Contos eróticos - Pokemon Seguir história

jace_beleren Lucas Vitoriano

Contos eróticos envolvendo os personagens do anime Pokmeon.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#pokemon #hentai #pwp
0
341 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Ash - Misty

Depois de muitos treinos, vitorias, derrotas e superações Ash finalmente conseguira o que queria: vencer uma liga pokemon. O trabalho fora árduo e por muitas vezes ele não se achara capaz, mas o destino provou que estava errado presenteando-lhe com o troféu da liga pokemon do arquipélago das ilhas laranja.

Era uma vitória em tanto para um garoto de apenas dezesseis anos. Ash não se continha de felicidade, queria voltar para casa e mostrar para sua mãe e ao professor Carvalho aquele lindo e dourado troféu. Mas a viagem de volta para a cidade de Pallet seria longa e era preciso descansar um pouco antes de inicia-la.

Junto com o troféu Ash também recebera uma boa quantia em dinheiro e decidiu que iria usar uma parte dela para se hospedar em um belo hotel e aproveitar para comemorar sua vitória. Sendo assim ele e Misty escolheram um dos melhores hotéis do arquipélago laranja e reservaram uma boa suíte. O local era maravilhoso, bem em frente a praia e com um quarto confortável com banheira, ar-condicionado, uma cama de casal simplesmente gigantesca e um serviço de quarto impecável.

Já faziam alguns messes que eles namoravam. No início eram apenas companheiros de viagem, mas aos poucos começaram a perceber os sentimentos que tinham um pelo outro e, com um empurrãozinho de Brock, Ash finalmente conseguiu dar início ao seu relacionamento com Misty.

No momento Brock não estava com eles e por muitas vezes Ash sentia saudades da companhia do amigo. Ele estava sentado na cama de seu quarto vestindo apenas um short folgado e uma camiseta sem mangas. Embora sentisse falta de Brock não queria o amigo por perto naquele momento, pois queria curtir com sua namorada a conquista da liga pokemon. Esse era um momento apenas do casal.

Ash observava o seu troféu brilhando sutilmente em uma estante, era tão bonito. Seus olhos brilhavam só em fita-lo. A vitória havia sido recente e tanto Pikachu como todos os seus pokemons ainda estavam em repouso no centro pokemon, curando-se da árdua batalha que travaram.

- Aqui é simplesmente maravilhoso – disse Misty que acabava de entrar no quarto.

Ash fitou com carinho sua namorada. Misty tinha a mesma idade que ele e, a cada dia, desabrochava ficando mais atraente e sensual. Era impossível para ele não notas as curvas no corpo da ruiva e seus seios já bem maduros. Sendo sua namorada era claro que eles já haviam ficado e até mesmo trocado algumas caricias, mas nada além disso. A cada dia porem ele sentia-se atraído pela ruiva. Ele queria atravessar “aquela linha” que separava os caras virgens dos não-virgens. E, com a roupa que Misty estava usando naquele momento, era difícil não pensar nisso.

Não era que Misty estivesse vestindo-se de forma vulgar, longe disso. A garota usava um shortinho azul escuro que deixava a mostra boa parte de suas coxas. Apenas a parte de cima de sua roupa de banho, um bikini vermelho escuro, cobria seus seios. Ela calçava chinelas e prendia seus cabelos ruivos com um coque que ficava curvado para o lado. Misty se aproximou do namorado sentando-se ao seu lado na cama.

- Queria que pudéssemos ficar aqui pelo resto do mês – disse com um brilho nos olhos. Misty adorava praia e mar. A estadia naquele hotel estava sendo simplesmente divina para ela.

- Eu também Misty, mas ai todo o dinheiro do meu premio iria se acabar em um instante – ele riu em tom de brincadeira – mas ainda teremos três dias nesse hotel paradisíaco.

Misty concordou com um aceno discreto com a cabeça. Ela se inclinou na direção dele beijando-lhe lentamente nos lábios. Foi um beijo intenso e logo Ash sentiu Misty se aproximando ainda mais dele, seus corpos se tocando sutilmente. Ao termino do beijo os dois se olharam com desejo e, sem dizer palavra alguma, voltaram a beijar-se.

Os beijos de Misty sempre excitavam Ash, mas dessa vez eles estavam o deixando mais excitado que o normal. Seu membro ficou duro no meio das pernas em questão de segundos. Levado pelo prazer ele, um pouco hesitante, acariciou as coxas da namorada. Misty pareceu um surpresa, mas não fez nada para impedi-lo.

Sentindo-se mais confiante ele subiu sua mão, acariciando a barriga nua da namorada até se alojar confortavelmente no seio esquerdo de Misty. A garota soltou um gemido baixo. Isso era tão sensual.

Agora o pênis dele estava pulsando de desejo. Ele apertou de leve o seio de Misty e começou a massageá-lo lentamente. Ela amoleceu em seus braços e seus gemidos fracos de prazer preencheram todo o recinto.

Enquanto isso os lábios dos dois se pressionavam em beijos cada vez mais urgentes. Misty dava leve mordidas no lábio inferior do namorado enquanto sua mão desceu até o membro rígido de Ash e começou a massageá-lo por cima das calças.

- Ash... você esta bastante “estimulado” hoje – disse a ruiva entre gemidos. Sua mão apertava todo o volume que ele tinha entre as pernas com um pouco de força.

Ele não podia negar isso. Beijou a namorada mais uma vez antes de responder. Sentia-se mais confiante em suas caricias. Estava louco para retirar aquele bikini minúsculo e finalmente ver os seios de Misty. Até aquele momento só os havia visto em seus pensamentos eróticos.

- Isso é culpa sua – disse com um riso nervoso ao terminar o beijo – Msty... nós... podemos...?

Ele não conseguia completar a frase, mas sua mão massageando o seio dela era mais do que indício suficiente do que o rapaz queria fazer. Misty também queria aquilo. A muito tempo planejava perder sua virgindade e imaginava como seria aquele momento. Ela sentia-se queimando por dentro e só havia uma forma de apagar aquele fogo.

Como resposta a ruiva retirou o próprio bikini. A peça de roupa caiu em seu colo revelando seios medianos com mamilos rosados. Era a primeira vez que Ash os via, ele estava completamente hipnotizando com aqueles lindos seios. Voltou a massageá-los, agora tocando-os diretamente.

Misty descobria novos horizontes para o prazer. Aquilo era muito melhor do que seus beijos com Ash, muito melhor do que quando ela se acariciava para se aliviar. Ela soltou um gemido libertador elevando sua cabeça para o alto e fechando os olhos, aproveitando dos toques do namorado.

Ash se empenhava cada vez mais em tocar aqueles seios. Usava as duas mãos para isso, acariciava cada pedacinho daqueles seios lindos dando especial atenção aos mamilos.

Ele beijou-os devagar, lambendo-os lentamente. Misty soltou outro gemido abafado e afundou suas mãos nos cabelos do namorado. Com cuidado Ash começou a chupa-la.

- Hmmm... ah... isso está tão bom amor... – ela meio que delirava com aqueles movimentos eróticos das mãos e da língua de seu namorado. Era muito melhor de que quando ela se tocava. Inegavelmente melhor.

Ela gemia mais e mais. Todo aquele prazer que sentia chegava a ser angustiante. Com um pouco de dificuldade pediu para que Ash parasse e, confuso, o garoto obedeceu.

- Fiz algo errado Misty? – perguntou preocupado.

Os seios dela estavam ensopados de saliva e com algumas marcas vermelhas dos chupões de Ash. Corada a garota disse que estava tudo bem.

- Agora quero ser eu a tocar em você – disse vermelha admirando o corpo do namorado.

Ash ficou excitado ao ouvir aquilo. Ficou a esperar o que Misty faria com ele ansioso com as possibilidades. A ruiva não perdeu tempo, abaixou-se sentando-se de joelhos e abriu bem as pernas dele. Era impossível não ver o pênis dele se destacando no meio das pernas. Com curiosidade e desejo ela abaixou as calças e cueca de Ash e então o membro saltou para fora.

Era grande com a ponta levemente avermelhada. Segurando-o com firmeza ela iniciou uma masturbação agradável. Rapidamente pode perceber os efeitos de suas caricias, Ash começou a gemer baixo e se contorcer de prazer. Ele estava adorando aquilo e ela ainda mais.

Com cuidado Misty começou a chupá-lo. Ficou um pouco apreensiva no começo, o membro era muito grande e grosso e ela teve dificuldade em colocar todo aquele volume em sua boca. Logo porem se acostumou e começou a chupar Ash com movimentos ritmados.

- Ahh... isso... está muito bom... – disse o garoto contorcendo-se de prazer.

Misty sorriu de leve. Ash estava em suas mãos e isso a deixava bastante satisfeita. Excitada a garota resolver mudar de estratégia, pressionou o pênis entre seus dois seios em uma massagem erótica. Ash gemeu mais alto e ele quase foi a loucura, quase. Com a ponta da língua, Misty começou a estimular a cabeça de seu pênis. Seus movimentos eram sutis e precisos, estimulando o membro de Ash em seus pontos mais sensíveis.

Ele gemeu ainda mais alto, gritou alguma coisa incompreensível e então, sem conseguir mais se segurar, teve um orgasmo no rosto da namorada. Misty afastou o rosto, mas nem isso evitou de que uma parte do liquido espirasse em sua bochecha e em seus seios.

Ash respirava ofegante e seu pênis começava a murchar lentamente. Ele ficou bastante embaraçado por ter chegado ao orgasmo tão rápido e, assim, pondo fim a primeira transa do casal. Misty porem levantou-se e o tranquilizou com um beijo nos lábios.

- Tudo bem amor, ainda poderemos tentar isso mais vezes. A noite que tal?

- A noite parece bom – disse sorrindo sem jeito.

Os dois sorriram embaraçados e voltaram a se beijar, agora de forma mais leve e despretensiosa. Sim, teriam muito tempo pela frente e muitas noites para fazerem amor. Não havia a menor razão para terem pressa.

19 de Novembro de 2019 às 09:24 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Ash - Misty (parte 2)

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!