Bruce e Diana Um Amor Misterioso Seguir história

L
Lara RodriguesKleinberg


Bruce Wayne é o Batman nas ruas escuras de Gotham. Diana Prince é a Mulher-Maravilha nas ruas escuras de Gotham. Damian Wayne é o Robin nas ruas escuras de Gotham. Dois seres de épocas diferentes que se apaixonam um pelo outro. Só que Diana percebeu o que Bruce estava tentando fazer e decidiu pôr um ponto na relação deles.


Fanfiction Desenho animado Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#hipólita-zeus #alfred #damian-zatanna-lois-clark #diana-bruce-romance-hentai
0
4.0mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1 Capítulo Único

Bruce estava na sua bat caverna observando a cidade de Gotham através das câmeras da cidade quando percebeu algo de estranho em uma loja de joias e vai se trocar para colocar o seu traje de batalha.

E ouvi:

— Senhor Bruce vai sair?

— Irei sim Alfred porquê? – disse Bruce confuso se vestindo.

— O jantar já esta quase pronto deveria comer algo antes de sair senhor Bruce. – disse Alfred.

— Eu como depois da batalha guarde para mim em um prato dentro do micro-ondas e o Damian já comeu? – disse Bruce colocando a armadura do peitoral.

— Mas senhor já ouviu falar daquele ditado saco vazio não para em pé, Damian vai esperar voltar da vigilância para comerem juntos.– disse o mordomo.

— Já Alfred, mas eu não acredito nesses ditados assim como não acredito nos Deuses então tentarei voltar cedo para comermos juntos. – disse o moreno de olhos azuis colocando as luvas.

— Eu farei como o senhor deseja Bruce. – disse o mordomo e continua com um sorriso – Espero que um dia você e a senhorita Diana Prince se acertem. – e sai rapidamente dali, mas ouviu o Bruce dizer:

— Eu não tenho tempo e nem cabeça para ter romance ainda com uma companheira de equipe Alfred. – disse o moreno colocando a capa e depois a máscara de morcego, pois seu relacionamento com Selina arruinado colocou a vida de pessoas inocentes em primeiro lugar já que o filho é uma.

E ele anda em direção ao seu carro e abre a porta em seguida a fecha, coloca o cinto de segurança – abaixa o freio de mão logo depois pisa no freio dando partida no carro.

Sai da Bat caverna por um esconderijo e dirige até o local em alta a velocidade.

Enquanto isso....

Damian que estava de castigo ouviu a conversa do seu pai com o mordomo e sabia que ele quis sair da Liga da Justiça por causa de uma certa pessoa para o amigo do Bruce, Clark Kent e diz:

— Senhor Kent?

— Sim, Damian o que houve? O que fez para não ir patrulhar hoje? – disse Clark preocupado.

— O senhor pode avisar a senhorita Diana que o Batman foi para uma loja sem dizer nada a ninguém. Eu invadi um programa que não era tão protegido. – disse Damian.

— O que ele fez?!  Merece ficar de castigo Damian, pois não invadimos nada pra diversão quem faz isso são pessoas perigosas ou querem dar a algumas famílias paz por terem perdido entes queridos. – disse Clark alterado, pois de uns tempos para cá o Batman queria voltar a trabalhar sozinho e saiu da Liga da Justiça e depois de se acalmar respira fundo continua – Eu vou ligar para ela hoje.

— Ligue, por favor, sei que são melhores amigos e ela vai atrás dele, pois sinto que eles são apaixonados um pelo outro percebe quando morou por um tempo conosco e a Selina não gostava nada disso. – disse Damian, pois se lembrava das constantes brigas por causa que a Diana estava morando por um tempo na mansão e ele dava atenção a ela do que sua ex-noiva.

— Farei isso Damian ligarei para a Diana, meu amigo. – disse Clark e ele sente os lábios da sua mulher Lois em seus lábios depois de responder ao amigo.

Logo o Superman desliga e liga para outra pessoa.

Voltando...

