stefen-moonwalker1536698162 Stefen Moonwalker

Geisy está prestes a se formar em sua faculdade e não consegue pensar em nada além da formatura. Tudo em sua vida estava caminhando para a realização de seus objetivos, até conhecer o chefe de seu namorado. Sr. Sermen é um bilionário, CEO da empresa onde o namorado de Geisy trabalha como estagiário. Ao ver Geisy pela primeira vez, o bilionário vai atrair a linda garota em seu jogo de sedução, provocando intrigas e uma confusão no relacionamento dela com seu namorado. Nesse jogo de sedução, Geisy conhecerá o lado obscuro de Sermen e ao longo dos encontros descubrirá não só seus desejos sexuais, como os segredos de um mega empresário que está acostumado a ter uma mulher em sua cama, toda semana.


Erótico Para maiores de 18 apenas.

#ceoromance #ceo #romancejovem #258 #hotromance #hot #301 # #amor
1
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 10 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Surpresa do CEO

Deitado na cama, com um lençol enrolado em suas pernas, Daniel estava dormindo, esparramado na cama, ostentando seus músculos e sua pele negra.

Quase todos os dias, ele dormia na minha casa, que na verdade era a casa de minha tia, porém ela trabalhava e não se importava com isso.

Daniel trabalhava em uma empresa de plásticos, onde cuidava da administração. Ainda era estagiário, mas o salário era bom.

Namorávamos há mais de dois anos, e planejávamos se casar em menos de um ano. A única coisa que nos travava era a situação financeira. Não tinha dinheiro pra alugar uma casa e morar com ele.

Minha formatura estava próxima e a ansiedade só aumentava a cada minuto. Não era fácil se formar em uma faculdade sem ganhar um tostão. Minha tia se virava para pagar minha faculdade e não permitia que eu trabalhasse. Era lógico que ela não mandava mais em mim, mas sempre fui uma pessoa preguiçosa e então não achava ruim ficar sem trabalhar.

Por causa de minha formatura, pressionei minha tia para ajudar a comprar meu vestido, mas ela só conseguiu dar 100 reais. Como tinha um namorado, logo fui até ele e mesmo com vergonha, criei coragem pra fazer esse pedido, alias, primeiro pedido que fazia ao longo de dois anos de relacionamento.

- Amor, quando me disseram que estava aqui, não acreditei. - abriu os braços, Daniel, me abraçando.

- Eu não costumo muito vir em seu trabalho, mas será que teria um tempinho pra mim?

- Claro! Vamos até o refeitório.

A empresa era linda. Janelas bem limpas, funcionários vestidos com ternos e uniformes bem alinhados. Apesar da correria, o ambiente era harmonioso, uma música clássica ressoava pelos ouvidos em um tom baixo com a intenção de acalmar os ânimos de quem se estressasse.

No refeitório, Daniel arregaçou as mangas de seu terno e me olhou, admirado.

- Está linda hoje.

- Muito obrigada.

- O que quer? Parece ansiosa.

Desviei o olhar e então disfarcei a timidez ligando e desligando meu celular.

- Sabe o que é... minha formatura está chegando e precisarei de um vestido. Não sei se vai poder me ajudar...

- Claro! Eu já estava pensando nisso.

- Sério?!

- Sim. Mas há uma condição. - fiquei em choque por alguns segundos e então ele retomou. - Que me convide.

- É claro que está convidado meu amor! - disse, lhe beijando.

Saindo do refeitório, fomos abordados por um homem de cabelo preto curto, usando gravata vermelha e um terno preto azulado.

- Olá, senhor Sermen. - cumprimentou o homem, Daniel.

- Como vai estagiário?

- Muito bem e o senhor?

Daniel parecia um pouco afobado. Rapidamente soltou minha mão ao ver o homem e se mantinha nervoso.

- Que é ela? Nova funcionária?

- Não. - sorriu, Daniel. - Minha namorada.

- Bonita. Teve sorte hein garoto. - disse o homem, me cumprimentando.

- Muito obrigado.

O homem que parecia ser o patrão de meu namorado me olhou por alguns segundos e então sumiu pelo elevador.

- É seu chefe?

- Sim. Novo né?

- Sim. Com certeza herdeiro.

- É. Tem muito dinheiro. - concluiu Daniel.

