angelitsa Angelitsa

-...me peça -Seja minha e me dê sua mão! Ela sempre foi destinada a ser uma deles -Lhes apresento os mais novos senhor e senhora Uchiha! Mas não pelas mãos daquele que sempre desejou. Quando tudo estava perdido, surgiu aquele pedido -Preciso que me ajude a ter um filho E quando a tocou, percebeu o quão preciosa ela era Ao tê-la em seus braços descobriu todo o amor que estava em seu peito. Talvez a dor de perder alguém em vida pudesse ser tão alucinante quanto para a própria morte. E a dor de pertencer aquele clã nunca lhe pareceu tão profunda. Alguns erros poderiam ser justificados se fossem por amor? Única e exclusivamente...por amor? A ascensão dos excluídos... A queda de um sentimento inabalável Talvez ela simplesmente fosse rara demais para ser dele.


Фанфик Аниме/Манга 18+.

#ação #amor #tragédia #novela #romance #uchiha #shishui #haruno #sasuke #sakura
2
10.0k ПРОСМОТРОВ
В процессе - Новая глава Каждый понедельник
reading time
AA Поделиться

Meu coração sempre foi seu

Ficar sentada ouvindo Ino tagarelar sobre qualquer assunto que fosse não era o melhor momento de seu dia, mas pelo menos ajudava a distrair a mente e fazia o horário da próxima cirurgia chegar mais rápido.

E como sua melhor amiga tinha assunto...

Amava aquela loira destrambelhada e sua energia revigorante, no fundo desejava ser como ela, linda, leve e solta.

—...então ele ficou de me ligar para marcarmos um encontro.

—Hm...

Sakura bebericou seu chá girando os olhos pelo refeitório do hospital.

—Poxa Testuda, eu estou aqui a meia hora te contando como foi minha conversa com aquele enfermeiro novo extremamente gato e é só isso que você responde?! Está passando tempo demais com o Sasuke-kun para estar até falando como ele.

Naquele momento deixou os verdes caírem sobre a Yamanaka. Apenas a menção do nome daquela pessoa fazia seu corpo inteiro reagir.

—Por falar nisso tem notícias dele?

Ino também bebericou sua bebida que àquela altura devia estar gelada.

—Não, faz algum tempo que não o vejo. Está em alguma missão pela Raiz, pelo menos foi isso que Naruto me disse na última vez que nos vimos.

Os olhos azuis a observavam inquisidores

Sakura girou os seus pelas próprias órbitas

Ia começar...

—Testuda, sei que já está cheia que eu fale sobre isso mas...existem outros homens nessa vila, outros Uchihas inclusive.

A cerejeira apenas deu mais uma golada em sua bebida ignorando as palavras da amiga

—O que dizia mesmo sobre o novo enfermeiro?

Tentou desconversar

—Nem tente Haruno Sakura, você não vai me distrair!

Ino soltou uma bufada longa e levou a mão até a da Haruno sobre a mesa

—Eu falo sério amiga. Quantos anos fazem? Deixa eu ver...

A loira olhou para cima em um claro sinal de que estava se esforçando para lembrar de algo

—Você começou a gostar dele com o quê? Talvez cinco...agora está com dezenove

Percebia o leve esforço que a amiga fazia

—Catorze Ino

Sakura apenas disse voltando a tomar de seu chá

—Isso! Catorze anos apaixonada pelo mesmo homem e até hoje não recebeu sequer um olhar em resposta, não sei se isso é o cúmulo da persistência ou se você é estúpida mesmo

Sakura respirou fundo e tirou a mão de sob a da amiga

—Não escolhemos esse tipo de coisa Porca, você acha que é simples? Não é fácil amar uma pessoa e simplesmente ser ignorada.

—Por isso eu te digo, olhe para o lado, observe ao redor, aliás olhe-se no espelho, já viu a mulher incrível que você é?! Por favor né Testuda, não estamos mais na academia, você não precisa ficar atrás dele mendigando atenção, todas já superamos a paixonite pelo "Uchiha mais misterioso"

Ino fez aspas com os dedos

—...mas você parece obcecada!