Batman entra na joalheria e vê um grupo  de oito homens  armados e joga batrangues nas lâmpadas deixando o local em total escuridão pegando as joias e vai em direção a um deles que está mais perto e o derrota rapidamente fazendo-o desmaiar.

Depois vai para os outros um de cada vez  depois que percebia que eles estavam assustados usava a sua habilidade da Liga das Sombras e ele nem percebeu uma presença atrás de si sente só uma rasteira nos seus pés, pois sua cabeça estava em outro lugar...

E só percebeu quando seu rosto ia quase para o chão e coloca as mãos em frente eleva o seu corpo para trás junto com os braços – pula, diz surpreso ao ver a pessoa:

— Mulher – gato agora precisa de capangas para isso? - pela claridade da lua e ele se lembra os motivos por ter terminado com ela: o primeiro era o seu filho já que ela não suportava, a segunda era por que Diana morava na casa dele o Alfred gosta muito da companhia da mulher ela é diferente das outras mulheres que o Bruce ficou e queria que ele se casasse com a Mulher-Maravilha. 

— Não te interessa Batman se preciso. – disse a Mulher gato e parte para cima dele.

Batman estava em posição de luta e se desfaz quando ouviu a voz da mulher a sua frente dizer:

— Batman por que não avisou a Liga da Justiça? – disse a Mulher - Maravilha.

— Porque eu não queria a ajuda de vocês. – disse o Batman.

— Vocês são o que? Ficantes? Amantes? Namorados? Noivos? Casados? – disse a mulher gato com raiva por eles estarem discutindo como se ela nem estivesse ali.

Nenhum dos dois respondeu Batman enquanto isso colocava todos os ladrões juntos em uma corda feita por ele de aço. A mulher - Maravilha já tinha visto todos os pontos fracos da Mulher – gato e vai para trás da sua arqui-inimiga e acerta em um ponto fraco no ombro a fazendo desmaiar e levar ela para o mesmo local que os ladrões.

Quando estava no lado de fora da joalheria e o batman a esperava ouviu dizer:

— Quem mandou você para cá? – disse Batman confuso.

— Quem me mandou foi o Superman. – disse a mulher- maravilha.

— Será que não entendem que quero combater o crime da cidade sozinho. – disse o Batman e tenta ir para o carro e ouviu a mulher maravilha dizer:

— Você saiu da Liga da Justiça por minha causa? Se for o caso da minha presença lá eu saio para que volte. – disse Diana forte.

Bruce olha para ela e diz:

— Não precisa sair você foi uma das fundadoras é importante.

— Eu preciso conversar com você hoje lá na sua casa. – disse Diana firme.

— Esteja lá daqui a pouco. – disse Bruce.

— Então até logo. – disse a amazona.

— Até. – disse o homem morcego e em seguida tira o carro do alarme e dirige em direção a mansão depois de algum tempo.

Diana volta para a loja e pega em um dos bandidos anda com eles até a porta em seguida levanta voo e parte para a prisão escondida de todos que é reforçada e ninguém conseguia fugir. Tenta ir devagar, pois queria que o Bruce quando chegasse em casa.

Depois de alguns minutos Bruce chega em casa vai para quartel se trocar logo em seguida ao quarto para tomar banho e sente seu corpo relaxar com a água caindo no seu corpo por um tempo depois fecha a válvula, passa o sabonete líquido em seu corpo, depois liga de novo a válvula.

Deixa a água cair no seu corpo tirando o sabonete e em seguida sai do box pega a toalha e enxuga o corpo, veste o seu moletom, penteia o cabelo, passa um pouco de gel.

Sai do quarto desce em direção na sala de jantar e Damian sentado esperando Alfred afasta uma cadeira para ele sentar.

O Wayne senta na cadeira e observa a janta posta e o Alfred está na cozinha e ouviu Damian dizer: — Papai quando vai se casar com Diana Prince?

O Wayne se engasga comendo e depois bate em si e diz:

— O que disse Damian?

— O que ouviu Bruce, não disse a ela ainda como se sente. – disse Damian confuso.

