inksdp Hora dos Clássicos

Os autos, durante o período da colonização, eram ensaiados pelos padres e encenados por colonizadores, ou índios que já tivessem passado pelo processo de catequização . O teatro jesuítico tinha função de educar os povos indígenas a partir do medo.


Clássicos Todo o público.

#389 #brazil #classicos
0
2.4mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Apresentação

AUTO REPRESENTADO NA FESTA DE SÃO LOURENÇO

José de Anchieta


PERSONAGENS


GUAIXARÁ – rei dos diabos

AIMBIRÊ SARAVAIA - criados de Guaixará

TATAURANA URUBU JAGUARUÇU – companheiros dos diabos

VALERIANO DÉCIO – Imperadores romanos

SÃO SEBASTIÃO – padroeiro do Rio de Janeiro

SÃO LOURENÇO – padroeiro da aldeia de São Lourenço

VELHA

ANJO

TEMOR DE DEUS

AMOR DE DEUS

CATIVOS E ACOMPANHANTES


TEMA


Após a cena do martírio de São Lourenço, Guaixará chama Aimbirê e Saravaia para ajudarem a perverter a aldeia. São Lourenço a defende, São Sebastião prende os demônios. Um anjo manda-os sufocarem Décio e Valeriano. Quatro companheiros acorrem para auxiliar os demônios. Os imperadores recordam façanhas, quando Aimbirê se aproxima. O calor que se desprende dele abrasa os imperadores, que suplicam a morte. O Anjo, o Temor de Deus, e o Amor de Deus aconselham a caridade, contrição e confiança em São Lourenço. Faz-se o enterro do santo. Meninos índios dançam.

21 de Abril de 2020 às 14:07 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo PRIMEIRO ATO

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!