Após se despedirmos, fui para a casa de minha tia, mas antes passei na casa de uma amiga. Carine era minha melhor amiga, se conhecemos ainda na escola e estávamos nos formando juntas. Em uma amizade de quase uma década, a confiança aumentava todos os dias.

- Quando que você vai casar, amiga?

- Ainda não sei. - respondi.

- Como não sabe? Achei que já estavam planejando.

- Ainda não, amiga. Mas quem sabe daqui um ano.

- Espero. Mas e você amiga, cadê os namorados?

- Eu estou ficando com um cara, ele é muito interessante. - disse ela, se ajeitando na cama, animada.

- Mentira? E quando vou conhecer ele?

- Ele está vindo se quiser esperar.

- Ah, claro. Que coincidência!

Aguardei por alguns minutos e então Carine saiu correndo em direção á porta, sem graça, segui ela.

Ao abrir a porta, Carine abraçou o homem que estava bem vestido, com um perfume muito bom. Sua voz era grossa e suave, tive a impressão que conhecia a voz, ao olhar para ele, reconheci a pessoa, era o chefe de Daniel.

- Você. - disse ele, me encarando.

Fiquei gelada, olhando para ele e admirando um pouco a sua beleza que era contagiante.

- Vocês já se conhecem? - perguntou Carine, entre nós.

- Sim. Ele é o chefe do meu namorado.

- Ah, nossa, que coincidência. - sorriu Carine.

- Pois é. Amiga, já estou indo.

- Não quer ficar pra tomar um café com a gente?

- Não. Já está tarde. Curta sua noite.

- Pode deixar. - sorriu Carine, toda encantada.

O homem me olhou de cima abaixo e se despediu com um olhar.

Nunca fui de acreditar em coincidência, mas parece que agora teria que admitir, estava sendo vítima de uma coincidência.

Chegando em casa, minha mãe correu até a mim e me levou até a cozinha. Achei que ela tinha feito alguma comida especial, mas na mesa estava um pacote.

- O entregador disse que é pra você.

- Pra mim?

Surpresa, peguei o pacote e abri. Tinha tantos papéis de embrulho que demorei alguns minutos.

Ao ver que era um vestido, peguei um bilhete grudado na embalagem e então li.

"Um simples presente para a senhorita usar em sua futura formatura. Que seja a formanda mais linda de toda noite" ASS. CEO da empresa HM Plásticos.

- E aí, quem deu esse presente? - perguntou minha mãe, curiosa.

- O chefe do meu namorado.

- Ué! Como pode?

- Não sei, mãe. Muito estranho. Será que Daniel falou pra ele sobre minha formatura?

- Não acho que seu namorado teria coragem. Não tem nem coragem de falar comigo direito. - disse ela, rindo.

- Estranho.

- Deixe isso pra lá e prove esse vestido. Parece que vai ficar linda com ele.

Mesmo sentindo que estava cometendo algo de errado, provei o vestido e fiquei linda. Olhava para o espelho e imaginava como arrasaria na festa de formatura. Já imaginava a inveja de todas as garotas que não me suportavam.

- Nossa, você ficou linda! - disse minha mãe, tocando no vestido como se fosse uma imagem de santo. - Esse chefe do Daniel tem bom gosto.

- Sim. Ele tem.

Na verdade, estava feliz e ao mesmo tempo confusa. Sabia que poderia arrumar uma briga e tanto quando Daniel descobrisse o presente que seu chefe me deu. Tinha certeza que os dois não tinham combinado uma surpresa para mim.

O jeito que aquele homem me olhava tinha intenções além de amizade. Ver ele duas vezes no mesmo dia, causou um pouco de pânico em minha mente, parece que estava me perseguindo. Esse presente, com certeza tinha sido um convite para visitar provavelmente sua mansão (com certeza ele tinha uma mansão), e infelizmente precisava agradecer pessoalmente.

(TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR STEFEN MOONWALKER)

(VOTE, COMENTE AS PARTES QUE VOCÊ GOSTOU E SIGA O AUTOR)

(CAPÍTULO NOVO TODA SEMANA, SE DER DUAS VEZES POR SEMANA)

28 de Março de 2020 às 23:01 0 Denunciar Insira 1
Leia o próximo capítulo A namorada do estagiário

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 9 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Mais histórias

Lua De Fel Lua De Fel
Impulsos Impulsos
Pecados Inocentes Pecados Inocentes