Esmeralda de Ishtala Seguir história

jace_beleren Lucas Vitoriano

Todos do grupo foram capturados pelos subordinados do vingador, apenas Diana e Presto conseguiram escapar. Sozinhos, eles descobrem que nutrem sentimentos um pelo o outro.


Fanfiction Desenhos animados Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#hentai #Caverna-do-Dragão #pwp
Conto
0
364 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo único

Diana estava sentada na grama, abraçando os joelhos, fitava as chamas da fogueira pensativa imaginando se seus amigos estariam bem. Era noite, mas a escuridão caíra sobre ela e seus amigos muito antes do sol se pôr. Diana ainda se lembrava de como tudo aquilo havia começado, ela e seus amigos haviam sido enviados para o antigo templo pelo Mestre dos magos. O objetivo do grupo era simples, encontrar a Esmeralda de Ishtala, uma joia magica que tinha o poder de leva-los de volta para casa.

O simples porem se complicara, se tinha uma coisa que Diana aprendera desde que chegara naquele mundo era que as coisas raramente se resolviam de forma fácil. Quando chegaram no templo não encontraram a Esmeralda de Ishtala, mas sim um grupo de orcs haviam armado uma emboscada para eles. Diana lutou bravamente, derrubando inimigo apôs inimigo com seu bastão mágico. Ela vira Bobby nocauteando inimigos com seu tacape. Hank disparava flechas seguidas de flechas, habilidoso e preciso como sempre. Todos lutavam muito bem e Diana acreditou que aquela seria mais uma vitória, mas estava enganada. Os orcs estavam preparados e em grande numero. Apesar do grupo de Diana ser poderoso, um a um eles foram caindo. O primeiro a ser capturado foi Bobby, depois Eric. Quando Hank também foi subjugado Diana soube que o melhor a fazer era fugir.

Conseguira escapar com Presto do templo. Os dois desceram as escadas do grande templo ofegantes sendo perseguidos por uma horda furiosa de orcs. Teriam sido capturados se Presto não tivesse conjurado um enxame de abelhas com seu chapéu magico. Os insetos avançaram contra os orcs, picando-os e causando caos e confusão. Só por isso ela e Presto conseguiram escapar em segurança.

Isso havia sido de dia. Agora a lua já estava alta no céu e eles acampavam em uma clareira. Os dois estavam sentados ao redor de uma fogueira abatidos pelo cansaço a fome e o fracasso. Por horas haviam discutido uma forma de libertar seus amigos, mas por mais que planejassem com cuidado não conseguiam imaginar como, sozinhos, poderiam derrotar um bando de orcs.

- Queria que o Mestre dos magos aparecesse e nos ajudasse – disse Presto com um suspiro.

Diana também queria, mas conhecia o Mestre dos magos suficientemente bem para saber que isso não iria acontecer. Ela se aproximou do amigo, ficando sentada ao seu lado, e tocou-lhe a mão com carinho.

- Não fique triste Presto, vamos resgatar nossos amigos, tenho certeza – apesar de suas palavras serem confortantes e otimistas Diana não acreditava nelas. Talvez pudessem mesmo ter alguma chance de sucesso se Sheila estivesse com eles. A garota poderia ficar invisível com seu manto e era perfeita para missões de infiltração. Mas Sheila fora capturada, Diana poderia não ter visto isso acontecer, mas como poderia se a amiga estava invisível? Se Sheila tivesse escapado como eles já os teria encontrado.

Presto deu outro suspiro triste, mas ele se esforçou para sorrir para a amiga. Diana sempre gostara de Presto. O garoto era o mais tímido e quieto do grupo, não possuía o carisma natural de Hank, nem era tão metido e mandão como Eric. De todos era Presto quem Diana mais gostava, ela o achava uma pessoa inteligente e esforçada, além de muito fofo. Em segredo ela gostava do garoto, não era uma paixão avassaladora, mas tinha uma quedinha por ele.

Presto poderia não ser o modelo de beleza masculina, mas era sim bonito. O garoto era magro com cabelos castanhos curtos e encaracolados, usava óculos e vestia-se sempre com seu longo manto de mago. Já Diana era mais alta que ele, com corpo atlético, pele muito morena, longos cabelos castanhos escuros encaracolados, portadora de uma beleza chamativa. Na escola, antes de irem para aquele mundo cheio de monstros e magia, Diana era uma das garotas mais cobiçadas de sua classe, participava do time de basquete e ia a academia quatro vezes por semana. Ironicamente, naquele mundo aonde se encontrava, não era tão desejada quanto em seu mundo, mas ela não se importava muito com isso, pois, com exceção de Presto, não sentia atração por mais ninguém.

