Encontro planejado as avessas Seguir história

sorasaki SoraSaki

Sinopse: Yaoyorozu estava cansada, assim como todas as meninas da sala A. Elas precisavam fazer algo para juntar de vez aqueles dois. Dessa vez Todoroki e Midoriya não iam escapar dos planos de Momo. |Tododeku; menção MomoJiro; fluffy|


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#midoriya #todoroki #fluffy #bl #boys-love #yaoi #bnha #tododeku
0
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Terças-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Yao-Momo em ação

Era um belíssimo sábado aquele em que Yaoyorozu Momo acordava animada para ir à uma daquelas famosas ruas com pechinchas que as meninas da sala estavam tão felizes de poderem ir. Iria junto com Ashido, Asui, Hagakure, Jiro e Uraraka fazer compras, nunca tinha ido em lugares assim para comprar, estava empolgada. Seria a primeira vez que ia junto com amigas e em algum lugar que não fosse um shopping de primeira classe no Japão. Seria uma ótima memória que construiria com as amigas. Claro que poderia aproveitar também da companhia daquela que vinha mexendo com seu coração mais recentemente, Jiro Kyoka. E na verdade isso só era possível depois de ter percebido que teria zero chances com Todoroki Shouto. Ela não iria sofrer por ele dessa forma. Queria ser amada mutuamente, e investir em alguém que nem mesmo via ou sentia suas tentativas de mostrar interesse? Não, Momo era uma menina fina, amável, esforçada e iria se dar ao valor. Kyoka parecia ter interesse em si e depois de muito refletir sobre a amiga, descobriu que na verdade aquilo poderia evoluir para algo mais que amizade. Questão de cultivar aquele sentimento e então esperar deliciosos frutos por vir.

Nunca considerou importante diferenciar gêneros quando se tratava de amar alguém, então não via problemas em ficar com Kyoka. Assim como não via problemas em ter aceitado que Todoroki não tinha olhos para outra pessoa que não fosse o baixinho de cabelos verdes da sala. Ela concordava que existia algo de muito encantador no menino de sardas, definitivamente, ela mesma admirava o garoto, assim como prezava a amizade que foi construído com Todoroki. Porém, algo vinha a incomodando de uns tempos para cá. Por que Todoroki não tentava ser mais direto com Midoriya? O pequeno parecia alheio a esses tipos de pensamentos românticos e paixonites, mas as amigas mais próximas dele, Uraraka e Tsuyu, afirmavam que o garoto parecia de alguma forma retribuir os sentimentos do bicolor. De acordo com elas, “Deku-kun, fica todo vermelho só de perguntarmos alguma coisa pra ele sobre o Todoroki-kun” e “Midoriya-chan claramente fica envergonhado só de estar perto dele, e com os outros ele sempre é natural para conversar”. Momo confiava no julgamento e instinto das amigas. De acordo com o que foi discutido numa daquelas conversas que rolavam várias fofocas entre as garotas quando se juntavam, os dois garotos sentiam o mesmo um pelo outro, vulgo amor, e eram ambos enrolados e inseguros para darem um passo adiante e mudar a amizade deles para algo mais.

Garotas eram muito perspicazes e adoravam bancar o cupido se fosse pelo bem de espalhar o amor entre os amigos. Então a partir daquele momento elas combinaram de dar um empurrãozinho obviamente para ajudar os dois bobinhos apaixonados. Alguns planos não deram muito certo, como o que consistia em trancá-los juntos e sozinhos na sala de treino ou o quando disseram mentirinhas para um e para outro para que eles se encontrassem “por estarem procurando um pelo outro para dizer algo muito importante”. Tais tentativas deram errado porque sempre surgia algum dos outros garotos e quebrava o clima vindo conversar com eles aleatoriamente, ou porque elas esqueciam de considerar as habilidades deles, ou o fato de que ambos eram muito espertos e inteligentes para resolver problemas. Claro que inteligência deles não acompanhava o raciocínio sobre os sentimentos próprios ou os alheios. Mas mesmo assim, elas queriam ajudar eles a ficarem juntos, seriam o casal mais fofinho e lindinho da escola na opinião do grupinho de meninas ali engajadas. Momo ainda refletia, como poderia ela ajudá-los, ela era a melhor pensando em soluções eficazes para problemas dentre as meninas. Iria fazer algo por Todoroki e Midoriya, eles mereciam isso, eram ótimos amigos afinal.

Passou o dia anterior pensando no que faria para ajudá-los, até que algo veio a mente naquela manhã de sábado. Precisava encontrar os dois. Ia contar às meninas primeiro, tinha uma ideia/plano em mente, ela mesma iria fazer isso sozinha. Era de fácil execução, só precisava encontrar os dois sozinhos, para evitar mais interrupções e possível constrangimento por parte deles de forma desnecessária. Talvez aqueles dois ainda não tivessem entendido que gostavam um do outro, e por isso ia interferir mais diretamente dessa vez. Estava de certa forma cansada de ver Todoroki sonhando acordado enquanto observava o menor, ou suspirando por aí pensando nele. Mandou mensagem para os dois separadamente pedindo para encontrá-la perto das escadas do andar dela e no lado do dormitório feminino. Ela apenas disse que para eles se arrumarem de forma casual e que precisava falar com eles antes de mais nada dentro de meia hora. Estava perto da hora do almoço, e ela iria sair com as meninas como estava planejado, mas eles não sabiam de nada disso claro. Agora já havia contado para as meninas o que iria fazer e que seria um provável sucesso.

