Se for egoísta, não case Seguir história

abo-dream

Ensinado desde cedo como se portar, liderar e administrar uma empresa, Park Chanyeol já estava a frente do negócio da família aos 22 anos. Satisfação e ambição era tudo o que sentia ou o que imaginava significar aquele vazio interminável em seu peito. Ao menos até Byun Baekhyun ser inserido em sua vida e ensiná-lo a única matéria que o Park não entendia: Amor.


Fanfiction Bandas/Cantores Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#abo_dream #yaoi #slash #romance #fluffy #projeto #abo #exo #chanbaek
4
792 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

SE FOR EGOÍSTA, NÃO CASE

PRÓLOGO

POR Wingstern



No momento em que as portas de carvalho escuro se abriram, intensificando a marcha da noiva que ressoava pelo grande salão barroco, apenas pude esbanjar meu melhor sorriso e colocar um pé à frente do outro em um andar delicado sobre o caminho de veludo escarlate, mesmo que as minhas pernas desejassem fraquejar e me trair a qualquer momento, mesmo que todos os meus impulsos me instigassem a correr para longe e nunca mais voltar, mesmo que meu destino estivesse prestes a ser selado.
Porque tudo valia a pena para que Ye-rin pudesse ter a chance de decidir seu próprio futuro, pois ninguém deveria ser forçado a se casar aos 15 anos, especialmente pela ganância de outros, e eu definitivamente não deixaria isso acontecer com ela.

Então quando minha destra tocou a pele fria da mão que o alfa estendia para me ajudar a subir os degraus do altar, não o odiei pelo sorriso falso que esbanjava, encarando-me profundamente na tentativa de passar algum sentimento para aqueles que nos assistiam e fotografavam. Porque assim como eu, Park Chanyeol estava apenas interpretando, usando o figurino específico e expressando os sentimentos esperados naquela situação.

E por fim, após nossos lábios se roçarem em um breve selar de segundos contados, caminhamos para fora da igreja com as mãos entrelaçadas em meio a chuva de arroz.

Não havia amor, não havia sequer amizade, apenas um contrato com políticas de sigilo rígidas e um grande cachê para minha família. Nós éramos apenas atores recebendo as congratulações do público.

E hoje, olhando para aquele exato momento do meu passado, me pergunto se eu, de fato, o mudaria.

11 de Maio de 2019 às 23:42 0 Denunciar Insira 2
Leia o próximo capítulo Dormindo com um ogro

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 15 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!