Mestres e discípulas parte - 2 Seguir história

rhamanda-rodrigues1566745874 Rhamanda Rodrigues

Nos tempos atuais, novamente Zeus e Perséfone fizeram um tratado para trazer a vida, tanto o deus do submundo, quanto os espectros, juízes, os cavaleiros dourados e os humanos comuns. Eles firmaram um tratado de paz, porém a rainha do submundo, após entregar os dourados de volta a sua irmã, Athena, lhe impõe certas regras as quais os 12 cavaleiros de ouro e o mestre Shion não se agradam nem um pouco. Muitas emoções aflorarão nos corações dos cavaleiros e do mestre do Santuário, que mudarão suas vidas...


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.
1
669 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Torneio Galáctico: A luta entre as amazonas de Gêmeos e Câncer

Itália, Roma, masão Solo...

Surya

Eu acordei por volta das 7:30 da manhã e, após dar várias piscadelas, consegui abrir meus olhos por completo. Me sentei sobre a cama macia e, depois de me espreguiçar, segui para um banho rápido e para fazer a minha higiene.

Após o banho, me sequei e me vesti rapidamente com uma calça de cotton, na cor preta e, uma camiseta cavada e larga que tampava o meu bumbum — que por sinal é do meu marido.

Já estando pronta, segui até a cozinha onde a maioria já estavam tomando o café da manhã. Desejei um bom dia para todos, me sentei à mesa junto dos demais e tomei meu shake de baunilha e comi uma barra de cereal. Depois, fui para a academia que tem aqui na mansão do senhor Solo, para malhar um pouco.

Enquanto isso, no quarto de Siri...

Mask

— Vamos! Acorda, sua preguiçosa! Já são 8:00 da manhã e, enquanto você está aqui, dormindo feito uma bela adormecida, a sua oponente já está treinando e malhando a todo vapor. — eu dizia a sacudindo.

— Ai, Mask! Me deixa dormir mais um pouco, por favor! — ela falava sonolenta enquanto puxava o lençol para cobrir a sua cabeça. Eu puxei o lençol com toda a minha força e, ao descobrir a Siri, a mesma estava dormindo só com um pijaminha curto de seda, na cor vermelha. Ao ver aquele bumbum empinado e aquelas penas de pele alva a amostra, eu me excitei. Porém, aquele não era o momento, muito menos o horário certo para possuir aquela gostosa da minha noiva. Então, deixei a minha cabeça de cima pensar no lugar da cabeça de baixo e, resolvi desferir um tapa bem dado naquela bunda maravilhosa, fato que fez minha linda Siri até pular da cama, despertando furiosa. — Seu cachorro, filho da Puta! Por que você fez isso, senhor MDM? — bradou bem brava, ao passar sua mão no bumbum, o que me fez deduzir que deveria estar doendo muito.

Em seguida, a mesma me expulsou de seu quarto, para ela se trocar e fazer sua higiene.

Siri

Após o atrevido do meu noivo sair do meu quarto, segui para fazer minha higiene e tomar um banho. Depois do término do meu banho rápido, me vesti rapidamente, optando por usar uma lingerie de algodão, uma bermuda de cotton e um top de cor vermelha. Logo após, fui comer alguma coisa e fui para a academia onde minhas amigas Surya, Samara e Yula estavam malhando. Lhes desejei um bom dia e parti para me exercitar, ficando horas ali.

Por volta das 14:00 horas, fomos almoçar e depois relaxarmos um pouco.

Enquanto isso, na sala de jogos, aonde se encontrava a maioria dos dourados...

Milo

Estava Kanon e eu, jogando uma partida de bilhar, até que de repente Shoko entrou na sala e a mesma desejava falar comigo, em particular. Fato que fez Camus, que bebia uma dose de martine, sentado numa mesa próxima de onde Kanon e eu jogava, me olhar com a cara fechada, como se estivesse me reprovando. Porém, mesmo assim eu deixei meu taco com o Kanon e segui junto da ruiva, já com segundas intenções, pois na minha cabeça ela estava tendo uma recaída de ex.

Ao passarmos abraçados perto da mesa do meu amigo francês, o mesmo continuava a me encarar sério e, ele balançava a cabeça em negativa. Só que eu não me importei nem um pouco e continuei seguindo, junto de Shoko para um lugar reservado.

Chegando num belo jardim de inverno, eu tranquei a porta e sorri maliciosamente.

— Eu já sei o que você quer, Shoko! Vem cá que eu te dou. — eu dizia convicto, enquanto a puxava para ela colar seu corpo ao meu, mas a mesma me deu um tapa na face.

— Milo, por favor, me respeite e respeite sua namorada, seu galinha inveterado. E eu não te chamei até aqui para essa finalidade que você está pensando, seu presunçoso. — soltava séria enquanto me olhava no fundo dos meus olhos.

