Conto
0
644 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Só nós

A chuva caia forte lá fora parecia um dilúvio era assustador o barulho que ecoava naquela quadra uma mistura da chuva e das cortadas que eu dava na bola.

Meu corpo todo queimava era bom aquela sensação depois de me tornar capitão apos a formatura dos seniores e Jia Jun ficar incomodado com a escolha e ter saído do time com isso fico até mais tarde treinando não quero desapontar aquele que me treinou e me ensinou a amar este esporte.

Sinto um corpo molhado me abraçando quando me viro meus olhos encontram outro par de olhos que amo tanto e sentia falta.

Xia Yu- O que faz aqui todo molhado?

Zi Xuan- Estava com saudades do seu cheiro, pele de tudo que amo em você.- Ele beija minha testa.

Éramos só nós naquela quadra e isso já me bastava ter meu namorado com aquela camisa molhada marcando cada músculo do seu corpo me exitava muito estava me controlando para não o possuir ali mesmo.

Zi Xuan- O que tanto esta pensando?

Xia Yu- Quero-te fuder como não tinha feito antes.- Seus óculos embaçam com a minha proximidade é bom o ver vermelho.

Zi Xuan- Acho que já matei a saudade vou indo.- Ele vira as costas pra mim o perigo pra ele só aumenta amo as suas costas com aqueles ombros largos.

O puxo pela gravata até o meio da quadra quero o ter ali e não vou me importar com o mundo lá fora, ele fica meio desconfortável parecíamos dois fora da lei ali quebrando regras. O deixei ali e fui fechar a porta do ginásio não quero incomodo no que estou prestes a fazer.

O analiso de longe ele todo tenso sem saber onde por as mãos parecia uma criança prestes a levar uma bronca e isso só me animava mais para tê-lo ali naquela quadra no ginásio onde tudo começou.

Caminhei lento não queria presa só o torturar um pouco e me torturar junto uma brincadeira perigosa.

Quando cheguei perto dele passei minha mão por seu corpo frio por causa da roupa molhada o virei para mim tomando seus lábios em um beijo calmo mais cheio de desejo. Parecia o nosso primeiro beijo era uma comoção de borboletas no meu estomago se eu parasse o beijo com certeza elas voariam de dentro de mim preenchendo aquele lugar.

Começo a desabotoar sua camisa deslizando furtivamente minha mão por sua pele branca e macia seus mamilos estão saltado por causa do frio me deixando ainda mais com tesão.

Deslizei minha boca pelo eu pescoço a ultima arca que fiz nele já sumira a um bom tempo chupo seu pescoço quero que ele sempre lembre que tem um namorado e deixar os caras da faculdade dele bem longe.

Zi Xuan- Está me torturando assim.

Xia Yu- Deixa-me quero aproveitar mais esta área.- Digo dando uma ultima mordida em seu pescoço descendo para os seus mamilos rosados.

Minhas mãos vão para a sua bunda e depois para o cinto retirando tudo que atrapalha meu caminho o deito naquele chão frio e sei que ele vai resmungar depois. Pego mordo envolta do seu umbigo e retiro ultima peça que me impedia de ver seu penis.

Retiro as minhas que me impedem de me afundar nele o olho no olho quero registrar sua feição de excitação em quanto me enterro nele, o sexo é meio desajeitado, pois estamos no chão sem nem mesmo um colchonete. Ele esta mais quente e apertado do que da ultima vez é difícil me controlar e não o fuder sem parar.

Meus olhos só focam nele aquele corpo branquinho que é todo meu e que eu amo tanto gemia de uma forma desconexa me deixando mais e mais excitado.

O suor escoria por meu corpo não muito diferente do outro corpo a minha frente era visível meu cansaço mais eu ainda tinha que dar prazer aquele homem que gemia meu nome tão docemente.

Gozei dentro dele preenchendo aquele espaço tão apertado peguei seu penis e comecei a chupá-lo era grande mais eu dou conta ele veio rápido gozando na minha boca.

Lambi os meus lábios e deitei ao seu lado sabia que aquele encontro era rápido mais ele me surpreendeu quando se virou e sentou em meu colo.

Zi Xuan- Vamos para minha casa?

Não pensei duas vezes iria ter ele só pra mim a noite toda tinha que colocar o cansaço de lado e me entregar ao prazer.

30 de Setembro de 2019 às 13:05 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~