— Damian você sabe mais do que ninguém que eu preciso proteger as pessoas dessa cidade, não tenho tempo para um relacionamento amoroso. – disse Wayne.

— Mas papai eu não quero que morra sozinho. – disse Damian triste, pois apesar de tudo gosta de ser filho de Bruce, mais do que a sua própria mãe que o criou só para o filho matar o pai.

O moreno não diz nada e come calmamente, quando termina diz:

— Boa noite Damian e Alfred durmam bem.

— Boa noite senhor Bruce e senhor Damian, durmam bem e bons sonhos. – disse o pennyworth  e Damian retribui ao mordomo.

O moreno vai em direção as escadas e em seguida para o seu quarto e ouviu o Wayne menor dizer:

— Papai tomara que tenha uma ótima noite e sua companhia também. – disse o Wayne menor e entra rapidamente no quarto em seguida, pois sabia que o pai ligaria os pontos rápidos.

O Wayne maior liga os pontos rapidamente e entra para o seu quarto e posteriormente ao seu banheiro escovando os dentes.

Se passa algum tempo o moreno volta para a cama e pensa:

"- Como eles querem que eu seja feliz, se sou um homem com passado triste."

E ele escuta a voz feminina:

— Bruce eu vim aqui conversar. – disse a morena atrás dele e se aproxima devagar andando até a cama.

— O que quer conversar Diana? – disse Bruce sem olhar para ela.

— Sobre o que havendo com você? – disse Diana preocupada.

— Estou bem como pode ver. – disse Bruce sendo irônico.

Diana usa a sua super velocidade e senta ao lado dele e diz:

— Não é disso que estou falando Bruce. – disse a mulher-maravilha e o batman lhe encara.

— Então do que está falando Diana? – disse o batman encarando o par de olhos azuis.

— Estou falando daqui Bruce. – disse a mulher-maravilha tocando o peitoral dele levemente sem desviar os seus olhos dos olhos azuis de Bruce.

— Diana você não sabe do nada do meu passado. – disse o batman.

— O que quero dizer Bruce é deve esquecer o passado não adianta levar ele consigo, pois é uma parte sua e agora tem um filho para criar pelo que sei sua relação com ele no começo não era das melhores, mas depois de algum tempo foi melhorando eu vi isso acontecer se tornou até um pai super protetor como diria Alfred. - disse Diana. — Diana você não entendi e nem entenderia como é carregar um passado doloroso, mas tem razão nisso obrigado só que Damian quer que eu seja feliz e nem sei se posso ser. - disse Bruce sendo frio e distante com ela.  — Bruce eu quero que seja feliz com alguém que te ame de verdade dê essa chance novamente, até o seu filho quer que seja. - disse Diana calma e tentando não chorar, pois nem queria ver seu "amigo" triste.  — Mas eu não mereço essa felicidade sou um homem amargurado e com medo de repetir para ele o que aconteceu comigo Diana. - disse Bruce e ouvi sua "amiga" andar em direção a janela e em seguida a ouviu dizer: — Somos parecidos Bruce eu também não posso ser feliz porque sou uma semideusa e Hera jogou a maldição em mim para que nunca fosse feliz em toda a minha existência. - disse Diana triste e querendo chorar andando em direção ao parapeito da janela com intenção de que quando chegasse perto o suficiente levitaria para depois voar. O Wayne fica surpreso e depois olha em direção a janela e diz firme: — Princesa, espere... A Prince para e espera ele perto da janela e ouvi os passos dele se aproximando e percebeu depois de algum tempo a presença do Wayne ao seu lado e diz: — Sobre o que quer falar Wayne? - perguntou a Prince.  — Sobre o que acabou de falar quem era o seu amor no passado? - disse Wayne curioso já que ela jamais falará do passado. — Eu não sei do que está falando, Wayne. - disse a Prince sendo evasiva.  — A Princesa da verdade mentindo? -perguntou o moreno.  — Era Steve Trevor - disse Prince e continua depois de olhar para o Wayne e continua em seguida quando sente o olhar dele sobre o seu - Você me lembra muito dele Bruce sempre querendo defender as pessoas dos males ruins da vida cotidiana. Sabe depois de uns meses de casada com ele, Steve tentou proteger uma pessoa que ele nem conhecia de um assalto e acabou sendo morto. Tenho quase certeza de que foi pela minha maldição. - e a morena leva a sua mão direita para o rosto do homem a sua frente com leveza. — Diana o que está querendo dizer que sou a reencarnação do seu antigo amor? - disse o moreno confuso.  — Sim, Bruce, mas para mim o Steve agora é só uma lembrança é com você que quero ter uma chance para o amor novamente - disse a morena sendo firme e direta e continua agora olhando para a boca dele - eu não aguento mais Bruce preciso fazer isso. - e muda a posição da sua mão e leva até o braço dele fazendo com que a mão direita do mesmo fosse para a sua cintura e leva a mão esquerda para a nuca dele em seguida os lábios grossos da mulher contra os grossos do homem. O moreno fica chocado com a atitude dela, pois sua vontade era de beijar ela desde que tinha dito para ser feliz e depois de quase deixar a princesa das amazonas ir quase embora.