- Se eu pudesse controlar o que conjuro com meu chapéu talvez tivéssemos alguma chance de resgatar nossos amigos – disse Presto tirando seu chapéu magico da cabeça e o fitando com desanimo. A arma magica de Presto era o chapéu que podia dar a ele inúmeros objetos, mas o mesmo se mostrava totalmente imprevisível e, muitas vezes, inútil.

- Eu acho divertido quando você tira algo dai – disse Diana rindo tentando deixar o clima um pouco mais animado – seu chapéu é uma verdadeira caixinha de surpresas!

- Haha – riu irônico – você diz isso porque não coloca a mão nele procurando um pente para se pentear e acaba furando o dedo em uma agulha!

- Tente tirar algo dai – encorajou Diana – vamos, apenas para nos divertir um pouco.

Presto lançou um olhar temeroso e hesitante para seu chapéu, mas depois apenas deu de ombros aceitando que não poderia ser tão ruim assim. O garoto segurou o chapéu com uma das mãos enquanto com a outra fazia gestos na borda do chapéu.

- Não em faça passar constrangimento, me de algo para proporcionar divertimento!

Presto colocou a mão no chapéu e retirou de lá uma revista de história em quadrinhos. Os dois riram, pois, ao menos dessa vez, ele funcionara perfeitamente bem.

- Bem que poderia funcionar assim nas lutas! – protestou ele fingindo raiva, mas estava rindo feliz.

- Ei, é uma revista dos X-men! Eu adoro eles! – exclamou Diana animada.

Os dois amigos ficaram sentados bem juntos, seus corpos se tocando. Leram a revista juntos conversando e comentando as cenas da história. Quando terminaram a leitura Presto guardou a revista no chão e só então percebeu o quão próximo os dois estavam, O garoto corou e Diana viu ai, por acaso do destino, uma chance de se aproximar dele em termos românticos.

- Presto, já estamos nesse mundo a tanto tempo... você não se sente sozinho as vezes? – Diana deu o seu melhor sorriso e, para seu orgulho, Presto corou ainda mais – digo, não sente vontade de ficar com garotas, namorar...

- E-eu penso nisso sim... mas estamos tão ocupados o tempo todo lutando contra o Vingador e tentando voltar para casa – respondeu o garoto atropelando-se com as palavras. Diana estava se divertindo com aquilo, ela sabia que Presto gostava dela, percebia isso no nervosismo do garoto. Como era do tipo de garota que tomava atitude Diana levou adiante aquilo.

- Não estamos ocupados agora – retrucou ela aproximando-se ainda mais de Presto – me diga Presto. Nunca sentiu atração por mim? Ou pela Sheila?

Prestou ficou muito vermelho e começou a tremer sem parar, Diana não conseguiu conter um risinho o que deixou o garoto ainda mais nervoso. Gaguejando e muito atrapalhado ele respondeu.

- Você e Sheila são muito bonitas – disse tímido desviando o olhar.

Diana aproveitou aquela brecha, aproximou-se de Presto e deu-lhe um belo beijo na boca. O garoto arregalou os olhos sem reação, parecia não acreditar no que estava acontecendo, mas Diana sabia e queria ir mais além.

Ela envolveu Presto em um abraço, seus lábios pressionados contra os deles em um beijo firme. Além de muito bonita Diana estava vestida de forma bem provocante, usava apenas uma roupa de pele de animal que se assemelhava a uma lingerie. Ela demorou-se no beijo, mas se afastou um pouco para deixar Presto respirar um pouco e processar tudo que havia acontecido.

O garoto parecia tonto e em estado de transe, precisou de alguns segundos para entender que realmente havia beijado Diana. Ele olhava a garota com desejo, admiração e espanto. Uma combinação um tanto cômica.

19 de Novembro de 2019 às 13:09 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Lucas Vitoriano Ola, me chamo Lucas, adoro escrever, ver animes, jogar Magic the gathering, ler entre outras coisas mais rs. Sou particulamente fissurado em mitologia grega, meus autores favoritos são Neil Gaiman e Kazuo Ishiguro e, meu livro favorito, é As brumas de Avalon.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~