angelitsa Angelitsa

Quantas realidades podem existir? E se tudo tivesse sido diferente... E se tudo tivesse sido pior... Ou melhor! Se eu tivesse outra vida você ainda me amaria? Eu não sei viver onde você não está Só existo para estar com você. Pois no meio dessas ilusões Somente o seu amor era real. Dos “se’s” da vida, alguns poderiam ser bem cruéis. Em quantas vidas você seria minha?


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#fanfic #shoujo #258 #sakura #sasusaku #sasuke #naruto #novela #drama
2
3.9mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

E se eu não fosse ninguém?

Dos caminhos que seguia aquele era o que mais evitou durante toda sua jornada.

Viu destruição, viu recomeços, viu ganância, desespero, esperança, amor...

E dentre todos os sentimentos este era o que mais o atormentou ao longo da vida, não se sentia merecedor do mesmo.

O amor fora sua ruína e de todo seu clã.

Não sentia que aquelas pessoas mereciam alguém como ele.

Quebrado, duro, caído, destruído.

Nada de bom tinha vindo dele até então.

Poderia proteger aquela Vila um milhão de vezes que esse sentimento não o abandonava.

Talvez eles estivessem melhor sem ele.

Mas com toda certeza seu amigo cabeça oca jamais o perdoaria se deixasse de ir em seu casamento. Quem diria que a tímida garota Hyuuga conquistaria o coração do loiro hiperativo número um do mundo ninja.

Estava feliz por ele.

Havia partido com uma promessa de retorno e iria cumpri-la

Afinal sempre cumpria suas promessas.

Estava distante da Folha e se apressava para chegar a tempo.

Em seu caminho ajudava quem precisava independentemente de quem fosse, e sua espada só era desembainhada contra aqueles que queriam fazer o mal contra inocentes.

E naquele dia não foi diferente, logo pela manhã enquanto descansava encostado em uma arvore enrolado em sua capa, pôde ouvir o trio mal-intencionado ir contra um vilarejo pequeno e quase sem proteção.

Reflexos da guerra de outrora.

Após defende-los lhe ofereceram abrigo e comida, mas naquele dia não poderia aceitar, tinha um compromisso em sua vila.

E enquanto pulava pelos galhos não pode deixar de pensar na jovem de cabelos rosados.

Nos últimos dias se pegava pensando em como seria se tivesse ouvido suas súplicas e ficado em Konoha, como estariam hoje?

Seu irmão ainda estaria vivo?

E como seria se eles, aqueles dois, simplesmente tivessem desistido dele...provavelmente o rumo de sua vida seria outro, mais sombrio talvez? Nunca saberia.

E se sua família nunca tivesse sido assassinada? Teriam realmente dado um golpe contra a vila? Teriam traído seu povo e tomado o poder? Talvez numa realidade assim nem chegaria a conhecer seus companheiros do antigo time 7

Mas o que mais o sondava era a última etapa de sua meta de criança.

A reconstrução de seu clã.

Depois de tudo que viveu essa meta parecia a mais distante de todas.

Mesmo parecendo tão simples.

Não era simples, envolvia outro alguém e ele não sabia se queria meter essa outra pessoa em seu mundo sombrio e sem vida.

Porque era isso que existia perto dele

Sombras e mais sombras...

Sombras de antepassados cruéis

Sombras de parentes mortos

Sombras de desejos insanos.

Estreitou os olhos tentando focar em seu caminho

Seria tudo tão diferente em outra vida...

Sentiu a vista ficar levemente turva.

Balançou a cabeça e voltou a enxergar os galhos diante de si.

Outra vida!

Martelava em sua cabeça

Então sentiu uma fincada na cabeça e sua vista escureceu de vez.

Não chegaria a tempo para o casamento de Naruto.


Quando abriu os olhos sentiu a cabeça pesada e uma leve ardência no olho .

-Oe! Teme, que susto você me deu!

-Onde eu estou?

-Está na minha casa.

Sasuke se sentou e levou a mão a cabeça, então se deu conta do local.

O apartamento estava diferente do que se lembrava, mas não era para o loiro estar ali.

-Você não tinha que estar se casando?

Naruto arregalou os olhos se afastando

-Tá louco Teme, da onde tirou isso?! Eu, me casar?

E o viu levar a mão a barriga rindo divertido

-Acho que você exagerou na bebida ontem, eu disse pra não apostar com Shikamaru, mas você nunca me ouve.