A morena decide levar as pernas para o meio da cintura do homem e sente ele levar a mão para a perna esquerda e em seguida começa a andar em direção a cama.

Enquanto se beijavam os corações de ambos estão batendo na mesma sincronia não percebia que o moreno estava indo em direção a cama dele.

Depois de algum tempo quando chegaram a cama e o moreno diz:

— Diana tem certeza absoluta disso? – disse o moreno com falta de ar realmente confuso e preocupado.

— Sim, Bruce eu não voltarei mais atrás e quanto à você? – disse a morena com firmeza.

— Eu também não vou voltar atrás Diana agora quero que saiba que me pertence. – disse Batman.

— Então quero que me faça sua. – disse mulher - maravilha.

— Farei o que deseja. – disse Batman. Ele movimenta os lábios para o canto direito da boca da mulher em baixo de si levando até a clavícula, pescoço, garganta e ombro direito sem parar de morder, chupar e lamber levemente ouvindo ela dizer o seu nome baixo e isso lhe agrada bastante já que assim não seriam atrapalhados por ninguém.  Ela sente ele movimentar os lábios para o canto de sua boca no lado direito de forma lenta, prazerosa, torturante sentindo ir depois na clavícula, pescoço, e ombro direto sem parar de dizer o nome do homem em cima de só baixinho, pois não queria ninguém atrapalhando. Ele vai em direção ao ombro esquerdo fazendo os mesmos movimentos e para no meio e diz: — Você quer que eu tire essa blusa princesa ela está nos atrapalhando. - disse Wayne. — Sim quero. - disse a Prince. Wayne leva as mãos no fim da blusa e a levanta com lentidez.  Logo em seguida quando termina de tirar vê a Prince para a cama e a escuta dizer: — Bruce você só pertencerá a mim como Batman também? - perguntou a Prince. — Eu vou lhe pertencer de todas as formas princesa das Amazonas como Bruce tanto quanto Batman. - disse Wayne.  Batman leva os seus lábios até o seio direito morde levemente o bico, depois a língua ao redor brincando com a aréola.  A Mulher-Maravilha sente os lábios do Batman no seio direito morde levemente o bico, depois a língua ao redor brincando a aréola.

Batman continua com as carícias até a barriga lisa, mas para na saia, desce a roupa de baixo em direção aos pés só que deixa nos joelhos.

Tira as botas de cano longo, logo após volta a sua atenção para a saia e continua com as carícias junto com a calcinha.

E como se algo fizesse lembrar de que a porta do quarto entreaberta. Sai de perto da princesa das amazonas contra a gosto e a ouviu dizer:

— Bruce para onde vai? – disse princesa das amazonas confusa e chateada.

— Eu vou fechar a porta se não o Alfred vai nos atrapalhar e não quero ver você envergonhada. – disse batman em direção a porta, a fecha e volta em direção a cama.

— Isso tem razão, mas vem cá. – disse princesa das amazonas chamando ele pelo dedo.