—Eu não sou obcecada por ele

Sakura tentou dar mais um gole em sua bebida mas o copo já estava vazio

—Não? Então me diga, por que até hoje você não saiu com ninguém? Por que não aceita nenhuma investida...ou sequer tentar olhar para alguém que não seja seu querido Sasuke-kun? Por Deus Sakura, você sequer já beijou alguém...

A Yamanaka jogou as costas na cadeira com a sobrancelha loira arqueada

—Eu nem vou começar a explicar por que você não entenderia...

A rosada foi direta

—Por que não tenta?

—Por que eu não quero tá bom?! Nem me explicar a você nem tentar deixar de gostar do Sasuke!

Sakura mordeu o lábio inferior levemente irritada

—Tudo bem, não vamos brigar, você é adulta e sabe o que faz da vida, mas lembre-se de que enquanto você está aqui se resguardando ele está por aí curtindo aquilo que você guardou inutilmente só para ele.

Então a loira se levantou, mas antes de se retirar completou

—O amor da sua vida, o verdadeiro amor... deve estar por aí esperando que o encontre, esperando a chance da vida dele e da sua.

E saiu a passos duros deixando a cabeça coberta de fios cor de rosa cheia de pensamentos turbulentos.

"DOUTORA HARUNO, COMPARECER A SALA DE CIRURGIA TRES"

Quando ouviu seu nome ser chamado pelo alto-falante do hospital foi sua vez de se erguer, e com as palavras da amiga em sua mente capturou o copo vazio o amassando em seguida com muito mais força do que era realmente necessário.

O par de olhos negros analisavam o homem a sua frente, ele estava tenso, conhecia bem aquela veia saltada no pescoço do Hokage, poucas coisas tiravam Namikaze Minato do sério, geralmente algo relacionado a vila mas estes por si só não eram os piores, o homem a anos no cargo sabia lidar bem com as adversidades, e a veia que saltava pelos problemas da vila era a da testa, não a do pescoço do lado direito...aquela veia era destinada apenas a uma pessoa

Naruto!

Imaginava como deve ter sido complexo para um homem só e ocupado cuidar da criação e educação de uma criança, pior, não de uma criança qualquer, era Naruto afinal de contas.

—Desculpe Shisui, podemos continuar de onde paramos.

Pouco antes de começarem aquela reunião o filho do homem a sua frente saiu daquela mesma sala batendo a porta e soltando palavras que não eram bem usuais para uma pessoa filha de alguém tão importante.

Minato estava nervoso mesmo não deixando transparecer, tanto que não prestava muito atenção naquilo que o Uchiha dizia.

—Se quiser Hokage-sama, podemos continuar outro dia.

—Não, não, tudo bem.

O loiro bufou levemente e se recostou da cadeira de líder da Folha de modo a tentar relaxar

Era raro ver Minato naquela posição, ele sempre se mostrava atento, alerta, pronto para o posto que ocupava.

—Não gostaria que meus problemas pessoais interferissem mas, como pode ver nem mesmo um kage consegue escapar de algo assim

—Se me permite dizer, ainda é humano Hokage-sama, ainda pode se sentir frustrado como qualquer um

Os olhos azuis caíram atentos na figura sentada diante da mesa

—Sim, mas não é bom que as pessoas percebam, elas contam com alguém sempre à disposição para as ajudar, consegue entender, não é?

—Sim.

Foi tudo que Shisui respondeu

—Criar um filho sem minha esposa não foi uma tarefa fácil, sequer sei se o mimei demais ou se deixei lhe faltar algo, carinho, atenção...

