Fios. Seguir história

inory12 Inory 12

Quando terminou, as duplas foram para seus quartos, esperando novas ordens, porém, o avarento foi chamado para costurar os braços de Deidara e o albino se fez de indiferente, mas por dentro estava um fera completa.[...]


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Imagem de 弈, edição minha.

#Raio #kakuhida
Conto
0
174 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Ciúmes.

A criatura do raio estava sentada ao seu lado, o vigiando, enquanto Hidan tinha seu cotovelo sobre a mesa de centro, apenas de calças e seu colar que brincava ao mesmo tempo que pensava. Naquele dia ele ficou sozinho no quarto junto com Raio que prontamente saiu do corpo de Kakuzu para ficar com Hidan.

Sempre era assim, os corações de Kakuzu estavam dispostos a ficar com Hidan.

O albino amava pensar que ele tinha todos os corações do mais velho em suas mãos, pensando em como cuidaria de cada um. Mas agora ele estava chateado. Raio soltou um som baixo, porém agudo, mostrando sua frustração perante a de Hidan, como se a criatura o estivesse consolando, falando para o albino não se preocupar tanto, são apenas fios.

— Não é. — Disse para Raio.

O mais velho foi chamado com urgência para o esconderijo, irritado pois perderia uma grande contia de dinheiro, mas sendo um homem que respeita, voltou sem reclamar. Hidan já estava com raiva a partir daquele momento. Kakuzu respeitava seus superiores, Hidan nunca entendeu exatamente o motivo, ele mesmo achava uma besteira, o único que merecia seu respeito e devoção era Jashin, pelo menos era isso que ele achava no começo.

Novamente Raio soltou um grunhido, esse mais grave, Hidan bufou.

Aos poucos sua pequena admiração pelo pioneiro da imortalidade foi se desenvolvendo em um amor profundo e sincero, ao mesmo tempo, Kakuzu foi se apaixonando rapidamente, e com corações extras foi difícil esconder, mas no final ambos tinham um relacionamento amoroso, amantes? Nenhum dos dois fez um pedido oficial, pelo menos para Hidan era uma coisa incerta.

Hidan passou as mãos pelo rosto e encostou a testa na mesa, se dobrando todo, irritado. Aquela cena o deixou louco de raiva.

Após a morte de Sasori e a derrota de Deidara perante Kakashi, as duplas foram chamadas para uma reunião de estratégia, Pain falou, falou e falou e Hidan escutou absolutamente nada, primeiro que Pain não merecia ser escutado e segundo que Kakuzu atrapalhava ele com seu olhar reprovador que ele achava muito sensual. Kakuzu não sabia disso.

Quando terminou, as duplas foram para seus quartos, esperando novas ordens, porém, o avarento foi chamado para costurar os braços de Deidara e o albino se fez de indiferente, mas por dentro estava um fera completa. No entanto, nada superou quando viu o resultado final.

Os fios de Kakuzu no corpo de Deidara, em ambos os braços e no peito, perto da tatuagem. Hidan queria gritar, espernear, reclamar, no final ele se trancou no quarto e Raio veio junto. Hidan não gostava de ser costurado, doía muito, mas era uma parte de Kakuzu nele, então ele exagerava de proposito nas batalhas só para ser costurado e sentir que Kakuzu estava mais próximo dele.

Mas em Deidara? Não, inaceitável.

A porta foi aberta, revelando Kakuzu, que prontamente tirou o manto da Akatsuki e os panos em seu rosto, deixando os cabelos longos se libertarem, Hidan observou tudo atentamente, Kakuzu é lindo. Os fios em seu rosto, nos braços, nas costas, pernas, em qualquer lugar, é bonito e nada nesse mundo mudaria a opinião de Hidan sobre isso.

— Você demorou. — Comentou o albino.

Raio soltou outro grunhido, ainda grave — Você sabe melhor que ninguém que costurar membros levam tempo.

— Hm... — Hidan olhou para outro ponto do quarto, evitando Kakuzu.

O moreno imediatamente estranhou a reação do albino, geralmente ele respondia irritado quando o mais velho jogava fatos para ele, mas nada veio dessa vez. O moreno olhou para Raio, atrás de respostas, porém a criatura rejeitou dar qualquer informação para ele, o que fez o moreno se irritar, seus corações não o obedeciam quando se tratava de Hidan.

Kakuzu sentou na frente de Hidan e suspirou — O que a de errado Hidan?

O albino não olhou para ele — Errado? Nada. Tudo tá perfeito.

O mais velho se levantou — Sério? Ótimo, estou indo tomar banho.

— Boa sorte.

Okay, agora ficou muito estranho mesmo, Hidan sempre ia tomar banho com ele, na verdade ele implorava para isso, agora o moreno foi rejeitado. Kakuzu se virou para Hidan que o olhava irritado, mas ao ser pego o olhando desviou o olhar. Raio colocou sua mão sobre a cabeça de Hidan e fez cafuné.

— Raio-chan é tão fofo, ficou comigo o tempo todo, ao meu lado, junto a mim...

— Hidan, pare com suas indiretas e fale logo qual o seu problema.

O albino fechou o punho e se levantou de supetão e andou pesadamente até Kakuzu que recuou um pouco. Hidan puxou o braço de Kakuzu e passou o dedo nos fios do local — Esse é o problema!

O moreno queria bater em Hidan por ser tão invasivo — Do que você está falando seu idiota?

O albino explodiu — Idiota? Você é o único que é idiota aqui! — Exclamou alto — Era para ser apenas eu, não outra pessoa porra! — Kakuzu ia falar, porém o albino foi mais rápido — Seus fios eram para está apenas no meu corpo... — Sua voz ficou mais baixa, fazendo beiço.

Algo clicou na cabeça de Kakuzu, quando Hidan viu Deidara depois de ser costurado, Kakuzu percebeu que o albino tinha um olhar estranho, mas não ligou para isso na hora. O moreno nunca imaginou que o albino teria ciúmes disso.

— Você é idiota. — Afirmou Kakuzu.

Hidan ia gritar de raiva, mas logo foi silenciado pelos lábios deliciosos do mais velho, se derretendo inteiro no beijo, correspondendo com destreza. Kakuzu encerrou o beijo e acariciou os cabelos sedosos de Hidan e sorriu.

— Não precisa se preocupar com isso Hidan. São apenas fios.

Hidan voltou a fazer beiço — Não são. — Hidan corou — Eu amo tudo em você, até seus fios, maldito idiota.

Raio tremeu, junto com os outros corações dentro de Kakuzu, golpe baixo. Kakuzu engoliu a seco, se sentindo encurralado — Tudo bem Hidan, mas você tem que lembrar que fazemos parte de uma facção e nossas técnicas são para ela. Costurar Deidara não foi menos que um mero negócio.

Hidan continuou fazendo beiço, mas admitiu que Kakuzu estava certo, menos em uma coisa — Minhas técnicas não são para Akatsuki, são para Jashin — Seu discurso geralmente acabaria aqui, no entanto... — e para você.

Novamente Raio tremeu.

24 de Março de 2020 às 09:46 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~