Dona de Mim Seguir história

F
Fernanda França


Luma precisa lidar com as dificuldades da maternidade e com as expectativas de sua vida pessoal e profissional, após o nascimento do pequeno Rubem. Ela só quer se reinventar, mas descobrirá que além de um novo horizonte, a vida também pode lhe trazer uma nova oportunidade para amar. Revisão de texto: Isadora Duarte


Romance Romance adulto jovem Todo o público.

#faculdade #herança #amizade #criança #fuga #relacionamento-abusivo #romance #conflitos #familia
0
618 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 10 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Nunca pensei que após a formatura tudo pudesse mudar da forma que mudou. Quando somos jovens pensamos e criamos mil fantasias sobre o que faremos, qual profissão seguiremos, como será nosso casamento com aquele que estamos enamorados no momento.

Achamos que tudo é uma grande farra, e que crescer pode ser algo para se pensar depois dos vinte anos.

Bem, para mim a coisa foi bem diferente.

Aos 18 anos já estava grávida, sem o apoio daquele que pensei que me amava; e vendo a decepção estampada nos olhos do meu pai. Foi um período muito difícil.

Talvez, se não fosse por minha mãe e por Lia, eu não tivesse conseguido enfrentar todas as barreiras que a maioria das meninas desta idade enfrenta quando engravidam. Não pense que eu não queria mais pra minha vida, pois queria, só não temos controle de tudo; principalmente se eternizamos demais as pessoas e as situações.

Sei que fui ingênua e sonhadora. Devia ter me cuidado mais, porém nem sempre o coração obedece à nossa razão e hoje vejo isso claramente no rostinho rosado do meu pequeno Rubem. Ele é meu bem mais precioso e é pra dar um futuro melhor a esta pessoinha inocente que voltei aos estudos.

Minha mãe ficava com ele pela manhã, enquanto eu repassava as matérias dadas no cursinho com meu pai. Aliás, nossa relação melhorou muito nos últimos meses, somente após o nascimento do neto que o coração do meu velho amoleceu de vez.

É triste decepcionar quem amamos e acho que nunca me perdoaria se perdesse a amizade e cumplicidade que sempre tive com meu pai.

Eu e dona Íris nunca tivemos muita afinidade, o que é engraçado, claro que a amo e sei que o sentimento é recíproco, mas se tem algo que a gravidez me deu de presente, além do meu filhote, foi o fato de nos reencontrarmos como mãe e filha. Sei que posso contar com ela pela vida inteira.

Depois de muito estudo e três tentativas, finalmente consegui vaga para uma faculdade perto de Primavera. Web Desing.

Sempre gostei de inventar coisas e o mercado tem sido bastante promissor nesta área. Será uma ótima forma de conquistar a tão sonhada independência financeira e desafogar um pouco os meus pais.

Eu apenas não contava com as grandes surpresas que ainda viriam pelo meu caminho. Só tinha uma certeza em meu coração: eu precisava continuar sendo dona do meu próprio caminho.

Somente, Dona de Mim.

1 de Novembro de 2019 às 21:54 0 Denunciar Insira 0
Continua… Novo capítulo A cada 10 dias.

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~