New writing contest available! #AParallelUniverse. Читать далее.
basquiart ailüj

Me abrace como se eu fosse um ímã que te mantém aqui. Me toque como se eu fosse a coisa mais delicada do mundo. Diga que eu sou precioso Minho, diga que eu sou sua obra de arte favorita. [ namsong!centric | angst ]


Фанфик 21+. © Todos os direitos reservados

#yaoi #angst #depressão #ansiedade #winner #namsong #transtorno psicológico
Короткий рассказ
2
6.9k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

.am(arte)



Amar não é uma coisa que a gente pode dizer que é simples, mas supostamente não deveria ser complexo.


Quando eu me recordo de todas as referências que tive sobre amor elas sempre traziam uma aura de preocupação e afetividade. Amar, pra mim, sempre esteve relacionado a cuidar e zelar pelo outro e eu nunca consegui pensar em amor sem relacionar todos esses conceitos.


Mas desde que te conheci nunca mais consegui pensar em amor sem ligá-lo diretamente a você e isso é uma merda.


Eu tentei te fazer notar o quanto suas atitudes me machucavam, eu tentei te mostrar o quanto suas palavras me feriam e o quanto seu jeito despreocupado me deixava aflito e acionava os gatilhos da minha ansiedade.


Você nunca soube lidar com isso tudo. Você nunca soube lidar com o amor ou com palavras ou gestos ou até mesmo com a minha ansiedade. Eu arrisco a dizer que você nunca soube lidar comigo e isso não é o que mais me machuca Minho. O que mais me dilacera é saber que você nunca ao menos tentou.


– Eu já disse que você tá vendo coisa onde não tem!


O que adianta exatamente gritar comigo? Eu não entendo como usar um tom mais alto ajuda a resolver o nosso impasse. Entenda que eu tenho motivos pra não confiar em você Minho e a culpa é toda sua. Inteiramente sua.


Eu não pus seus dedos sobre as teclas e te obriguei a enviar aquelas mensagens. Eu não te forcei a entrar em contato com antigos amores mesmo você estando comigo. Eu não coprometi sua imagem e fidelidade, você mesmo fez isso então que você arque com as consequências de minha desconfiança.


– E daí que eu dou motivos?! Isso foi no passado Taehyun! Esquece e segue em frente!


Como eu posso seguir em frente sendo que o fantasma da traição me persegue? Como eu posso seguir em frente se você não me permite Minho? Você sempre me faz sentir culpado por mexer no seu celular ou afastar as pessoas, mas não é como se fosse minha culpa. Eu só não quero me sentir insuficiente como eu me senti quando descobri que você me traiu. Eu só não quero legitimar o vazio que eu carrego dentro mim.


– Você tá sendo paranoico! Para de me culpar pelos seus problemas!


Sabe Minho, eu passei muito tempo achando que tinha algo errado comigo. Eu passei longos minutos da minha vida me encarando no espelho e odiando o que eu via. Eu só conseguia me perguntar o tempo todo o que não estava certo e porque eu era assim. Eu só queria ser normal, Minho e não sentir esse imenso nada que eu sinto o tempo todo.


Eu queria parar de me sentir submerso dentro de mim mesmo. Eu queria que essa corda invisível que me sufoca afrouxasse. Eu queria que essa voz que me diz coisas horríveis se calasse. Eu queria me reconhecer em mim e parar de me culpar por coisas que eu não tenho culpa. Eu queria saber que as migalhas de amor que as pessoas me dão não devem ser o suficiente.


Eu queria ser uma lagoa calma num dia de verão e não um mar tempestuoso no inverno.


Só que eu descobri que esse pedaço de mim, esse pedaço caótico e dialético, esse aglomerado de veias e ataques de pânico na verdade é só uma parte do que eu sou. Eu sou além disso, Minho. Eu sou muito além disso.


Eu sou oceano.


– Taehyun? Taehyun você tá sangrando?!


Eu queria te pedir desculpas por às vezes ser obstáculo ao invés de ponto de partida, mas eu não posso pedir desculpas por ser quem eu sou.


Você entende Minho? Entende isso?


Essa merda faz parte de mim só que ela não me totaliza. Ela me suga e asfixia, ela rouba todo o meu oxigênio e me tranca no quadro O Grito de Munch. Ela me bloqueia os sentidos e me prende nas armadilhas criadas por mim mesmo.


Eu sou o meu pior inimigo Minho. Eu crio táticas todos os dias pra me sabotar.


– Deixa eu te ajudar Taehyun, por favor.


Você vai me ajudar com o quê Minho? Vai me ajudar a me sentir melhor comigo mesmo? Você vai tirar as nuvens nubladas que vivem dentro de mim? Você vai fazer a grama crescer dentro da minha mente? Você vai arrancar a corda que me estrangula?


Eu quero respirar Minho, me ajude a respirar.


– Eu vou pegar algodão pra estancar o sangue.


Mas você vai me ajudar com o sangramento do meu nariz.


– Isso aconteceu porque você teve uma crise de ansiedade?


Isso aconteceu porque a crise de ansiedade me tem Minho. O meu corpo expulsando meu próprio sangue é só um simbolismo barato pra batalha que eu travo desde sempre. E a julgar pela quantidade que foi expelido eu acredito estar perdendo.


– Me desculpa por tudo isso, Taehyun! Eu sou um bosta que não faz absolutamente nada direito, você sabe.


E quem no mundo faz algo certo? Todo mundo está jogando no escuro Minho, ninguém sabe o que vai acontecer, porém as apostas sempre são altas e quase nunca se tem retorno. A incerteza é a única certeza que a gente pode se agarrar, o resto é ópio mental com o fim de nos fazer aguentar tudo isso.


E eu não quero soar niilista nem fazer você se sentir triste. É que eu não tenho mais esperança, Minho. Expectativa é como a beleza hedonista grega: totalmente inatingível.


O mundo gira, as estrelas caem e o que sobra é o pó.


Mais nada.


– Me deixe cuidar de você Taehyun. Eu prometo que você nunca mais vai sangrar.


Espero que suas palavras não me perfurem mais a pele nem que sua negligência estoure as minhas veias, mas eu não me importaria em sangrar algumas vezes porque eu aprendi que a dor é importante Minho, a dor nos faz lembrar que estamos vivos.


O meu sangue escuro secando na minha camiseta é uma prova incontestável da minha existência.


Eu estou aqui Minho. Eu sou real.


– Vem cá, você precisa descansar.


Eu preciso sim.


Me ajude a descansar Minho.


Eu não consigo respirar.


– Eu vou tirar sua camiseta suja tudo bem?


Você pode tirá-la meu amor. Você também pode me beijar com tanto carinho e cuidado como está fazendo agora.


Você também pode beijar minhas clavículas saltadas e minhas olheiras profundas. Finja que minha pele é uma pétala de flor de cerejeira e cuide de mim Minho. Eu sou uma semente que precisa ser regada, me ponha na luz.


Me abrace como se eu fosse um ímã que te mantém aqui. Me toque como se eu fosse a coisa mais delicada do mundo. Diga que eu sou precioso Minho, diga que eu sou sua obra de arte favorita.


– Eu te amo Taehyun.


Eu sei Minho. Eu sei.


Você me ama do seu jeito sem saber o que é amar ou amor. Você me ama nesse completo silêncio, tal qual reveste o quarto agora. Você me ama como esse feixe de raio solar que invade nossa janela e pinta nossos corpos. Você me ama como se fizesse uma prece desesperada.


Você me ama Minho, eu sei.


Mas eu acho que sou alérgico ao seu amor. Eu acho que eu não consigo digeri-lo. Talvez o meu sistema digestivo não esteja acostumado ou talvez você tenha me envenenado, eu não sei.


Eu estou me afogando Minho, eu estou me afogando em você e eu não sei nadar.


– Me deixe cuidar de você.


Me ensine a nadar Minho, me ensine a sobreviver a você porque eu ainda não consigo respirar. Eu não consigo.


– Me deixe te ensinar a amar.


Eu não posso Minho.


Amar é uma arte e nem todo mundo é artista.


nós somos apenas duas almas perdidas nadando num aquário
27 февраля 2018 г. 15:16:14 1 Отчет Добавить 1
Конец

Об авторе

ailüj ° je suis devient °

Прокомментируйте

Отправить!
the Ghourlmet the Ghourlmet
é impressionante como você sempre parece saber colocar as palavras no lugar certo
~

Больше историй

Ode to One More Light Ode to One More Light
Time Loop Time Loop