Batman vai com rapidez de volta para a cama e vai em direção a vagina dela movimentando a língua fazendo o vai-e-vem a ouvindo novamente dizer o seu nome, mas as vezes não conseguia completar o nome.

A princesa das amazonas o observa voltar com rapidez para a cama e ir em direção a sua vagina movimentando a língua fazendo o vai-e-vem e dizendo o nome dele e as vezes não conseguia completar o nome, pois se esquecia já que queria.

Minutos depois Bruce sente o gozo e não deixa escapar nenhuma gota.

Depois que Wayne termina ambos ficam tensos quando ouviram o barulho da maçaneta da porta sendo mexida. E ouviram: — Senhor Bruce? - perguntou Alfred. — Sim, Alfred. - disse Wayne tentando controlar a sua voz que tem um desejo contido para que o mordomo não percebesse que ele encontra-se ocupado.  — Bruce vai dormir ou ir para a bat caverna? - disse Alfred confuso. — Irei dormir Alfred não irei para a bat caverna. - disse Wayne com firmeza.  — Senhor tenha uma ótima noite com a companhia feminina. - disse Alfred com seriedade.  — Obrigado Alfred tenha uma boa noite também. -disse Wayne, desconfiado de que seu filho tivera contado a Alfred que Diana iria para a mansão.

Ambos ouviram os passos dele se afastar e Prince diz: — Como ele sabia que eu estou aqui com você? - perguntou Prince preocupada e desconfiada do Damian, mas descarta. — Não sei, mas vamos deixar isso para lá quero que me dê prazer Diana. - disse Wayne indo em direção ao rosto dela. — Eu vou lhe dar, pois sinto você duro igual uma pedra. - disse Prince e quando sente a sua respiração com a dele e depois os lábios dele contra os seus.  Enquanto se beijavam a morena decide inverter a situação colocando o moreno em baixo de si. Ela faz os mesmos movimento que o moreno fez e para quando chega no moletom e coloca a sua mão embaixo e escuta o moreno dizer: — O que pensa que vai fazer? - perguntou o moreno confuso e para de respirar por um tempo quando percebeu a mão dela em sua sexualidade e a escuta dizer: — Então quer dizer que já estava bem acordado com muito tesão por mim? - perguntou a morena confusa e com desejo.  — Sim, Diana eu tenho esse tesão todo por você. - disse o moreno com a voz rouca de desejo e volúpia.

A morena vê o moreno se levantar um pouco e começa a abaixar o moletom das pernas uma de cada vez até chegar nos pés.

E depois vê ele voltar para a cama sem demora olha para a sexualidade dele e toma um susto ao ver o tamanho e diz com medo:

— Isso vai caber em mim? – disse a morena com medo.

— É claro que vai Diana, não se preocupe. – disse o moreno.

Ela volta ao que estava em mente e começa a chupar, lamber e a morder ouvindo a voz do homem em baixo de si dizer o seu nome de forma baixa gosta de ouvir e conforme o tempo se passou sentiu que iria gozar.

Ele sente que iria gozar, tentaria impedir ela só que ao olhar parara, pois percebeu que ela continuaria e queria sentir.

Depois de algum tempo sentiu seu corpo vibrar e seu pênis ejacular e a observou lamber tudo como se fosse um sorvete.

Após algum tempo ela sobe em direção ao rosto do batman e diz:

— O seu gosto é ótimo Bruce. – disse a princesa das amazonas.

— O seu também princesa. – disse o Batman com um sorriso safado no rosto.

A princesa das amazonas volta a subir em direção ao rosto do Batman e o beija assim que fica cara a cara.

Ouviu o Batman suspirar de prazer e pedir em seguida passagem com a língua e ela cede aproveitando a chance para imitar.

Batman ao reparar nisso aproveita a chance e inverte a situação colocando o seu corpo em cima da princesa das amazonas.

Aproveitando nisso ele pincela seu sexo masculino com o sexo feminino e sente que ela fica molhada e depois a penetra.