Nada do que o amigo lhe dizia parecia fazer sentido.

Ouviram batidas na porta, aquilo soou como marteladas na cabeça do Uchiha.

-Já vai!

Então o loiro se afastou indo até a porta, quando a abriu pode ver outro ser de cabelos amarelos se jogar sobre Naruto.

-Naruto-kun!

-I-Ino! Não esperava você aqui tão cedo.

O Jinchuriki abraçou a Yamanaka e olhou para Sasuke que apenas encarava os dois sem entender.

Naruto parecia lhe pedir ajuda com o olhar.

-Vim ver como você estava já que não foi me ver ontem.

-Estive ocupado com os rapazes.

-Hm...eu fiquei com saudades

A cena a seguir fez o último membro do clã Uchiha erguer a sobrancelha incrédulo

Ino selou os lábios nos de Naruto que correspondeu a altura.

Quando se separaram o loiro sorriu sem graça

-Ino, Sasuke está aqui.

Finalmente a loira pareceu notar sua presença.

-Ah, oi Sasuke.

Disse sem muita emoção

-Hm...

Foi tudo que respondeu já se levantando

-Eu vou ao banheiro.

-Tudo bem, sabe onde fica.

Então se encaminhou rapidamente para a porta adjacente a da cozinha rogando para que a mesma ainda fosse a do banheiro

Deu graças quando constatou que era.

Olhou-se no espelho e notou os cabelos mais curtos do que usava ultimamente, seu corpo estava mais robusto não demonstrando a magreza da peregrinação constante, ainda lhe faltava um braço.

Afastou a franja do olho lilás, seu rinnegan ainda estava lá.

-Sabe que não gosto que ande com Sasuke, ele não é uma boa influência pra você. Sempre com uma mulher diferente, eu não gosto disso!

-Ino, Sasuke é meu amigo de infância, vai ter de se acostumar com ele.

Ouviu os dois conversando

O que aquela loira estava dizendo?

Ele, Sasuke Uchiha sempre com uma mulher diferente?

Desde quando?

Abriu a torneira e molhou a mão para logo em seguida passa-la pelo rosto e pescoço, voltou a se admirar no espelho.

Algo definitivamente estava muito errado.

E iria descobrir

-Eu já vou.

Disse assim que pôs os pés novamente na sala.

-Tem certeza que já está bemTeme?

-Mesmo se não estivesse...

E então passou pela porta deixando os dois sem dizer mais nada.


Assim que saiu do prédio de Naruto notou que o local tinha a fachada diferente do que se lembrava, olhou para a rua e viu o movimento, estava cheio.

Deu os primeiros passos e ouviu seu nome ser chamado.

-Sasuke-kun

Só havia uma pessoa que o chamava daquela maneira tão doce, e assim que se virou percebeu que não era ela.

-Hinata?

Franziu o cenho sem entender

-Como está nessa manhã?

Ela tinha as bochechas coradas ao falar com ele.

-Bem, eu acho.

-Que bom!

Sorriu satisfeita.

-Gostaria de dar uma volta com...

Mas foi interrompida pela voz do loiro escandaloso

-Ei Teme!

Naruto se aproximou.

-Temos que ir ao gabinete do Kakashi-sensei. Você saiu com tanta pressa que esqueci de dizer. Ah, oi Hinata.

-Oi Naruto.

A Hyuuga respondeu com ar desanimado.

E o Uchiha ergueu a sobrancelha mais uma vez

Aquela era mesmo Hyuuga Hinata?

A que praticamente desmaiava sempre que seu amigo simplesmente chegava perto?!

-Então, vamos?

-Vamos.

Disse por fim

-Até mais ver, Hinata.

-Até Sasuke-kun.

E recebeu um sorriso tímido da mesma

Então passaram a caminhar lado a lado

-Cara, a Hinata não desiste mesmo de você, quanto tempo vai ficar a iludindo?

-Não sei do que está falando Dobe.

E realmente não sabia.

-Manter ela em banho maria assim é cruel até pros seus níveis, você não fode e nem deixa outro foder!

Aquele era Naruto falando de sua futura esposa?!

Sasuke o encarou de rabo de olho.

-Que foi, falei alguma mentira? Aliás, obrigado em não me ajudar a me livrar da Ino agora a pouco, muito amigo você!

-Está mesmo com a Ino?

