hellicamiranda Hellica Miranda

Uma jovem viúva se vê numa cena inesperada ao ser pega na câmera do beijo em um jogo de basquete com um completo desconhecido. No entanto, isso pode ser o início de uma verdadeira e complexa história de amor. © Hellica Miranda. 2019.


Romance Romance adulto jovem Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#amor #mistério #kisscam #basquete #musical #songfic #drama #viúva #258 #fic #calumscott # #ficstape
1
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

PRÓLOGO

Shadows are falling and I've been here all day

(As sombras estão caindo e eu estive aqui o dia todo)

It's too hot to sleep and time is running away

(Está muito quente para dormir e o tempo está indo embora)

Feels like my soul has turned into steel

(Parece que minha alma se transformou em ferro)

I've still got the scars that the sun didn't heal

(Ainda tenho as cicatrizes que o sol não curou)

There's not even room enough to be anywhere

(Não há espaço para estar em lugar algum)

It's not dark yet but it's getting there

(Não está escuro ainda mas está chegando lá)


O céu está escuro como breu acima deles. A chuva cai com violência, tilintando contra a lataria do carro como lâminas voadoras. É uma trilha sonora assustadora., Jessica observa, o frio na espinha se alastrando, o arrepio crescente pelo corpo.

Ela desliga o ar condicionado, esperando que isso seja suficiente para fazê-la se sentir mais confortável.


— Avise sua mãe que vamos chegar em uns quarenta minutos. — Dave diz, os olhos fixos na estrada. Jessica obedece, pegando o celular dentro da bolsa e selecionando o número da mãe na discagem rápida.


— Jess? Onde vocês estão? — a mãe de Jessica atende, a voz ansiosa de sempre soando pelo fone.


— Já estamos chegando. — do outro lado da linha, Jess pode ouvir as risadas dos sobrinhos enquanto correm pela casa. Por um breve momento, ela sorri. Tem uma novidade maravilhosa para contar quando chegarem. — Dave disse que em quarenta minutos estaremos aí.


— Bom. Muito bom. Vamos esperar vocês para jantar, então.


— Nos vemos daqui a pouco, mãe. — ela se despede, guardando o celular novamente.


A chuva parece estar ficando mais intensa, implacável. Os carros se amontoam nas pistas de retorno, exatamente como nos filmes, tentando fugir do apocalipse que espera logo à frente.


Dave percebe o olhar preocupado no rosto da esposa, e dá um sorriso de acalento a ela, esticando o braço e acariciando a minúscula proeminência em seu abdômen.


Jessica sorri de volta, segurando a mão dele por alguns segundos.


É quando a luz ofuscante do farol de uma carreta aparece logo diante deles, vacilante, ziguezagueando diante de seus olhos.


Ela não tem tempo para sentir nada além de medo antes de constatar o choque contra seu corpo.

20 de Abril de 2020 às 04:21 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo UM

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!