Aproveitando nisso ela sente ele pincelar o sexo masculino com o sexo feminino e sabia que estava molhada por ele assim como sentiu de novo que é bem animado novamente e em seguida lhe penetrar.

A princesa das amazonas sente como se o seu corpo fosse partir ao meio e trinca o batman percebeu para a olhando e ela lhe troca o olhar e sorri e desta vez se aproxima do ouvido direito dele e diz sedutoramente:

— Bruce continue eu confio em você sei que vou me acostumar.

— Princesa eu não quero parecer bruto com você se eu me movimentar tenho medo de lhe machucar. – disse Batman em tom doce.

— Bruce eu quero ser sua não me importo, pois só sentirei prazer. – disse a princesa das amazonas e morde levemente no lóbulo dele.

Batman continua a penetrar mesmo sentindo as unhas dela fincarem suas costas fazendo-o sangrar.  A morena continua sentindo ser invadida pelo pênis de Bruce na sua vagina fazendo vai - e - vem bem devagar enquanto isso ela fincava as unhas nas costas dele sabendo que sangraria.  O moreno gosta daquela brutalidade então decide levantar as pernas de Diana até os seus ombros para ir mais fundo, forte e rápido.  A Prince sente suas pernas serem colocadas nos ombros do Wayne e deixa, já que depois disso ela sentia prazer no lugar da dor.  Se passa algum tempo às vezes os sussurros dos nomes de ambos escapam dos lábios e a cama rangia, o suor deles se misturavam, trocavam beijos para abafarem os gritos já que temiam sair de mais de uma vez.  A Prince sente seu corpo entrar em espasmos na quarta vez naquela noite, pois o Wayne parava quando sentia que a mulher embaixo de si gozaria ele ia mais devagar. Mas para já que não aguentava mais segurar e desta vez foi mais rápido com duas estocadas liberou o seu gozo sentindo o dela melar o seu amiguinho em seguida e o quarto cheirava a sexo.  Ambos permaneciam calados tentando regular as respirações até que uma hora a Prince diz: — Bru.  — Hm? – disse o morcego a escutando sabia que ela o chamava assim quando estavam sozinhos e ele gosta disso.  — Eu quero saber o que nós somos a nossa relação não quero ser mais uma da sua lista. - disse a princesa das amazonas não escondendo seu desconforto em pensar que ele a usaria e no dia seguinte nem ligaria para ela. — A nossa relação não é somente hoje Diana, eu a quero para mim vivendo como minha mulher, mãe dos nossos filhos e do Damian também, já que ele a considera como tal, que envelheça ao meu lado, seja a última pessoa a dormir e a primeira ao acordar todos os dias. – disse o morcego leve e amoroso.

Ambos dormem um abraçado ao outro minutos depois com as pernas entrelaçadas e no dia seguinte Bruce acorda cedo e fica olhando para Diana e a ouviu dizer: — O que se passa na sua cabeça, Bruce? – disse a princesa das amazonas.

— Precisamos de um bom banho não acha? – disse o moreno tentando desviar o assunto.

— Como assim precisamos me propõe a tomar banho junto com você? – disse a morena surpresa encarando os olhos azuis do homem ao seu lado.

— Sim, ou não quer? – disse o moreno dando aquele sorriso safado que ela gosta e diz:

— Vamos pensei que jamais me pediria isso. – disse a morena se derretendo por causa daquele sorriso e sai da cama fazendo o caminho oposto e corre em direção ao banheiro sendo acompanhada por Bruce, pois ele sabia que a mulher tinha força o suficiente para afastar ele.

Quando ele chega no banheiro perto o suficiente dela começa a beijar sem deixar de fazer carícias em sua pele. Assim como ela fazia com ele.

Se entregaram mais uma vez ao amor que saia de cada célula do seu corpo.

Minutos depois...

O Batman a olha de cima a baixo e diz:

— Di não precisa vestir roupa.

— Como assim eu não preciso Bru? – disse mulher – maravilha confusa.

— É linda do jeito que está nua. – disse Batman dando um sorriso maroto.