Mais uma vez a mão foi para os fios loiros os espetando ainda mais

—Só de já ter o criado sozinho é um grande feito, ainda mais com toda a responsabilidade que ainda tem com a vila

O Namikaze se endireitou no assento e sorriu minimamente

—É, prefiro acreditar no que diz, talvez ele seja mais parecido com a falecida mãe do que comigo

Shisui nada disse, não chegou a conhecer de perto a falecida Kushina, tudo que sabia vinha de palavras ao vento, pessoas que a conheceram ou estiveram por perto, mas ele sempre foi de confiar mais nos fatos e nunca em palavras soltas.

Foi isso que lhe garantiu que continuasse vivo

Foi isso que fez com que outro morresse em seu lugar

E se martirizava dia após dia após o ocorrido por não ter sido ele e sim Itachi.

Itachi...seu melhor amigo, quase um irmão, morto por ideias gananciosas.

Itachi era um herói para aquela vila mesmo a maioria sequer sabendo desse fato.

Se não fosse por seu sacrifício possivelmente nenhum deles estaria ali, a guerra civil que aconteceria faria com que Sharingans dizimassem todo e qualquer aquele que fosse contra o novo regime implantado pelos Uchihas.

Uchihas...Deus sabe o que teria sido deles se o filho do líder do clã não tivesse dado a vida em nome da paz.

E por isso honraria o nome daquele que lhe era tão precioso.

Continuaria usando seu poder em nome da paz em Konoha e dentre as nações ninjas.

Fugaku precisou perder o filho para voltar atrás em sua traição contra vila

Foi a duras penas que os Uchihas voltaram a ter a confiança dos clãs, dos conselheiros e do próprio Hokage.

Agora estava ele ali, diante do homem mais importante do País do Fogo bebendo de suas palavras, aprendendo, se aprimorando na arte não da batalha mas da diplomacia.

Ele seria o primeiro Uchiha a ser Hokage!

E honraria a memória de Itachi.

Gostaria que o irmão mais novo do amigo pudesse entender as circunstâncias, compreender que o que Itachi fez foi por algo maior que eles mesmos, por amor aquela vila e àquelas pessoas.

Prometeu a si mesmo cuidar do pequeno Uchiha deixado para trás e que amava tanto o irmão mais velho.

Ele conseguia chegar perto, mas até um certo ponto.

Ninguém conseguia se aprofundar com Sasuke

Ninguém!

Ele havia construído uma barreia em meio a sua dor e vivia com ela desde então.

Sasuke nunca perdoou a vila pelo que seu irmão teve de fazer, nem a vila, nem seu pai, nem Danzou.

Danzou...que ele apodrecesse seja lá em qual buraco estivesse cumprindo a pena perpétua

Conspiração, sempre a maldita conspiração!

Se não tivessem tantas conspirações em Konoha naquela época tudo teria sido diferente e seria Itachi a estar ali diante do Hokage treinando para ocupar o cargo.

Não ele, não Shisui

Pois se essa função lhe foi incumbida a faria da melhor maneira possível, pela Folha e por ele, seu amigo.

—Bom, aonde paramos?

A atenção do moreno voltou-se para o loiro sobre a cadeira

—Falávamos sobre a realocação dos novos membros da Anbu Raiz.

—Sim, isso mesmo. Agora que você deixou o cargo de capitão lá dentro para vir trabalhar aqui comigo ficamos seriamente desfalcados

Minato parecia preocupado

—Precisamos colocar alguém que já conheça o trabalho, que seja um bom, não, um ótimo Raiz.

—Tem alguém em mente?

—Talvez...Sasuke.

Os olhos negros se alarmaram brevemente

Shisui foi totalmente contra a entrada de Sasuke na Anbu Raiz, Deus sabe as coisas que eles tinham de fazer naquela organização que só não foi extinta com a prisão de Danzou porque os ninjas treinados lá eram os melhores dentre os melhores.

E eram capazes de realizar tarefas que nem mesmo um Anbu comum poderia.

Agora a ramificação respondia diretamente ao Hokage e aos conselheiros, mesmos estes não tendo mais tanta voz dentro da vila, qualquer decisão tomada na Anbu Raiz devia passar pelo crivo tanto do Hokage quanto dos conselheiros sendo que a decisão dentre os mesmos deveria ser unanime.

