HELENA - Amor de um Semideus Seguir história

jandersonrs Janderson Rodrigues

Helena é uma semideusa que passou grande parte da vida sem saber sobre sua origem. Seu pai nunca foi presente, o que fez com que acreditasse em uma possível rejeição por parte dele. Sua mãe nunca quis que ela soubesse quem era, por isso nunca entendeu as coisas estranhas que sentia e o fato de nunca ter apaixonado-se por ninguém. A verdade libertaria um desejo e uma dúvida sobre sua cabeça. Uma passagem de conflitos começa a surgir na vida de Helena e a busca pelo seu verdadeiro amor torna-se prioridade.


Conto Todo o público.

#poderes #aventura #mitologia-grega #hades #eros #amor #conto #semideusa #semideus
1
3.7mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Sextas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

PRÓLOGO: Amor de um Semideus

"Do céu vem a luz de todo amor."

Não seria diferente com Helena, filha de uma humana (Bárbara), com um deus (Eros). Um romance proibido que teve apenas como fruto uma menina da pele cor da noite e dos olhos estrelados. Desejada por sua genitora desde o momento que foi concebida. Cresceu com a versão de que foi abandonada pelo pai ainda na barriga da mãe, o que não afetou sua evolução durante a vida, mas que agravou uma imensa curiosidade sobre a verdade. A criança recebeu este nome por nascer durante os primeiros raios da manhã, tornando-se assim "repleta de luz".


Helena não teve uma infância muito diferente da maioria, não experimentou coisas luxuosas, passou algumas dificuldades ao lado de Bárbara, porém sempre foi feliz. Sobreviveu as adversidades graças as suas qualidades de garota esperta e travessa. Aprontou muito durante a juventude, o que rendeu algumas marcas e experiências fundamentais em sua jornada.


Como uma semideusa, com o passar dos anos a moça foi desenvolvendo algumas habilidades herdadas do deus do amor. Além da beleza encantadora, a sua lábia e facilidade em convencer as pessoas eram de invejar. Obviamente isso nunca chamou a atenção de ninguém, incluindo a própria Helena. A única atenta aos sinais era sua mãe que já notava as peculiaridades desde as primeiras frases da filha que sempre conseguiu quase tudo o que queria, exceto a verdade que escondia sobre seu grande amor do passado.


A vida amorosa de Helena nunca foi algo a se orgulhar, teve alguns namorados, entretanto nunca se apaixonara por ninguém. Viveu suas aventuras sem medo do que receberia em troca, por vezes imprudente, machucou alguns corações, não amou e não se apegou a qualquer ser. Talvez esse fosse o carma de ser quem era, mesmo sem saber sua verdadeira origem.

O fato de não conseguir apaixonar-se, as vezes era um fardo pesado demais. Lembrara da vez em que Jorge, um ex colega do colegial, disse sentir um "amor incondicional" e quis submete-la a um beijo forçado, não deixando outra opção, se não dar-lhe um murro nas fuças. Claramente isso rendeu alguns dias de suspensão, todavia também trouxe uma satisfação que a faz rir toda vez que conta a história.


Já uma mulher feita, descobriu a paixão por modelar, adorava ser fotografada e estar nas passarelas. O seu olhar fatal e a formosura que inspirava de dentro para fora alavancaram sua carreira e a colocaram no topo mesmo sem almejar tal patamar. Nunca deixou influenciar-se pelos demais, o que garantiu autenticidade desde o início de carreira. Sua jornada profissional durou cerca de 10 anos, o que lhe deu tempo para aprender muitas coisas, até decidir que queria casar.

Aos 31 anos, cansada da solidão, apegou-se ao primeiro mundano que lhe jurou fidelidade. Pronta para se casar, fez os votos de matrimonio da boca para fora. Agora "Até que a morte os separe".


Na porta da igreja um homem de branco assiste a cena e desaprova com a cabeça. Helena nota a figura estranha que ia dando-lhe as costas e saindo em direção a luz do dia. Mas esquecera no momento seguinte, porque já que não sentia amor, desfrutaria da alegria de uma boa festa.

9 de Maio de 2019 às 01:28 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo O CASAMENTO

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 8 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!