mrs-hatake Mrs. Hatake

Kakashi era casado com a Sakura desde o final da guerra ninja e era o atual hokage. Sakura estava seguindo o seu sonho de ser uma ninja médica e diretora do hospital. Tinham um filho que era paparicado por todos, havia completado cinco anos. Era a vida perfeita que sempre sonharam em ter. Até que uma missão perigosa cai sobre a mesa do rokudaime pedindo ajuda das melhores ninjas médicas que tinha na Aldeia da Folha. Ele negou-se deixar a sua esposa participar disso, não permitiria que ficasse em perigo dessa maneira. Sakura insistiu que a deixasse partir para ajudar, era o seu dever como uma médica. O hokage permitiu, mesmo a contragosto e sem deixar seus alertas de cuidados. E o que Kakashi tanto temia, acabou acontecendo. Ele recebe um aviso de emergência de um dos anbus de que a missão era uma armadilha e sua esposa estava muito ferida. Essa notícia deixou-o louco e queria ir atrás de quem ousou machucá-la. Ao chegar no hospital, Sakura o encara por alguns minutos, mas não o reconhece. Era como se tivesse perdido a sua memória. Kakashi seria capaz de ajudá-la a recuperar todas as suas lembranças? Sakura conseguiria amá-lo, mesmo sendo um 'desconhecido' para ela?


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#naruto #sakuraharuno #kakashihatake #kakasaku
0
1.1mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Terças-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Perda de Memória

