O EXERCÍCIO DO AMOR Seguir história

debrittus Maykow Debrittus

O Exercício do Amor vem para nos mostrar porque a Depressão e considerada a doença do século e se não tratada pode levar ao suicídio, nos mostrar também que o Amor de uma Mãe pelo seu filho pode ultrapassar quaisquer barreiras do tempo e é capaz de mostrar todas as belezas da vida. O livro narra à história de um homem que desde criança era assombrado por pensamentos para tirar a própria vida, por mais que a vida lhe mostrasse bela e perfeita, esses pensamentos sempre fizeram parte da sua vida. Você vai sentir todo drama, medo e angustia de uma pessoa com depressão, seus desesperos e aflições, do que adianta ter um corpo perfeito e uma mente doentia. Acordar todos os dias e ter a difícil missão de decidir entre viver ou cometer o crime mais bárbaro de todos, tirar a própria vida! Cada amanhecer vivo será apenas mais uma batalha vencida, mas a guerra ainda está longe de acabar. A vida de cada pessoa pertence a Deus e somente Ele tem o direito de tira-la.


Drama Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Acervo EDA -778317, em 29/06/2018

#drama #depressão #suicídio #debrittus
1
973 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quintas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

O AMIGO

Desde criança tive um Amigo que sempre me acompanhou.

Às vezes ele desaparecia por um tempo e depois, para minha alegria, retornava com aquele semblante de felicidade e alegria.

No início, achava muito estranho que meus pais não o viam, por vezes ele ficava ao lado deles os observando e os mesmos fingiam que ele não estava ali, simplesmente o ignoravam, como se ele não existisse, neste momento me ocorria um sentimento de raiva que logo era reprendido pelo Amigo.

Lembro-me de ver meus pais conversando diversas vezes dizendo que isso era coisa de criança e com o tempo passaria. Com o tempo até pensei que estava ficando louco, às vezes me pegava conversando com ele e, quando percebia, havia várias pessoas me observando de maneira assustada e estranha.

Chegou um momento em que meus pais procuraram um psicólogo para fazer acompanhamento e mais tarde um psiquiatra. Passei a tomar diversos remédios com o simples objetivo de fazer com que meu Amigo desaparecesse da minha vida. Não entendia a necessidade disso, pois ele nunca me fez mal, pelo contrário, sempre que estava triste ou tinha a intenção de fazer algo errado, ali estava ele me reprimindo e auxiliando.

Conforme fui crescendo passei a não ver mais o Amigo, apenas sentia sua presença e, em algumas situações, o escutava. Lembro-me de algumas situações inusitadas que ficaram guardadas dentro da minha mente e coração em que ele me auxiliou e ajudou.

Certa noite sai de carro para assistir a um show e ao retornar por volta das 03h da manhã, vinha dirigindo bem devagar devido o cansaço e já próximo de casa em um cruzamento vejo um Gol Branco virar e ficar atrás do meu carro, lembro de ir para outra pista para dar passagem, mas o mesmo seguiu sem me ultrapassar.

Quando entrei na rua em que moro, notei que ele também entrou, segui até o final da rua e parei do lado oposto à casa dos meus pais, pois na época não havia portão eletrônico e sempre parava do outro lado para abrir o portão.

Assim que parei notei o carro passando com quatro pessoas dentro do carro, até fiquei reparando para ver se não era nenhum conhecido, mas alguns no momento até viraram o rosto e pararam na casa a frente, assim que desliguei o carro e abri a porta escutei a voz do meu Amigo dizendo:

— Entra no carro, rápido! Liga o carro e sai logo daí, você está correndo risco de vida.

Neste momento senti calafrios por todo o meu corpo, voltei para o carro, liguei e sai em disparada para o susto dos ocupantes do outro veículo. Assim que pude, virei a direita e entrei em outra rua, parei e desliguei o carro, pude ver o outro carro passando direto, liguei para o meu pai e apenas pedi para ele abrir o portão que depois explicaria o que havia acontecido e assim ele o fez, em poucos instantes estava dentro de casa a salvo, graças ao meu Amigo.

