zelosnation_ bia

"Talvez fosse para ser assim, ele me trocando pela bebida e eu trocando a bebida por ele." Onde Jaemin bebia demais e sua namorada queria desistir de tudo o que eles tinham. [OneShot¡Jaemin¡nct x personagem original] Capa perfeita por: @Tae_Gaeguli


Фанфик Группы / Singers 13+.

#nct #na-jaemin #nctdream
0
1.6k ПРОСМОТРОВ
Завершено
reading time
AA Поделиться

único;

Talvez fosse para ser desse jeito, mas esse jeito iria me cansar. Eu iria me cansar de ir buscar ele todas as noites de sexta feira, e mal os amigos sabiam que eu sou a namorada dele.

Mas mesmo eu sendo namorada dele, eu não recebo atenção dele, nem lembro a última vez que ele me deu um beijo sem ser selinho antes de ir trabalhar, ou mesmo para sair com os amigos, nada mais estava normal nesta relação.

Ele me trocava pela bebida, e eu a bebida por ele.

Talvez fosse para ser desse jeito.

Só queria atenção dele, mesmo ele sendo mais velho que eu, ele era um namorado perfeito, me mimava, se esforçava por tudo para estar comigo.

Lembro das vezes que entrava de noite no quarto em casa de meu pai só para me dizer boa noite com um beijo ardente que faria os dois sonhar coisas eróticas e acordar no outro dia totalmente suados e carente.

Nossa relação era assim.

- Irei sair amor - Sabia bem disso, como sempre, sexta feira depois de sair do trabalho, ele saía com os amigos.

- Não volte tarde - Sempre falava a mesma coisa, sinceramente me pergunto porque ele nunca me deixa ir, mas ao mesmo tempo eu sabia a resposta, ele sempre fala que é solteiro.

Às vezes me pergunto se sou um obstáculo em sua vida.

Deixei as horas passar até que recebo uma ligação, bufei ao saber o porquê de me estarem ligando, mas desta vez me surpreeendi ao ver o nome gravado no meu celular.

Polícia.

Atendi o celular com medo do que vinha por aí.

"- Você é a pessoa que está encarregue de um garoto de 19 anos chamado Na Jaemin?" - Perguntou logo mandando um grito para alguém parar quieto.

"- Sim... O que ele fez?" - Encarregue, sério que eu passo por isso?

"- Agrediu dois agentes, um policial e agora está tentando fugir, estou pensando seriamente em algemá-lo em um poste, gostava que viesse rápido. Se não quer que seu amiguinho vá preso sem ter alguém para o defender, e eu sei que não é a primeira vez que o menino Na Jaemin se encontra nesta situação"

"- Não estive presente nas outras vezes" - Estava totalmente estupefata com o que o policial acabara de dizer. "- Estou indo para aí" - Desliguei a chamada frustada, eu teria que brigar com Jaemin quando ele estivesse sóbrio.

Estou farta destas confusões que ele comete bêbado, ou ele muda, ou acaba tudo.

Eu sinceramente estou decidida a acabar tudo se ele não falar "eu troco a bebida por você" ou algo que se asseme-lhe e eu aceite.

Me arrastei até o quarto e peguei um casaco dele, um bem quente pois estava uma noite fria. Bufei ao lembrar das vezes que Jaemin chega com frio então imaginava que ele estive desse modo. Peguei um casaco para ele e o capacete da moto do mesmo. Não tinha carta de carro pelo mesmo simplesmente a me perder e então ao eu a encontrar os policiais totalmente a rejeitarem. O que Jaemin me faz passar.

Por sorte, por sorte mesmo, tenho licença para andar de mota.

Peguei as chaves, e meus documentos e fui andando para fora de casa, sentindo o frio bater contra meu rosto, se eu chegar gripada, eu espanco aquele garoto.
Bem... Acho que o máximo dos máximos se nada acabar, é fazer uma greve das grandes.

Respirei fundo e voltei a casa para colocar uma máscara pois meu rosto 'tava pedindo por algo quente devido ao frio que estava se encontrando no exterior.

Após estar pronta, abri a garagem indo até onde se encontrava a mota e coloco o casaco de Jaemin agarrado a mim, pois a mota não continha selim que levantasse.

Se eu deixo este casaco dele cair, talvez eu morra, é seu casaco quente favorito.

Fechei a garagem após andar com a mota um pouco para fora, o suficiente para fechar tudo e deixar como estava antes.

