sophialoren Sophia Loren

Era a quinta vez que acordavam na noite por causa de Sakura chorando. Mas Adrien teve uma ideia para ninar sua filha.


Fanfiction Desenhos animados Todo o público.

#drama #fuffly #família #ladybug #miraculous #Miraculous--As-Aventuras-de-Ladybug
Conto
1
993 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único — Papai Chat Noir

Era a quinta vez naquela noite. Um choro de neném ecoou pela majestosa casa de Adrien Agreste dominada pela escuridão simpática e confortável. Muito confortável para os dois adultos e kwamis, mas sendo arruinado por uma cria de três meses.

O loiro apertou com ambas as mãos o travesseiro fofíssimo, de fronha rosa bebê e estampa de cerejeiras. Grunhiu fracamente. Ao seu lado sua esposa se levantava de forma automática e com precisão materna adquirida lentamente nos últimos meses.

— Sinto muito, Adrien — sussurrou Marinette, a jovem mestiça de belos cabelos negros e amistosos olhos azuis, que tanto o loiro admirava — Eu não sei o que está acontecendo com Sakura essa noite — suspirou.

Adrien ergueu a cabeça com certa rapidez. A forma que Marinette tinha falado era como se não estivesse fazendo um bom trabalho, um no qual somente ela deveria fazer e não era bem assim. Foi quando ele percebeu que estava pecando em seu dever. Ele também era responsável por sua criança e estava falhando, do modo que só a descendente chinesa estava com todo o peso.

Que tipo de homem que ele estava sendo que nem pegava em sua criança quando chorava a noite?! Passou as mãos no rosto rapidamente para acordar.

— Compreendo. Traga-a para cá, Marinette — o loiro fitou os olhos da morena que se espantava — Talvez ela só queira ficar conosco.

— Certeza, Adrien? Você deve estar muito cansado do trabalho e logo cedo vai ter que se levantar — ela pegou em uma de suas mãos, com um olhar suplicante, indo de contra o que falava.

Adrien assentiu, sorrindo levemente.

— Ora, e você também, querida, mesmo sendo na loja de sua família, deve ser igualmente desgastante. E com nosso bebê mais ainda. Vamos, traga ela — motivou-a.

Viu a jovem mulher cruzar o quarto em passos largos, com fino sorriso no rosto. Adrien se aprumou na cama. Logo seus kwamis brotaram em uma ponta do quarto.

— Ela vai trazer sua cria para cá? Ah, não, moleque! — resmungou Plagg em meio à confusão sombria do quarto. Uma mancha vermelha bateu na cabeça dele.

— Não fale assim da filha dele! Se fosse nossa filha, não iria queria querer que fosse tratada de forma tão medíocre!

O loiro riu cortando o clima tenso que se formava.

— Ah, tudo bem Tikki. Você sabe como ele fica quando não dorme direito — disse o homem gesticulando com calma.

— Não o defenda, Adrien! — os dois se afastaram com o grito esganiçado da vermelha. “Ok” pensou o loiro “Ela também está exaltada”.

Adrien fechou seus olhos esmeraldinos por um tempo, voltando a abri-los em seguida, acompanhando uma briga sem sentido se formar com sua dupla de kwamis. Apertou levemente suas têmporas. Um sorriso risonho e perverso cobriu seu rosto, com uma ideia surgindo. Aquela briguinha iria para o brejo e de bônus, talvez sua filha fosse dormir logo e durante o resto da noite.

— Plagg — a voz rouca do homem cruzou o quarto quebrando em migalhas a discursão, de tão autoritária que estava. E indiscutível. — Transforme-me — sentenciou em um sussurro.

O kwami negro arregalou seus olhos de gato, surpreso, sendo sugado pelo anel de prata, logo acima da aliança de casamento do loiro. Um rápido brilho esmeraldino circundou Adrien, trazendo o super-herói frances, Chat Noir.

— Tada ~ — Cantarolou o loiro para Tikki que estava surpresa. — Cof! Creio que vai adorar a ideia de Chat Noir ninando sua filha — disse risonho.

Tikki olhou com dúvida. O que Chat Noir tinha que Adrien não tinha? Claro além dos superpoderes e o odor de queijo. Ela se aproximou do homem.

— Creio que não entendi, Adrien — foi sincera. Ele simplesmente a pegou nos braços fortes e ronronou. Um som calmo e agradável, que fez Tikki se aconchegar mais— Ah — a vermelha compreendeu o “x” da questão, sorrindo.

— Brilhante, não? — disse o loiro em um tom estonteante, como se finalmente encontrasse a solução para a paz mundial.

O choro de bebê foi se aproximando e logo Marinette estava no quarto. Quase pulou ao ver seu marido com sua outra identidade.

— O que? — soou preocupada, trazendo o neném para mais perto de seu seio — O que está acontecendo?

Adrien se levantou num pulo animado, pairando ao lado da morena em uma rapidez incrível.

— Está tudo bem! — disse calmo e agradável — Vamos, me de a Sakura e se deite, vou fazer minha mágica paternal — gesticulou animado, pegando o pequeno pacote que chorava com todos os pulmões, e que tinha pequenos tufos de cabelo preto a nascer.

— Que?

Quando viu, Marinette já estava sendo guiada para a cama, com Tikki sinalizando positivamente para sabe-se lá Deus. De alguma forma ficou tranquila por não ter mais problemas.

Sentou-se, cobrindo-se e vendo seu marido fazer o mesmo com o pequeno bebê nos braços, em uma agilidade que nem sabia que ele tinha. Com um braço livre ele a deitou em um pequeno espaço em seus braços e o bebê.

— Adrian? — sussurrou em meio ao choro da criança, que se aplacava um pouco pelo calor reconfortante de seus pais.

— Só observe — pediu Adrien fechando os olhos de gato, se arrumando com as duas preciosidades de sua vida em seus braços. Não precisou de muito, pois foi involuntário o ronronar passar por sua garganta e ecoar pelo quarto, como uma canção de ninar.

Aos poucos Sakura foi parando de chorar e adormecendo, trazendo paz à noite. Até mesmo Marinette, mesmo não querendo, dormiu. Adrien ainda ficou acordado por um bom tempo, velando o sono das duas, antes de se permitir voltar ao reino de Morfeu.

27 de Março de 2020 às 20:54 2 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Sophia Loren Só uma garota que gosta de escrever.

Comentar algo

Publique!
Sakura Angeli Sakura Angeli
Adrien sendo um paizão é minha coisa preferida do dia <333
March 28, 2020, 14:39

  • Sophia Loren Sophia Loren
    Sim, ele é muito fofo <3 Best dad ^^ March 28, 2020, 16:35
~

Mais histórias

Ghost Ghost
Farsa Farsa
Gentileza Gentileza