Ela mesma já estava pronta para sair com as meninas, faltava dez minutos agora para encontrá-los, ela estava ponderando se dava uma dica a Todoroki. Ela era mais próxima dele de qualquer forma e ele já havia dito indiretamente para ela que gostava de Midoriya, iria preparar o amigo. Mandou mais algumas mensagens para Todoroki, das quais pediam para o menino concordar com o que ela diria e que na verdade ela chamou MIdoriya ali também. Ela disse que ia ajudar eles, e que não deveria se preocupar que daria tudo certo, e que se porventura ele pensasse em não ir ali ou aceitar o que seria proposto ele ia sentir a fúria feminina dela e das amigas. Ele aceitou sem questionar muito, não parecia sensato se o fizesse. Yaoyorozu estava agindo meio agressiva como Jiro, devia ser a convivência pensou ela.

Já era hora. Momo somente verificou mais uma vez o espelho constatando que estava devidamente pronta para seu dia de compras entre amigas. Foi até o local que combinou com os meninos e aproximar-se já conseguia identificar os cachos verdes de Midoriya.

— Olá Midoriya-san, que bom que veio.

Com um sorriso gentil e um breve olá ela viu o garoto responder ao cumprimento. Ele parecia levemente confuso e já preparava-se para perguntar o porquê de Yaoyorozu o ter chamado ali. No entanto pode contemplar a mudança na expressão do pequeno ao ouvir a voz de Todoroki cumprimentando-os atrás dele. Foi uma ideia que lhe ocorreu naquelas mensagens que mandou para o bicolor, pediu para ele esperar que o pequeno e ela chegassem antes, afinal Midoriya poderia suspeitar se o visse parado ali e também ela queria confirmar algo com essa ação. Se Momo tinha qualquer dúvida sobre os sentimentos de Midoriya pelo seu amigo, ali, naquele instante se dissipou. Aquela foi a confirmação e a prova do que Uraraka e Asui haviam lhe dito antes. O esverdeado continha as bochechas avermelhadas e as dúvidas que tinham sobre estar ali apenas pareciam ter o confundido ainda mais, o nervosismo parecia crescer e talvez fosse melhor a Yaoyorozu agir logo ou o baixinho iria entrar em curto circuito e seu plano acabaria por falhar. Mas a cena como um todo era adorável, ambos envergonhados e se ela não estivesse fantasiando demais… Existia realmente um leve rubor na face de Todoroki, quem diria. “Tão fofos! Vou dar uma mãozinha para eles agora”.

— Ah, olá Todoroki-san. Agora que finalmente estamos todos aqui gostaria de saber se vocês estão livres agora no almoço e a tarde?

— Sim. — Todoroki prometeu aceitar o que a garota iria propor, e como não tinha nada planejado mesmo ele simplesmente resolveu aceitar.

— E você Midoriya-san?

— A-a-acho que sim, quer dizer, sim, não tenho nada programado para hoje exatamente. Mas Yaoyo… — Izuku iria perguntar o que estava acontecendo mas Momo foi mais rápida.

— Ah, isso é ótimo! Eu marquei com as meninas de irmos almoçar agora e depois vamos passear e então às compras. Mas vocês dois podem ir sem mim. Devem aproveitar seu encontro! Creio que vocês dois precisam conversar sozinhos também.

Midoriya estava chocado, sem palavras e a boca meio aberta. Mas foi aí que Todoroki finalmente entendeu tudo, parece que suas amigas já sabiam de tudo, ou melhor de muito mais do que ele mesmo. Não tinha nada a perder, e pelas palavras de Yaoyorozu, o menor provavelmente sentia o mesmo, a expressão do mais alto dizia isso. Momo piscou para ele como um sinal, então apenas esperou a resposta dele.

— Obrigado Yaoyorozu, divirta-se com as garotas.

— Era só isso meninos, bom encontro! Eu e as meninas estamos apoiando vocês. Agora vou correr porque já está dando o horário marcado com elas, até mais!

Antes de sair com pressa, conseguiu ver o rostinho de Midoriya atingir um tom tão rubro quanto os cabelos de Todoroki, o pobre menino estava estático, mas seu amigo compreendeu a situação ali e parecia disposto a aproveitar essa oportunidade. “Impressionante! Todoroki-san está sorrindo tão naturalmente… Midoriya-san é realmente incrível por conseguir fazer isso, haha. Temos que proteger esse casal!”. Momo estava tão satisfeita. Aparentemente seu plano daria certo, agora era questão de como eles iriam lidar com esse encontro surpresa.

30 de Janeiro de 2020 às 01:45 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Encontro surpresa

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!