Naruto parou

-O que deu em você? Está estranho hoje, não fez nenhuma piada sem graça, não cantou a Hinata pra deixa-la sem graça...que foi, chupou limão?

A medida que ele ia falando Sasuke ia percebendo que tudo aquilo era um grande absurdo e tinha realmente alguma coisa muito errada.

Então seus olhos caíram mais adiante.

E Sasuke se surpreendeu com a imagem que viu.

Lá estava ela, a figura rosada dentre as barracas de rua, parecia entretida escolhendo flores.

Sentiu certa familiaridade quando a observou recolher um ramalhete e levar ao rosto para apreciar seu aroma.

Deixou o amigo falando sozinho e se encaminhou naquela direção

-Ei Teme, aonde você vai?

Parando a poucos centímetros da figura pequena, viu que pouco mudara em seu tempo de afastamento da vila.

Os cabelos cor de rosa estavam mais longos do que se lembrava, passando a linha dos ombros, a franja pendia solta e nenhuma faixa lhe segurava os fios rosados.

Nunca havia visto os fios rosados tão livres.

O vestido floral de alças finas acentuava o frescor de sua pele.

O vento soprou e as melenas cor de rosa se mexeram, os dedos finos tentaram segura-las, uma tarefa que parecia em vão.

Foi então que ela viu a figura do homem grande a seu lado.

Se sentiu levemente constrangida com a intensidade daquele olhar

-Sakura...

Ele disse por fim

O som da voz grave e soturna saiu baixa

Por fim ela franziu o cenho

-Desculpe, você me conhece?

E aquilo sim o desnorteou

O Uchiha respirou fundo e continuou

-Sou Uchiha...

-Sasuke! Eu sei.

Ela completou

Então suavizou a expressão e sorriu

-Todos sabemos o que fez pela vila e pelo mundo durante a guerra.

Ele nada dizia, apenas permanecia imóvel, se lembrava daquele sorriso.

Os olhos verdes então se desviaram para as flores em suas mãos.

-Fico lisonjeada que saiba meu nome.

Como ele não saberia o nome dela? Era Sakura ali...

-Haruno Sakura

Disse simplesmente

Ela voltou a olha-lo abismada

-Isso mesmo.

Então sentiu a mão do amigo em seu ombro

-Vamos Sasuke, Kakashi nos espera.

E sentiu o puxão, Sasuke se mexeu mas continuou com o olhar sobre o dela.

-Foi um prazer conhece-lo, Uchiha-sama.

A rosada disse de maneira formal

-Igualmente

Respondeu tão baixo que nem soube se ela chegou a ouvir

Apenas se virou após outro puxão do loiro em seu ombro

-Conhece a rosadinha? É bonitinha.

Naruto disse passando o braço pelo ombro do moreno

-Não, não mais.

Respondeu sem nem se importar com o contato excessivo do outro

Aquela não era a Sakura que conhecia

A Sakura que havia deixado com uma promessa...

E agora mais do que nunca tinha certeza, aquilo tudo estava muito errado.

Quando chegaram no enorme prédio do líder da Folha se sentiu um pouco mais aliviado, pelo menos Kakashi ainda era o Hokage.

Naruto nem sequer esperou para serem anunciados, foram logo entrando.

-Você não tem mesmo modos, não é Naruto!

O copy ninja estava sentado detrás da mesa coberta de papeis.

O jinchuriki apenas sorriu travesso

-Então Kakashi-sensei, qual a boa de hoje?

Assim que o ninja cinzento deixou o olhar cair sobre as duas figuras diante de si pode ver a sutil diferença no Uchiha.

-Algum problema Sasuke?

O moreno nada respondeu

-Kakashi-sensei, o Teme só acordou mais azedo hoje.

Então o Hokage se levantou e se encaminhou para diante da enorme mesa, apoiou-se na mesma e cruzou os braços.

-Um pergaminho secreto precisa ser levado de Konoha a Suna o quanto antes, preciso dos melhores nisso.

Naruto sorriu satisfeito.

-Conte com a gente!

-Você vai Naruto, Sasuke fica.

-O que? Mas, Kakashi-sensei, o Teme e eu sempre fazemos esse tipo de missão juntos!

-Vá Naruto, eu vou ficar bem.

-Teme?!

O loiro o olhava indignado.

Sasuke o mirou sem dizer mais nada

Naruto estranhou o olhar do amigo

-Are...tudo bem.

-Chame o Shikamaru aqui, diga que tenho uma missão pra vocês dois, ele será seu companheiro.

-Como quiser Kakashi-sensei.

O ninja antes eufórico se virou e se encaminhou até a porta, mas antes de sair olhou mais uma vez para a figura parada diante do ex professor.

Quando por fim ficaram sozinhos Kakashi descruzou os braços e perguntou

-O que houve?

Sasuke não sabia por onde começar, talvez ele fosse o único que pudesse o ajudar.

-Você engravidou alguém?

-O que? Não, é claro que não! Dá onde vocês estão tirando essas ideias?!

Levou a única mão ao cabelo os atrapalhando

-Então o que foi? Está estranho desde que cruzou aquela porta, você é tão eufórico quanto Naruto e agora, parece um zumbi.

Tão eufórico quanto Naruto? Definitivamente estava em algum tipo de universo paralelo

Suspirou e começou

-O que diria se eu te dissesse que não sou desse lugar, que sou de algum tipo de universo diferente onde as pessoas se comportam de outra forma das daqui?

-Hum...

Kakashi se desencostou da mesa e se aproximou mais

-Saiu pra beber com Naruto ontem outra vez não foi?

Sasuke soltou o ar irritado

-Eu não estou bêbado! É a verdade. De onde eu venho, você foi professor do Dobe, da Sakura e de mim.

-Sakura?

Questionou o mais velho

-Sim, Sakura.

-É alguém importante?

Ela era importante?

-O que importa é que aqui nem ninja ela é!

Kakashi respirou fundo e se afastou de volta para sua mesa

-Bom, se tudo que me diz é verdade, qual a última coisa que se lembra antes de acordar aqui, nessa realidade?

-Eu estava indo pro casamento do Naruto com a Hinata.

Kakashi travou antes de se sentar.

-Naruto e Hinata?

Pode vê-lo sorrir incrédulo por detrás da mascara

Sasuke franziu o cenho

-Desculpe, prossiga. Disse se sentando finalmente

-Então eu senti a vista turva e apaguei, quando acordei já estava aqui.

-E sentiu alguma coisa quando acordou?

-Um incomodo na cabeça e uma dor no olho.

Kakashi pareceu ponderar

-Qual olho?

Sasuke acompanhava o raciocínio do antigo professor

-Do rinnegan...

Ambos se encaravam

-Não é possível, é?

-Se você é mesmo de outra realidade e está aqui, então é possível.

Milhões de coisas passavam pela cabeça do moreno mas nenhuma parecia fazer sentido.

-Não foi intencional.

-Então você tem mais poder do que imagina.

O copy ninja observava o ex aluno a sua frente, definitivamente aquele não era Sasuke, não o que conhecia, não o que vivia fazendo apostas com Naruto, tanto que perderam um braço, cada um, na última grande guerra. O Sasuke que conhecia havia superado o trauma de família e passado bons momentos ao lado do irmão mais velho, até a morte do mesmo na mesma guerra, fazia piadas de mal gosto e vivia com uma garota diferente, até a hora que finalmente daria uma chance a garota Hyuuga que o admirava desde a época da adolescência.

Esse Sasuke a sua frente demonstrava sofrimento, uma tristeza, lhe faltava algo, um brilho, amparo...

Amor talvez.

Mas tinha poder, podia sentir, muito mais do que ele, o próprio Hokage.

-Não sei se posso lhe ajudar a voltar a sua realidade, mas o aconselho a focar no que estava em sua cabeça no momento em que apagou, talvez isso seja a chave de alguma forma.

O Uchiha pareceu ponderar

-Obrigado

Disse já se virando

-Boa sorte

Ouviu o ex professor dizer antes que cruzasse a porta de madeira maciça

Em que pensava quando se transportou para aquela realidade?

Em chegar rápido ao casamento de Naruto.

Não, não era isso, seus pensamentos estavam mais complexos, mais perturbadores...

Caminhava pela vila deixando suas pernas o levarem, andava rápido, quase corria...

Uma vida diferente, era nisso que refletia enquanto pulava os galhos vindo para vila

-Uma vida diferente

Disse e mais uma vez sentiu a vista turva

Quando deu por si tinha ido para as ruínas demolidas de seu antigo clã

Mas não pode chegar a apreciá-las realmente

Pois tudo ficou escuro mais uma vez.


CONTINUA...

17 de Setembro de 2019 às 13:58 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo E se eu fosse de outro?

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 6 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!