Em outra situação estava indo pescar com um primo, saímos por volta das 04h30min. Ainda estava muito escuro, mas queríamos chegar cedo ao local da pesca, estava dirigindo quando ao entrar em uma curva escutei novamente uma voz:

— Assim que fizer a curva, vá para a outra pista, tem um animal na pista.

Na hora que acabei de escutar estava acabando de fazer a curva e no mesmo instante joguei o carro para a outra pista, foi quando pudemos ver um cavalo solto, na hora meu primo ficou assustado como eu havia conseguido ver aquele animal todo preto naquela escuridão e como eu tive reflexo para virar, mal sabia ele que havia sido alertado há poucos instantes atrás.

Houve um fato em que queria ir ao shopping comprar um presente para minha namorada e fiz de tudo para meu colega ir comigo, o mesmo ficou até chateado de tanto que forcei a barra, compramos o presente e estávamos dentro do carro, havia acabado de abaixar o vidro e escutei novamente meu amigo me auxiliando:

— Fecha o vidro rápido, vocês correm perigo.

Na hora que fui fechar, chegou um homem e colocou as duas mãos no vidro e abaixou, na hora meu coração acelerou, dessa vez não havia conseguido atender ao pedido a tempo.

— Para onde vocês vão, estão indo naquela direção?

— Não! Estamos indo na outra direção.

A todo o momento em que ele conversava ficava observando meu colega ao meu lado.

— Estou com minha esposa passando mal e preciso de uma carona para levá-la.

— Se ela está passando, você pode pedir ajuda ao segurança do Shopping, olha ali um que vem vindo.

Nesse momento ele se levanta e pude ver um revólver em sua cintura, neste momento por impulso buzinei para o segurança. Ele se assustou e disse que não precisava e no, mesmo instante, se afastou do carro.

Neste momento, aproveitei e sai, mas antes de ir embora parei em outro segurança e alertei o fato ao mesmo. Mais tarde descobri se tratar de um detento em fuga e que a polícia havia conseguido prendê-lo novamente. Este fui o último episódio que tive o auxilio do meu Amigo, passaram-se vários e vários anos sem sentir a presença dele em minha vida.

Comecei a escrever um livro e tive uma experiência extraordinária e única. Lembro que sempre escrevia em determinado horário e local. Era como se escutasse alguém ditando as palavras e eu apenas ficava ali digitando no computador, redigia várias e várias páginas e só depois tinha a noção do que estava escrevendo.

Certo dia veio uma vontade grande de escrever, mas estava ocupado e não tinha como escrever, mas aquela vontade era mais forte até o momento em que parei e fechei os olhos e em pensamento perguntei:

— Quem está me auxiliando e ajudando a escrever este livro? — Tenho a certeza de que estou tento ajuda!

E a resposta para minha surpresa veio em minha alma e coração.

— O Amigo! — Fiquei sem reação no momento, não pude deixar de lembrar-me de todos os momentos que passei, todas as situações que ele me alertou, não me contive e continuei:

— Por que a pressa?

— Meu tempo aqui está acabando, estou retornando! — Meu coração acelerou, quis saber onde ele esteve todo esse tempo, porque havia desaparecido, o que havia feito durante todo esse tempo e de onde estaria retornando, mas apenas perguntei:

— Qual o motivo do livro?

— Vou precisar dele quando retornar. — Depois dessa resposta fiquei meio que paralisado, sem saber o que fazer apenas fiquei pensando em todas as situações que havia passado, em todos os momentos que ele me ajudou e ali estava eu podendo retribuir de alguma maneira todo auxilio que ele me deu durante minha vida.

Continuei escrevendo até finalizar o manuscrito e desde o dia que escrevi a última frase ele desapareceu, nunca mais senti sua presença ou escutei sua voz, mas sempre agradeço a Deus a presença dele na minha vida e principalmente por ter me dado à oportunidade de ajuda-lo também escrevendo esse magnifico livro .

10 de Outubro de 2019 às 19:02 0 Denunciar Insira 2
Leia o próximo capítulo O INÍCIO

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 7 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!