Quatro Cavaleiros Seguir história

animafox

A estória ainda permanece em desenvolvimento. Para um melhor entendimento ou apresentação da proposta deste livro, veja Introdução do mesmo.


Pós-apocalíptico Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#místério #378 #drama
2
900 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Introdução

Antes de mais nada, gostaria de esclarecer que neste livro, não irá encontrar um protagonista repleto de boas características assim como boas ações, atos heroicos ou altruístas. Espero que tenham o entendimento de que nem todas as boas ações são feitas por pessoas boas, ou boas intenções; aliás, “de boas intenções, o inferno está repleto”. Já se questionou sobre o que alguém faria se tivesse o anel de Giges? Sim, aquele que o tornaria invisível, o mesmo que tornou um pastor em um assassino e tirano. Certamente, pensou que se alguém o tivesse agiria de maneira imoral, egoísta, que seria corrompido pelo poder e talvez, esse alguém, achasse que ele próprio fosse a justiça e a moral. Agora mesmo minha suposição sendo adversa da sua; depois do que você pensou e o porquê pensou sobre esse alguém, o que você faria e por que faria?


Provavelmente você deve ter percebido, obviamente não agora, que nem tudo o que você faz é o que você pensa em fazer. Suas ações não são um reflexo direto de deus pensamentos. Sabendo disso agora e aceitando como algo fortemente verídico, o que pensam os outros à sua volta já que aquilo que pensam não é o que fazem? Se tudo o que fazemos é regido por condutas morais e medo de futuras punições, o que faríamos se essas mesmas não existissem? Ou seria você uma pessoa virtuosa e bondosa naturalmente? Mas o que fariam as pessoas maliciosas por natureza com alguém tão bondoso? Afinal de contas você é bondoso por pensar coisas bondosas, por fazer coisas bondosas, por ter de ser bondoso ou por medo de ser maldoso?


O “Quatro Cavaleiros” é uma constante ida e vinda sobre essas questões, além de te trazer para o desconfortável mundo de pensamentos de um jovem adulto, normal para uns, incomum para outros que o conhecerem, ou melhor dizendo, conhecerem suas ações assim como seus pensamentos diante de uma situação que atualmente vem sendo recorrente dentre vários escritores e diretores, um mundo pós-catástrofe, entretanto, prefiro chamar este mundo ou estilo de Giges. O que você faria se tudo que conhece como justiça, regras, leis e punições deixassem de existir ou simplesmente perderem a sua onisciência? Se o mundo se tornasse pequeno novamente, voltássemos a nos portar como no início das sociedades humanas; qual seriam as leis e quem as validaria? Voltaríamos ao Código de Hamurábi ou algo do gênero ou tentaríamos reerguer o mundo que ruiu sobre si mesmo aos mesmo moldes?


Espero que a leitura seja agradável e de certa forma, envolvente.

Silas A. F. Carneiro

16 de Outubro de 2019 às 22:40 2 Denunciar Insira 1
Leia o próximo capítulo Capítulo 1: O fim

Comentar algo

Publique!
JD Joana D'
Nossa. Gostei das perguntas que fez e de fato fiquei pensando sobre. Seu livro tem potencial, cara.

~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 10 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!