makitasama Makita Sama

Eu te farei uma pergunta e nem precisa responder, apenas leia e pense no que falaria nesse caso, sem mistérios, sem pensamentos desnecessários, não quero exageros, muito menos detalhes de menos, enfim, agora responda se quiser: Você descobriu algo no celular de uma pessoa que estava caído na rua, porém é importante e além de poder acabar com a vida dessa pessoa, pode acabar com a sua se contar, o que faria?


Horror Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#deathfic #morte
Conto
0
1.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Problemática

Um dia comum como qualquer outro, pois você sempre passa em uma calçada ou na rua quando tem que atravessar, mas quantas vezes já viu um celular nesses locais? Se viu uma vez deve ter sido demais, porém no seu caso nada de ruim aconteceria, o que é o oposto do que o nosso protagonista teve de enfrentar.

Pense que a informação é preciosa, ao ponto de que se contar para qualquer pessoa, ainda mais policiais e outros agentes da lei, pois também será julgado como criminoso, especificando bem, um cúmplice.

E você ainda tinha chances de devolver sem problemas, contudo já deve saber que para ele é diferente, porque teria de viver com um estranho e mudar de rotina para o resto da vida, sem poder pedir perdão, assumir o que fez e como fez.

Depois dessa introdução toda, nem preciso dizer mais nada sobre esse problema, ou melhor, dizendo essa problemática que o nosso personagem está enfrentando.

— Jamais diga que a sua vida está ruim, pois sempre pode piorar.

Não ouviu o que ele disse com o tom certo, mas vou te ajudar nisso, era um tom rouco, com entonação de dor e perturbação, igual uma pessoa na depressão que quer desistir de tudo e o nosso caso não é diferente.

— O que está passando agora? Só os pais reclamando que não limpa o quarto? Só os pais reclamando que sai sem permissão? Isso é pouco, você mal sabe o que é sofrer de verdade, claro, se for um desses casos, pois sei que há pessoas com depressão, baixa autoestima, ansiedade, anorexia, bulimia, insegurança, TOC em um nível acima do normal, psicopatia, morte de parentes, ver o pai batendo na mãe ou vice-versa, ser estuprado durante a infância, ser estuprado quando adulto ou adolescente, há diversos motivos.

Essa foi uma fala enorme dele, só que você entendeu tudo o que ele disse? Espero que sim ou terá problemas para continuar a ler essa história e se acha que as doenças psicológicas citadas são meras frescuras, então nem sei porque continua lendo, afinal, você ignora a crueldade que essa pessoa sofre no psicológico devido a vários fatos ocorridos na vida.

— Um celular, mensagens sobre corpos esquartejados, estupro, contrabando de armas, uso de drogas ilícitas pesadas, mercado ilegal de órgãos, contrato de assassinos, além de suicídio, depressão ao nível mais pesado que eu já vi, entre outras, mas o dono eu jamais conheci e jamais poderei conhecer ou sofrerei com as mesmas consequências dele.

Há algo que você apenas ao ler não perceberá e não terá como notar, porém ele está com os olhos baixos, segurando os joelhos, com um sorriso paranoico, junto a uma quantidade enorme de gritos silenciados para não ser reconhecido.

— Se você conhecer o dono desse celular me avise o quanto antes, não aguento mais ter de passar por ele o tempo todo.

Se entregar à policia não é uma boa ideia, pelo contrário, pode causar mais problemas, então não há nada que esse ser das falas possa fazer sem que perca a sua insanidade mental e a vida, porque não sabemos se ele duraria na cadeia.

— Uma ligação de um número desconhecido, é melhor eu atender ou saberão que o dono está sem esse aparelho.

— Boa tarde, quem fala é seu chefe e quero saber onde está e com quem.

— Boa tarde chefe, estou sozinho e na minha casa.

— Não sabia que tinha casa, sem contar que a sua voz está diferente, já sei o que aconteceu novamente o dono deixou o celular cair de propósito e alguém o fez, então notou que as mensagens não são boas, mas sabe que se contar poderá ir a cadeia, porém fique tranquilo, é só me dizer o endereço que logo estarei ai e devolverei o aparelho.

Um suspiro não foi o suficiente, nem sequer dez, cem, mil, milhões, apenas sentia a mesma dor de antes com uma pitada de loucura e o recheio de dor, nada tão diferente de antes e você adoraria estar junto a ele nesse momento.

Um sorriso lindo, palavras sem entendimento, lábios movendo sem som, suor frio, mãos sem saber por onde percorrer, pelos arrepiados, troca constante de posição, água sendo tomada sem pausa.

Então o chefão chegou e pegou o celular, mas claro que não deixou barato por conta das mensagens lidas, deu-lhe um belo de um tiro na cabeça, com o sangue escorrendo por todo lado e depois esfaqueou seu coração, junto aos seus outros órgãos que foram retirados e vendidos a preço de ouro.

A policia chegou tarde como é comum, eles apenas viram um corpo todo torto e sem nada, mal conseguiram fazer um teste para saber quem era essa pessoa que tanto havia sofrido, porém para ele a morte era melhor do que a cadeia, tanto que pediu para morrer.

Talvez a dor de você ler isso seja maior do que de sofrer com isso, mas sinta-se bem, porque eu não poderei te encontrar para fazer o mesmo ato, nem mesmo os personagens existem de fato, ainda que pessoas façam esse tipo de armadilha.

Aposto que jamais pegará um celular na rua de novo, porém não pare de fazer o bem para as pessoas e se vir mensagens doentias, largue-o ali mesmo e finja que nada aconteceu ou poderá ter o mesmo fim desse homem.

1 de Março de 2020 às 00:54 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~