Mas no fundo, apenas a decisão do Hokage era válida realmente, Minato era justo demais para ser contestado.

Pois ali eles sabiam que quando um Raiz saía para uma missão era para cometer as atividades mais sórdidas do mundo ninja

Todos aqueles que entravam para a Raiz o faziam para superar algo, seja para se afirmarem como os melhores ou apenas para esquecer, esse foi o seu caso, sabia que era o de Sasuke e tinha certeza que até mesmo o de seu antigo senpai, Kakashi, também.

Ninguém tinha coragem de ser um Raiz se não fosse por um extremo.

E tudo que acontecia lá devia ser mais do que enterrado pois segundo o juramento da organização, nem mesmo a morte seria capaz de fazê-los falar.

Sasuke não precisava daquilo, quis interferir mas não tinha poder para isso na época, e agora ele era um dos melhores.

E temia que quanto mais o Uchiha mais novo saía em missão, mais de sua sensibilidade e até humanidade ficasse para trás.

Shisui teve a chance de sair a tempo, temia que Sasuke não tivesse a mesma sorte.

—Se acha que é o melhor Hokage...

Quis se abster naquela opinião, achava uma péssima ideia

—Estou perguntando o que você acha! Sei que tem relações próximas com ele, mas se pondo em meu lugar, como um dia sei que estará, ele é capaz?

O som do ar saindo de maneira alta foi ouvido por todo o ambiente

Minato parecia estar lhe testando

—Como shinobi Sasuke é perfeito para o cargo, mas apenas como tal.

A sobrancelha loira se ergueu levemente

—O que quer dizer?

Mas antes que Shisui pudesse continuar a porta foi aberta

—Com licença Hokage-sama

Lá estava ele, o tema daquela conversa

Ele passou pelo Uchiha mais velho como se ele nem mesmo estivesse ali

—Vim avisar de minha chegada.

—Ótimo Sasuke, ótimo, ah, Shisui, acho melhor continuarmos depois

O moreno apenas se levantou e concordou com a cabeça, fez uma leve reverência para o loiro, teve ganas de tocar no ombro do mais novo mas não o fez, depois poderiam conversar melhor, sozinhos.

E quando saiu pôde ver Sasuke fazendo os selos que revelavam o relatório da missão da qual acabara de chegar, nenhum pergaminho relativo a Raiz devia ser visto por alguém além do Hokage.

Todas as missões daquela organização eram secretas, até porque...o Hokage não gostaria que as pessoas soubessem o que os ninjas de sua vila eram capazes de fazer.

Mas tudo por um bem maior

Sempre por um bem maior

Quando saiu do escritório do líder da Folha, a noite caía lentamente, teve ganas de ir para a casa mas a vontade passou assim que lembrou que agora que seu pai estava prestes a se aposentar ficando mais tempo por lá.

A única que merecia sua atenção era sua mãe, só de lembrar o quanto ela chorou lhe pedindo perdão pelos pensamentos que tiveram de ir contra a vila e que por isso eles perderam seu irmão... seu peito se contraía.

Só não havia saído daquela casa ainda, daquele distrito, por insistência dela.

Assim que pisou na rua sentiu o choque do corpo contra si

—Dobe...

Suspirou de maneira cansada

—Oe, Sasuke-teme, acabou de chegar? Estava na sala do velho?

Somente Naruto para se referir assim ao relâmpago amarelo de Konoha, aquele título acompanhava o Hokage até então e ainda era capaz de causar medo em muitas nações.

—Isso não é da sua conta

Naruto o ignorou

—Acredita que ele ainda não quer me deixar entrar pra Raiz? Não importa o quanto eu me saia bem na Anbu tradicional, ele se nega a me deixar subir de posto!

—Talvez ele saiba do filho tapado que pôs no mundo

Sasuke voltou a andar e Naruto o seguiu

—Teme, você diz isso porque está lá desde que viramos jounins, vamos, diga lá, o que acontece de tão secreto lá dentro?

