O mundo é um moinho Seguir história

mioshyovan Bar-t-t-tender

Uma geração atrás, a guerra contra os vampiros culminou em desgraça e quase escravidão à raça humana. Agora, os superiores reescrevem a história em cima de suas glórias, e aos humanos resta o caminho silencioso da obediência. Yuuichiro é um jovem órfão crescido na periferia, que ainda ousa se rebelar nas pequenas ações do cotidiano, até ser arrastado para os campos subterrâneos, velhas instalações perigosamente próximas da antiga fronteira. E, a partir daí, o destino lhe apresentará diversos caminhos; resta a ele escolher entre o ódio nutrido desde a infância ou a redenção calma e bonita, em um lugar distante do caos daquela civilização.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#yoichi-saotome #mikaela #yuuichiro #seraph-of-the-end #o-último-serafim #mikayuu #owari-no-seraph
1
195 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

prólogo

“O mundo é um moinho” é uma música do compositor e poeta brasileiro Cartola. Recomendo que escutem, não necessariamente agora, mas em algum momento. É uma música boa, perfeita pra chorar naqueles fins de tarde onde o mundo inteiro parece ter ido para frente e te deixado para trás.
Isso daqui é uma au. Ainda existem vampiros, e a humanidade está quase em extinção, mas ao contrário da obra original, o exército demoníaco imperial japonês foi aniquilado uma geração atrás. Vai ter algumas referências com os últimos capítulos do mangá, mas não é nada de mais. Por juntar ficção de fã com detalhes do canon, creio que pouca gente vá conseguir diferenciar.
A fanfic é mikayuu, mas o romance vai demorar um pouco a acontecer. Espero obter êxito em entretê-los até lá. por favor, me deem uma chance.
Ah, a história não vai ser muito linear. alguns capítulos vão falar do passado, outros, do presente (alguns vão falar de ambos, de uma forma mais reduzida, claro, veremos isso no próximo capítulo).
A frequência de postagem vai variar. Já tenho alguns escritos, e ainda muitas ideias para escrever. Creio que não vou passar mais de um mês sem atualizar isso aqui, assim espero. É vergonhoso admitir, mas preciso de um pouco de incentivo para não desistir de tudo. Peço para que comentem, caso achem que a fanfic mereça. Não tenho muitas esperanças, mas sonhar ainda não custa nada.
Bem, é o máximo que posso falar por agora. Voltarei às notas nos capítulos seguintes, caso seja preciso.
Agradeço a atenção.

____________________________________________


prólogo

O gosto amargo no fundo da garganta ainda conseguia ser pior que o calor malcheiroso do quarto.

Yuuichiro estava no chão. Sentado bem debaixo da janela aberta, entretanto, a noite não estava disposta a lhe entregar nem uma brisa fina. A luz amarela do poste era a única iluminação por ali. E ela pegava bem em seus calcanhares estendidos no chão. Os mosquitos faziam festa nas pernas nuas, as marcas vermelhas ficavam bem visíveis na pele branca ainda quase livre de pelos. Ele coçava, aumentando o inchaço, e batia quando outro bicho pousava.

Um pouquinho de luz também escapava da fresta da porta, nada de mais.

Estava abafado e cheirava a suor lá dentro, mas ele não ia abrir mais nada. Assim estava bom, embora não totalmente.

Seus olhos lutavam para não se render ao sono quando a maçaneta girou. A sombra que se estendeu bloqueou a luz do corredor, mas mesmo assim ele não gostou. O restinho de luz que entrava era claro demais. Aos oito anos de idade, Yuuichiro já sabia que a luz — principalmente essa, tão clara que parece cegar — não era para ele.

— venha. — o homem diz, simplesmente.

Não há outra coisa a se fazer.

26 de Março de 2020 às 13:22 0 Denunciar Insira 2
Continua… Novo capítulo A cada 30 dias.

Conheça o autor

Bar-t-t-tender keep love alive// uma mistura estranha de passado e presente.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~