Liguei a mota, fazendo aquele barulho típico e claro que os vizinhos iria escutar e amanhã já estarão fofocando sobre o que aconteceu. Metidos. Não sabem cuidar da sua própria vida.

Meus olhos estava sendo protegidos pela frente do capacete, que eu tive a questão de o fecho todo, já estava com demasiado frio, não precisaria demais.

Novamente estavam me ligando, parei a mota e tirei meu capacete colocando rapidamente o capuz, para pensarem que eu sou um homem, não estava para se sequestrada devido a querer ir ter com o meu namorado. Aquele idiota.

"- Sim?"

"- Você está chegando?" - Bufei nasalmente, formulando uma resposta que não fosse no entanto grossa.

"- Tive que parar para atender, mas digamos que estou a meio caminho."

"- É que Jaemin adormeceu no meio do chão e ele é pesado para uma pessoa com 1,76" - Primeiramente, se Jaemin não adorcemesse não seria o Na Jaemin, segundamente, estão zoando a altura do meu velhinho sem a minha permissão. Audácia.

"- Estou indo" - Desliguei e voltei a me colocar em cima da mota, dando pela segunda vez partida e passado uns minutos finalmente cheguei, totalmente gelada. Você me deve uma Na idiota Jaemin.

- Finalmente, colocamos ele no carro, siga-nos já que está acompanhada de mota - Ah, eu vim até aqui e ainda me fazem vos seguir? Não era mais fácil me mandar para a porra da delegacia já que não me dão boleia nesse carrinho que parece estar mais quente que eu?

A delegacia era praticamente meio caminho que eu andei, e o frio estava me matando por dentro.

Nunca mais, repito, nunca mais eu venho para estes lugares de madrugada, nunca mais mesmo Na Jaemin.

Saí da mota com dificuldade devido ao frio, eu vou reclamar até não ter mais forças para o mesmo.

- Vamos entrar - Levavam Jaemin meio que rastejando, o que tava me dando uma coisinha má, pois ele é bem frágil, ficava com hematomas facilmente por ser ligeiramente de tom branco. Às vezes ele fica moreno, mas devido ao sol que costuma apanhar quando está em lazer em casa.

E mesmo que seja inacreditável, até nesses momentos ele está bebendo.

O sentaram numa cadeira e eu sentei do seu lado, o cutucando para ele acordar, iria ser dificil, mas eu conseguia.

Talvez iria me dar dó, mas um tapa na cara o fazia acordar facilmente, ou simplesmente só o som mesmo, e claro que eu não lhe ia bater.

Aqueci minhas mãos e assim que tive coragem, bati uma na outra fazendo um som de tapa e o que mais queria foi sucedido. Jaemin acordou.

- O-Onde eu estou? - Gaguejou um pouco no início pois deu de cara comigo, e eu claramente estava com uma feição séria, mesmo estando pedindo socorro mentalmente devido às minhas mãos doendo.

- Você fez merda - Usei o palavrão e ele coçou a nuca.

- Não lembro de nada - Fez uma expressão de dor. - Minha cabeça.

- Sua ressaca começa cedo hein - O policial falou e Jaemin colocou sua mão no peito. Nem é dramático. - Assim que lhe chamarem, se dirijam até meu escritório, temos que falar sério. - O mesmo se retirou e eu aproveitei para falar.

- Jae, ou você muda, ou tudo termina aqui e eu vou embora.

- Porque isso do nada? - Me olhou com um olhar que estava me dando dó. - Eu te amo, não esquece disso.

- Então porque me troca constantemente por bebida? Eu não tenho a mesma importância que elas? Só falta começar um relacionamento com as mesmas, já que sou trocada por elas!

- Amor... - Pegou meu rosto delicadamente com sua mão esquerda. - Me desculpa por ser um péssimo namorado, mas eu não te quero perder.

- Mude. É a única coisa que eu peço, quero carinho e amor seu. Eu estou namorando você porque te amo, pois você é o homem da minha vida, não para ser trocada por bebidas.

- Eu nunca mais te troco por bebidas, eu troco elas por você - E com isso selou meus lábios num beijo calmo, até que nos interromperam, era agora que ele iria ouvir do policial.

Mas ao menos, eu ouvi o que mais queria ouvir "eu nunca mais te troco por bebidas, eu troco elas por você".

Espero que você cumpra Na Jaemin.

12 июня 2021 г. 13:48:00 0 Отчет Добавить Подписаться
0
Конец

Об авторе

bia ZelosNation_ no wattpad. Wooevill no twitter.

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~