—Pergunte ao seu pai, ele é o Hokage, sabe de tudo que acontece por aqui.

—Are... ele nunca iria me dizer.

Sasuke ficou em silêncio e continuou andando tendo o loiro em seu encalço.

—Principalmente porque nós discutimos e ele está zangado...

O moreno estancou no lugar tendo o Uzumaki quase se chocando contra sua figura

Naruto já ia ralhar com amigo quando ouviu do mesmo que se virava

—Se ele não te deixa entrar deve ter uma razão, você está indo bem na Anbu tradicional, já está para se tornar capitão, logo vai poder realizar o desejo com que tanto nos atormenta

Naruto fez um bico e coçou a nuca

—Ele prefere colocar o Shisui no meu lugar, ele estava chegando quando saí da sala

O loiro cruzou os braços contrariado

—Shisui tem talento e gosta da diplomacia

—Mas eu sou o filho dele! Por que ele escolheu aquele engomadinho para treinar e não eu?

Sasuke bufou entendendo que não tinha uma maneira de simplesmente se livrar da figura loira e irritante a sua frente

—Shisui vai ser o próximo, mas o que vem depois dele ninguém sabe ainda, pode ser qualquer um, pode ser até...que Kami nos ajude, você!

—Oe Teme, até que você tem razão

Sasuke deu meia volta pronto para voltar a caminhar

—Esse não é o caminho para o distrito Uchiha, aonde você vai?

—Dar uma volta

—Posso ir com você?

—Não!

Naruto já o acompanhava mesmo diante da recusa

—Eu sei muito bem que caminho é esse, vamos lá Teme, vamos comemorar sua volta da missão e que logo, algum dia...espero eu... vou ser Hokage, e além do mais, amanhã é um dia especial não é mesmo?!

—Tudo bem Naruto, só pare de falar

Então teve o braço do loiro jogado sobre seus ombros

—Ótimo! Sabe, eu já estou com o saco roxo de tanto tempo sem...

E antes que Naruto completasse a frase Sasuke o retirou de sobre si o afastando para longe

—Saia de cima de mim, Dobe!

Mas antes que pudesse ouvir qualquer reprimenda por parte do loiro, o viu parar e olhar para um ponto qualquer

—Olha lá a Sakura-chan.

Naruto saldou a amiga abanando a mão de longe, o Uchiha apenas deixou o olhar vagar levemente até ela voltando-se para seu caminho em seguida

—Nossa, você podia ao menos cumprimentá-la

—Não enche Dobe.

—Bom, talvez não seria uma boa ideia falar com ela antes de ir...você sabe... para onde estamos indo.

Sasuke ficou em silêncio

—Sakura-chan é esperta, poderia suspeitar.

O moreno acelerou o passo mas Naruto parecia disposto a continuar aquela conversa

—E a Sakura-chan é pura demais para compreender esse tipo de coisa

—Dobe!

Sasuke se virou para o amigo

Ele parou quase colando o rosto ao do Uchiha

Naruto se sobressaltou e deu dois passos para trás.

—Pare de falar nela!

Naruto apenas concordou com a cabeça

Quando voltaram a andar o Uzumaki apenas balbuciou

—Assim parece até que você tem alguma raiva dela...

Sasuke ignorou a última frase do loiro

Naruto não entenderia

Ninguém nunca entenderia.


continua...

26 июня 2020 г. 20:21:01 0 Отчет Добавить Подписаться
2
Прочтите следующую главу Mas você não merece o meu coração

Прокомментируйте

Отправить!
Нет комментариев. Будьте первым!
~

Вы наслаждаетесь чтением?

У вас все ещё остались 30 главы в этой истории.
Чтобы продолжить, пожалуйста, зарегистрируйтесь или войдите. Бесплатно!

Войти через Facebook Войти через Twitter

или используйте обычную регистрационную форму