jace_beleren Lucas Vitoriano

Na época em que ainda vagavam pelas terras do japão feudal, o exercito dos sete massacraram inúmeros inimigos, construindo uma fama temida por toda a região. Nesta breve história, é contada uma das aventuras desse grupo de mercenários.


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#Inu-yasha #Exercito-dos-7
1
3.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Era uma noite escura e sem estrelas. Todos no castelo dormiam com exceção de seu senhor. Lord Sugikawa Gimbei olhava preocupado pela janela de seu quarto. O seu reino era forte e prospero, protegido por grandes muralhas e um exercito bem treinado, equipado com as melhores armas de todo o Japão.

Mesmo assim Sugikawa não conseguia se sentir seguro em seu castelo, e fora dele muito menos. Era um homem forte e vigoroso mesmo em seus cinquenta anos. Sugikawa tinha cabelos pretos curtos aos quais mantinha sempre perfeitamente penteados. A barba era longa e espessa dando-lhe um ar de imponência e poder. Ele estava tão imerso em seus pensamentos que não percebeu uma mão fina e delicada tocando no seu ombro e o puxando com um pouco de força.

- Papai... o senhor esta bem? Esta doente? Algo lhe aflige?

Não havia medo ou temor que não se dissipasse quando lord Sugikawa olhava para sua linda filha. Kitsume Gimbei era uma menina doce e inocente no raiar da beleza de seus quinze anos. A garota não era alta, seu corpo era delicado como um graveto, sua pele branca e seus olhos coloridos com o rosa delicado de uma flor de cerejeira eram sempre gentis e carinhosos. Kitsume tinha cabelos longos, que estavam sempre presos em um coque perfeito. Era arrumado assim todos os dias pelas servas pessoas da menina.

A discrepância entre os dois porem era abismal. Enquanto o pai era forte e corpulento como uma torre com seus um metro e noventa de altura, Kitsume era frágil e delicada, tinha apenas um metro e meio de altura e a fragilidade não era apenas exterior. A jovem Gimbei, única herdeira de Sugikawa, tinha uma doença rara que a afligia desde os cinco anos. Não importava o quanto se alimentasse, nem o quanto descansasse, seu corpo estava sempre cansado. Ate uma rápida caminhada ao sol a deixava com a respiração ofegante. Por causa de seus problemas de saúde a jovem dama passava a maior parte de sua vida entre as paredes de pedra do castelo. Quando saia para tomar um pouco de ar era sempre nas redondezas do mesmo e dentro de suas muralhas. Kitsume jamais havia conhecido o mundo exterior, dele sabia apenas as historias que encantavam suas noites e permeavam sua imaginação. A jovem princesa encontrara seu amor nos livros, e para dar a filha esse pequeno prazer Sugikawa comprava todos os livros e os dava de presente a menina, que sempre sorria de contentamento e abraçava o pai com amor.

Kitsume era tudo para Sugikawa e por ela o lord faria qualquer coisa. A filha ainda o fitava com preocupação repetindo a pergunta ainda mais aflita.

- Algo aconteceu papai? Algo o esta machucando...?

Sorrindo ele passou a mão na cabeça da filha, e foi com dor no coração que se viu obrigado a mentir para ela.

- Nada meu amor, estava apenas pensando demais. Vá descansar, não deveria estar em pé a essa hora da noite... é tarde.

Obedientemente a menina se afastou, mas não sem antes dar um beijo amoroso na bochecha do pai. Sugikawa observou a filha se afastar ate fechar a porta desejando uma boa noite.

A verdade é que algo afligia profundamente Sugikawa, mas ele preferia morrer a preocupar sua pequena e amada filha.

Sim, as suas muralhas poderiam ser grosas e resistentes, seus soldados bem treinados e armados. Não havia exercito que poderia significar ameaça para sua fortaleza, com exceção de um.

Um exercito formado por apenas sete homens.

18 de Novembro de 2019 às 14:46 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Suikotsu

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 8 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Mais histórias

Em um futuro hostil Em um futuro hostil
Bad Type Bad Type
Namorado? Namorado?