Kakashi assinava alguns papéis sentado em sua cadeira enquanto lia outros que precisavam da sua permissão, mas não era algo tão urgente. A porta abriu-se lentamente e o hokage não deixou de sorrir, sabia de quem se tratava. Um pequenino de cabelos prateados correu em sua direção e pulou em seu colo, abraçando-o forte.
— Papai! — O pequeno Kaoru sorriu.
— Oi campeão. — Bagunçou os cabelos dele. — Tudo certo?
— Uhum. — Acenou com a cabeça, olhando tudo curioso.
— Eu vim saber se o rokudaime tem um tempo para almoçar com a sua esposa.
— Sempre tenho tempo para os amores da minha vida.
Sakura caminhou até ele e compartilharam um beijo carinhoso, seus olhos brilharam enquanto admirava a semelhança em que seus dois meninos tinham em comum. E não entendia como Kaoru nasceu portador do sharingan, nem mesmo Sasuke entendia como isso era possível. Sendo que Kakashi não fazia parte do clã Uchiha.
— Muito trabalho? — Perguntou enquanto massageava seus ombros.
— Não muito. — Suspirou pousando a bochecha em sua mão enquanto a outra acariciava os cabelos rebeldes do filho. — E o seu? — Segurou suas mãos.
— Está tranquilo, só a Tsunade-sama que anda meio estressada ultimamente.
— Talvez esteja sem o seu saquê. — Soltou um risinho.
— Não a deixe escutar isso, querido. — Sorriu abraçando-o carinhosamente.
— Eu ainda não entendo como o Kaoru nasceu com sharingan, é praticamente impossível.
— Mas ele fará um bom uso dele para ajudar as pessoas no futuro. E você poderá ensinar tudo o que sabe. — Sorriu. — Ele tem um doujutsu. Será um ótimo ninja.
— Sim, será o melhor. — Beijou os cabelos do filho.
Estavam quase saindo quando um anbu surgiu diante do sexto hokage. Tinha um aviso enviado de uma outra vila que precisava de ajuda. Kakashi colocou o filho em sua cadeira, antes de virar-se para o ninja em sua frente.
— Rokudaime. Temos uma missão de emergência. — Disse com um dos joelhos ao chão.
— Do que se trata? — Encostou-se em sua mesa, com os braços cruzados.
— Temos um pedido de reforços do País da Água.
— País da Água? Estranho, a Mizukage não entrou em contato conosco.
— Que tipo de pedido? — Foi a vez de Sakura perguntar.
O anbu olhou para os dois em sua frente e iniciou a explicação sobre a missão e precisavam de ninjas médicos para ajudar no atendimento, devido um ataque que sofreram e estavam com pouco pessoal. Após isso, ele foi dispensado por Kakashi e sumiu em uma nuvem de fumaça, aumentando a curiosidade de Kaoru.
— Querido...
— Não. — Disse rapidamente. — Eu sei no que está pensando e você não irá até Kirigakure. É perigoso demais. — Olhou-a.
— Kakashi, se não entraram em contato diretamente é porque não estão podendo fazer isso. Me deixe ajudá-los, por favor.
Depois de muita insistência, Kakashi acabou cedendo aos pedidos da rosada. Mas alertou sobre alguns cuidados e pediu para levar Ino, não estava confiante sobre isso. Tinha algo perturbando a sua cabeça, algo não encaixava. Sabia que não era por acaso essa missão, estava receoso.
**********
Sakura segurou a mão de Kakashi sobre a mesa e olhou para ele que estava pensativo desde a visita do anbu em seu escritório. Não queria que ela fosse, mas também não poderia impedir o seu trabalho. Seu lado protetor estava apitando e não era pouco, tinha que confiar em sua esposa e se ela dizia que ficaria bem, tinha que concordar com isso. Mesmo contra a sua vontade.
— Tudo bem? — Despertou com a sua doce voz.
— Sim, não se preocupe. — Beijou suas mãos.
— Ficará tudo bem, eu não estarei indo sozinha.
— Vou enviar Shiba para acompanhá-la em seu trajeto, apenas para averiguar.
— Não é necessário, meu amor.
— Só me deixe cuidar de você, mesmo de longe.
— Se isso o deixará mais tranquilo, está bem.
Kakashi beijou-lhe os lábios e acariciou seus cabelos rosados enquanto a olhava. Kaoru observava curioso e sorriu com a mãe beijando suas duas bochechas e o pai bagunçando seus cabelos como sempre fazia. Era muito inteligente, para a sua pouca idade. Igual ao pai.
Em um momento estavam juntos em um restaurante e em outro, Kakashi acompanhava a esposa até a saída da vila. Ficando em sua frente, segurou suas mãos entre as suas e o seu olhar preocupado não passou despercebido por ela.
— Ficará bem mesmo? Eu posso pedir para alguns ninjas acompanhá-las. Ou então...
— Amor, amor. Eu ficarei bem, não se preocupe tanto. — Segurou seu rosto com as duas mãos.
— Isso é uma tarefa difícil, meu amor. Sempre irei me preocupar com você.
Sakura sorriu agachando-se da altura de Kaoru, segurando as suas mãozinhas. Seus olhos negros a encaram em curiosidade, sabia o que estava indo fazer, não era bobo.