— Está bem, Shoko! Se você não quer ficar comigo, o que é que você quer então? —indaguei surpreso e sem graça. Afinal, a ruiva me deixou desconsertado.

— Você conhece o Jabu e, com certeza, você sabe o que ele gosta em uma mulher. — ela falava naturalmente sobre seu atual namoradinho, justo para mim que já a tive, o que me deixou enciumado e com raiva.

— Ah, é isso que você queria de mim? Me poupe, Shoko! Vai pedir conselhos amorosos a outro. — soltei ríspido.

— Nossa, Milo. Eu achei que éramos amigos! Mas já vi que nem para isso você irá servir. — bradou brava, decepcionada e de forma taxativa. Depois, ela veio até a minha direção para pegar a chave da porta, no bolso da minha calça jeans e, ia dirigindo-se até a porta, mas eu a segurei pelo braço na intenção de lhe pedir desculpa. Porém, a ruiva triste e magoada se soltou de mim e, em seguida a vi indo embora.

Eu então retornei a sala de jogos, me sentindo mal e irritado, o que não passou desapercebido por Camus e Kanon. Os dois me chamaram para conversar em particular e, eu lhes contei o que havia ocorrido entre Shoko e eu. Os dois me deram sermões, depois seguimos para almoçar. Afinal, já passavam das 15:00 e eu estava faminto. Ao chegarmos à cozinha, só estava alguns dourados, pois as moças já haviam almoçado antes. Nós nos juntamos aos demais e comemos um delicioso almoço muito bem preparado pelas cozinheiras do senhor sardinha.

Depois do almoço, fomos assistir TV, um bom filme de terror pela Netflix e, algumas garotas se juntaram a nós. Minha namorada se sentou ao meu lado, no sofá e, me fazia carinho enquanto assistíamos o filme, o que me fez me sentir um traste e mau caráter — minha ruiva me dando carinho e declarando seu amor para mim e, eu tentando traí-la com a minha ex. Realmente, eu sou um canalha galinha mesmo. E, pior! Eu não sou merecedor do amor dela.

As horas passaram rapidamente — todos nós fomos nos preparar para o torneio Galático, pois hoje a luta decisiva será entre Surya e Siri. Para mim, eu tenho como quase certeza que a geminiana ganhará, pois tecnicamente ela é bem mais forte que Siri.

Coliseu romano, 20:00...

Saori

Mais uma luta logo se iniciará e, essa noite o Coliseu está mais cheio ainda. Julian, Shion, Luna e eu vamos assistir a tudo numa área Vip, especialmente para nós quatro.

O juiz já se posicionou na arena para anunciar as duas amazonas. A primeira anunciada foi Surya de gêmeos, que tirou gritos, salva de palmas e assovios da torcida masculina.

Logo depois, Siri foi chamada a arena com a plateia indo novamente ao delírio. Após ambas agradecerem a plateia e suas torcidas, o juiz autorizou a luta entre elas.

Uma terrível e acirrada disputa, com troca de poderes aos quais elas aprenderam com seus mestres ecoou por toda a arena. Poderes entre explosão galáctica que se chocavam com ondas do inferno.

No primeiro round, Surya levou a melhor sobre Siri, sua oponente. No segundo, Siri levou a melhor.

Já no terceiro deu empate, tendo que ter um quarto e definitivo round para decidir — fato que dessa vez, Siri por elevar ainda mais seu cosmo, conseguiu assim obter sua difícil vitória sobre a amazona de gêmeos que seguiu junto de seu esposo Saga para a enfermaria, para tratar de seus ferimentos...

Enquanto isso, todos comemoravam a vitória da amazona de câncer, que também estava bem machucada. Ela se sentia um pouco fraca, por fazer seu cosmo queimar até o limite de seu delicado corpo feminino, fazendo a mesma perder a consciência ao desmaiar no colo de seu noivo Mask.

Julian, Shion, Luna e eu surgimos até a arena, às presas e, em questão de minutos a amazona de câncer foi levada para o hospital. Mask e eu fomos junto dela, na própria ambulância. Ao chegar lá, ela recebeu todos os cuidados necessários e, no dia seguinte recebeu alta.

24 de Janeiro de 2020 às 17:48 1 Denunciar Insira 1
Leia o próximo capítulo Torneio Galáctico: A luta entre as amazonas de Leão e Virgem

Comentar algo

Publique!
Jessica Lima Jessica Lima
Nossa autora capítulo fascinante a discipula siri venceu a luta seu capítulo está um espetáculo amei Milo de escorpião e muito canalha dando em cima da sua ex estou chocada muito sem vergonha levou a pior kkkk enfim amei o capítulo viu até mais autora bjs
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!