não incomodar ninguém, e coloquei uma música para ouvir, eu sempre achei que se todos os dias fossem assim, alguma hora minha vida iria melhorar, infelizmente, não foi isso o que aconteceu.

+

9 сентября 2018 г. 1:50:37 1 Отчет Добавить 0
Прочтите следующую главу Dias Infernais

Прокомментируйте

Отправить!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 1 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму