clueless_writer Cʅυҽʅҽʂʂ Wɾιƚҽɾ

Um livro de poemas, versos jogados ao vento. Uma mera pessoa tentando não sucumbir.


Поезия сатира Всех возростов.

#poesia #poemas
3
17.7k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждые 30 дней
reading time
AA Поделиться

O Vício


Não sei quando,

Mas seria hipócrita se não soubesse como.

Veio devagar, lento

Discreto, se rastejando

Como um vírus,

Lentamente me tomando.


Antes que eu me desse conta

O que era saudável

E bom

Virou um vício,

Uma maldição

Não percebida pelas outras pessoas.

Me agarrou tão fortemente,

Quanto um líquen a sua rocha.


Uma dependência incomum

Que cega meus sentidos

Sufoca minha consciência

E o meu respirar.


Me tornei dependente

Sem nem mesmo,

Lutar.


Poderia ser uma fonte

De conhecimento e sabedoria,

Mas virou minha ruína

Me cansa mentalmente,

Tanto quanto uma briga.


Peça ajuda!

Eles disseram,

Mas como poderia?

Se me faz tão feliz.

Me acalma quando ninguém mais pode

Me leva para longe,

Sem que eu saia do lugar.


É discreto,

E apreciado.

Os outros,

Não veriam,

Não compreenderiam,

Mesmo que esfregasse em suas faces.


Mas está tudo bem!

Já me conformei.

De que minha maior fonte,

É também

Minha destruição.


Uma paixão tão cega e latente,

Não levaria a outro lugar.


Só quem tem

Entende também.

Uma pessoa em queda,

Reconhece a outra.

Muitos caíram

Outros cairão

E eu estou caindo,

À sua mercê.


E os sinais,

Sempre estiveram aí

Só não vê, quem não quer.


Talvez não valha a pena

Me entregar tão facilmente,

Mas não tem problema

Porque quando eu cair,

Será maravilhoso.














1 апреля 2023 г. 16:08 0 Отчет Добавить Подписаться
5
Прочтите следующую главу Psicodélico

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 8 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму