Final Warning Seguir história

maria-clara-cruz Maria Clara Cruz

Hanna namora Kevin,quando descobre que ele mentiu por dois anos sobre isso,ela descobre que ele é casado.Sua esposa também descobre a traição e as duas se juntam para se vingarem do canalha. Hanna só não contava em se apaixonar por Dave,o irmão da esposa de Kevin. Capa da fanfic feita pela BitchPlease do Fuck Designs <3 obrigada neném!


Fanfiction Filmes Para maiores de 18 apenas.

#seulgi #final-warning #joe-keery #original-fic
0
3.5mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quintas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Narrador Pov On

Hanna não estava feliz. Nenhum pouco. Ela nem sabia do porque ter começado um relacionamento com aquele traste. Ela nem gostava dele. Ela estava carente na época em que se conheceram. Kevin não era tudo aquilo que ele se passou quando eles se encontraram pela primeira vez. Porque os homens não poderiam simplesmente mostrarem suas verdadeiras faces logo? E depois eles que não entendem as mulheres...

Então Hanna decidiu dar um ponto final. Estava cansada daquele canalha tratar ela como se ela fosse uma criança e um objeto. Isso Hanna não era. Então ela esperou na sala de espera do escritório dele. Mas antes de avançarmos deixe-me falar sobre Hanna.

Hana Yong, 23 anos, nasceu na Coréia do Sul, mas desde os 18 anos foi para Los Angeles, aprendeu a falar Inglês e foi atrás do seu grande sonho: ser uma atriz de sucesso.

A mãe de Hanna morreu quando Hanna ainda era bem pequena. Infarto cardiovascular. Então seu pai teve que cuidar dela sozinha. Porém Hanna sempre foi independente. Apesar de ter sido difícil de deixar seu pai já que ela é filha única, mas ela tinha que seguir o sonho dela, ela não deixaria isso escapar.

Voltando para os dias atuais, Kevin acaba de sair do escritório e Hanna esperou o resto dos empresários que falavam com ele e ela ergue as sobrancelhas. Ele logo a puxou pelo braço e ela desvencilhou nervosa com a atitude dele.

— Você ta me machucando! —ela gritou

— Eu já te disse pra não aparecer aqui — ele disse e ela ergue as sobrancelhas

— Não se preocupe, essa vai ser a última vez que eu estarei aqui — ela disse e foi a vez dele de erguer as sobrancelhas

— O que isso quer dizer? — ele perguntou

— Bem eu vim aqui pra terminar tudo. To cansada e essa atitude sua só aumentou minha vontade de terminar — ela disse o olhando séria

— Você não pode fazer isso — ele argumentou tentando pegar o braço dela braço de novo, mas ela conseguiu desvencilhar

— A próxima vez que você tocar em mim você fica sem mão — ela disse o olhando seriamente e jogou o anel na cara dele e saiu da sala batendo a porta, assustando quem estava no andar.

Hanna saiu do prédio com a consciência tranquila e como se algo tivesse saído de seus ombros, porém uma pessoa tinha ouvido a conversa. Uma pessoa que estava em choque com aquela cena e com as palavras que ouviu.

Como ele pode? Foi tudo o que ela conseguiu pensar. Depois de tantos anos juntos e ela não poderia acreditar. E pelo visto a garota, ou seja, Hanna, não aguentava mais ele também. Ela não ia confrontar ele. Não. Ela sabe que se ela fizesse isso ele iria mentir e mentir. Então ela seguiu Hanna, que tinha ido pra uma cafeteria não muito longe da empresa. Katherine parou o carro em frente a cafeteria, mas antes de descer sentiu algumas lágrimas caírem e ela logo tratou de limpá-las. Ela se sentia tão estúpida. E algo dentro dela diria que a garota não era a única na vida de Kevin. Ela respirou fundo e entrou na cafeteria. Seus olhos escanearam até achar a garota e lá estava ela com algum papel na mão enquanto o garçom entrega o frappucino e o lanche natural dela. Ela era linda e não parecia ser uma garota fácil de perder a paciência, ela parecia calma e não parecia triste por ter dito aquelas palavras ou nervosa por ele. Era como se ela tivesse tirado algo das costas dela. Kat respirou fundo e fez seu caminho até a mesa da garota. O choque e a tristeza tinham passado. Kat queria que ele pagasse pelo que ele fez.

— Oi. Posso me sentar? — ela perguntou com um sorriso forçado nos lábios e Hanna ergueu seus olhos até a mulher e assentiu com um leve e doce sorriso

— Claro — ela disse e gesticulou para que Kat se sentasse na frente dela e Kat agradeceu

— Eu vi o que você fez lá na empresa. Tá tudo bem? — ela começou e Hanna deu de ombros

—Melhor que nunca. Eu não preciso de ninguém me tratando como criança e bem, você viu o que ele fez. Ele nunca fez isso comigo, ele pode ser um babaca, mas nunca me tratou assim — ela disse e passou a mão no punho onde tava um pouco vermelho. Kat conseguia sentir o seu corpo gelar. Como ele pode trair e ainda por cima tratar uma garota, que parecia tão bacana, assim? — Você trabalha lá? — Hanna perguntou querendo desviar a atenção disso e também querendo saber do que porque ela queria saber sobre ela e Kevin

— Bem talvez possamos conversar num lugar mais particular, mas meu nome é Kat e bem, o Kevin é o meu marido — ela disse olhando pra garota, que parecia estática e chocada com a fala dela

—O que? — ela perguntou olhando pra mulher

27 de Junho de 2019 às 18:53 0 Denunciar Insira 0
Continua… Novo capítulo Todas as Quintas-feiras.

Conheça o autor

Maria Clara Cruz I'm your hell, I'm your dream I'm nothing in between You know you wouldn't want it any other way

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~