— Quando você voltará, mamãe?
— Em breve, meu amor. Irei ajudar as pessoas de uma outra aldeia e devo retornar em cinco dias, não deve passar disso.
— Se não retornar, eu mandarei Sasuke e Naruto procurar você.
— Eu sei que vai, querido. Mas não será necessário. — Sorriu. — Cuide do papai, está bem?
— Claro. — Kaoru abriu um largo sorriso.
Sakura despediu-se deles novamente antes de sair da vila acompanhada de Ino. Kakashi ficou no portão da vila até ela sumir de suas vistas, mas enviou Shiba apenas por precaução. Beijou os cabelos do filho enquanto caminhava pelas ruas de Konoha, recebendo cumprimentos de todos e referências por onde passava e retornou ao seu trabalho.
**********
A missão seguiu pelos próximos dias e Shiba sempre informava Kakashi e afirmava que Sakura estava bem, isso deixava-o um pouco mais tranquilo. Ainda achava que era uma má ideia seguir até o País da Água com essa missão que foram informados em cima da hora.
Um ninja abriu a porta de seu escritório rapidamente e já imaginava não ter boas notícias pelo estado em que ele se encontrava. Naruto e Sasuke olharam-se da mesma forma, desconfiavam de algo e isso estava estampado no rosto de ambos.
— Rokudaime! Temos péssimas notícias. É sobre a sua esposa.
— O que aconteceu com ela? — Deu um pulo de sua cadeira ao ouvir isso.
— Caiu em uma emboscada durante a missão do Kirigakure. Ela está muito ferida, foi encaminhada para o hospital. Tsunade-sama está cuidando dela.
Kakashi não quis ouvir mais nada, apenas saiu do seu escritório igual um furacão e seguiu o mais rápido possível para o hospital, só queria ficar ao lado de sua esposa agora. Nada mais. Tsunade caminhou em direção ao hokage assim que o viu passando pela recepção e o segurou pelo braço, tentando acalmá-lo que estava bastante agitado.
— Onde ela está? Quero ver a minha esposa. — Disse com os olhos perdidos.
— Sakura está sobre os cuidados de Shizune, precisamos conversar.
— É algo grave, não é? — Perguntou enquanto seguia ao consultório de Tsunade.
— Sakura está muito ferida, devido uma batalha corporal extrema com alguns ninjas que encontrou pelo caminho enquanto tentavam chegar em Kirigakure. E...
— Era uma emboscada, não havia missão nenhuma solicitada pelo País da Água.
— Sim, algo assim. — Encostou-se a janela com os braços cruzados.
— Sakura ficará bem, não vai? Sei que ela é uma mulher forte e logo estará bem e...
— Ela bateu a cabeça com muita força durante a batalha, não lembra de ninguém.
— O quê? — Sentiu seu coração parar de bater por alguns minutos.
— Sakura perdeu a memória. — Soltou um suspiro alto o bastante.
— Não. Não. Não pode ser verdade. — Disse em total desespero.
— Eu também não queria acreditar nisso, Kakashi. Fiz diversos exames para ter certeza.
— Eu quero vê-la, Tsunade. Por favor, sei que não poderá lembrar-se de mim, mas quero estar ao seu lado de toda forma. — Olhou-a.
Tsunade concordou com a cabeça e seguiram até o quarto em que Sakura encontrava-se. Shizune cochichou algo para Tsunade antes de sair e deixá-los a sós. Kakashi seguiu até perto da cama e Sakura virou-se para ele, franziu o cenho e ao mesmo tempo o olhava com certa curiosidade, era como se já tivesse o visto antes em algum lugar.
— Oi Sakura. — Sentou-se ao seu lado, sentindo um nó apertando a sua garganta.
— Nós nos conhecemos? Eu não me lembro de você.
Kakashi fechou os olhos enquanto segurava-se para não chorar em sua frente, tinha que ser forte por ela. Sakura iria precisar muito de sua ajuda agora.
— Sim, nos conhecemos desde que você era uma garotinha. — Sorriu dócil. — Eu sou o seu marido, Kakashi Hatake.
— Desculpe por não me lembrar de você. — Olhou-o perdida.
— Está tudo bem, eu irei ajudá-la nisso. Certo? — Segurou suas mãos. — Caso não consiga lembrar-se, podemos criar novas lembranças. Não se preocupe. Serão as mais lindas que existem. — Sorriu entre as lágrimas.
Sakura sorriu concordando com a cabeça enquanto o observava, ele despertava-lhe uma certa curiosidade e a máscara que usava deixava um ar de mistério em sua face. Kakashi pediu licença por um minuto, a deixando com Tsunade. Só queria colocar toda a dor que estava sentindo para fora de seu peito enquanto as lágrimas escorriam pelos seus olhos e perdiam-se no meio do caminho. Mas estaria ao seu lado, nada era mais importante do que Sakura e seu filho. Sakura precisaria dele mais do que nunca nesse momento e estaria lá, por ela.

27 de Março de 2020 às 17:35 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo A Lembrança de Kakashi

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Mais histórias

Ghost Ghost
Farsa Farsa
Gentileza Gentileza