— Bruce Wayne eu preciso me vestir não vou para baixo fazer o meu desjejum contigo sem uma roupa. – disse mulher-maravilha com raiva contida para que Damian e Alfred não escutasse a sua voz tal proeza que ela sabia que ele já tinha percebido desde hoje de manhã seus gemidos escapavam às vezes da sua boca, já que as carícias do homem morcego lhe dava um prazer indescritível começando a vestir a roupa de ontem.

— Está bem Princesa. – disse Bruce calmo e pisca para ela depois de se vestir anda até a mesma e leva a mão até a cintura fina dela e continua – Mas acho que é tarde demais princesa tanto os seus gemidos quanto os meus devem ter alertado Damian e Alfred. – depois morde levemente a orelha direita dela ouvindo – a arfar e dizer seu nome em seguida.

Quando chegaram na sala de estar observam Alfred estarem avaliando ambos e depois que estão no final da escada:

— Bom dia senhor Bruce e senhora Prince. –disse Alfred sendo educado.

— Bom dia Alfred. – falaram os dois ao mesmo tempo.

— Me acompanhem. – disse Alfred.

O casal acompanha ele e o mordomo afasta a cadeira para a prince e depois para o wayne comem o desjejum e a mulher diz:

— Bom dia Damian. – disseram o casal.

— Bom dia papai e mamãe. – disse Damian.

— Como assim mamãe? – disseram os dois ao mesmo tempo.

— Ué vocês dois não estão juntos? – disse Damian confuso.

— Alfred você já comeu? – disse prince.

— Já comi senhora Prince obrigada por sua preocupação. – disse o mordomo sendo educado.

— De nada. – disse prince.

— Diana eu preciso te perguntar algo. – disse wayne nervoso e continua depois de ver o mordomo e o filho sorriem e faz mesma pose que os príncipes pediam as princesas tira a caixinha preta da sua calça jeans azul escura, abre mostrando o anel e encara os olhos azuis da sua mulher como adora chamar – você quer se casar comigo?

Aquilo tinha feito pegar a morena pegar de surpresa e fica paralisada e ouviu o moreno dizer:

— Di ... você não quer se casar é isso? – disse o moreno com medo e tristeza da resposta dela e o filho fica triste.

A princípio Diana não tinha respondido pelo impacto da pergunta que lhe causará. Mas depois que escutou o moreno dizer palavras tristes e leva uma de suas mãos até o queixo e levanta a cabeça dele e encara os olhos azuis se joga contra o mesmo beijando apaixonadamente surpreendendo o filho e o mordomo pela atitude dela.

Bruce fica surpreso com a atitude dela estava pensando que ela não queria se casar com ele pois ele é humano e os pais da princesa amazona queriam que se casasse com um deus.

Diana sabia o risco que estava correndo em desobedecer as ordens dos seus pais, mas o mundo dos homens a mudou e queria ser feliz com Bruce Wayne o único a fazer sentir-se diferente quando estava ao lado dele.

Bruce corresponde o beijo apaixonadamente e pensa "Então isso quer dizer um sim?".

A princesa Amazona se separa dele depois de algum tempo antes que faltasse ar e diz:

— Eu te amo Bruce Wayne é claro que eu aceito casar com você. – disse a Princesa Amazona sorrindo bobamente e alegre, Damian sorri e Alfred também pela resposta.

— Princesa você não sabe o quanto me faz feliz. – disse o príncipe de Gotham.

— Pensei que esse dia nunca chegaria príncipe de Gotham. – disse a princesa amazona.

— É claro que não eu sou um homem para surpreender. – disse o moreno.

— É mesmo Bruce? – disse a morena rindo.

— É sim Diana – disse o moreno rindo também e continua – eu já volto futura senhora Wayne. – ele pega o celular e disca o número e em seguida – Zatanna hoje eu não irei trabalhar na empresa invente algo.

— Tudo bem senhor Wayne seja feliz com a Diana Prince. – disse Zatanna do outro lado da linha rindo.

— O que como você sabe já sei os seus poderes lhe mostraram não foi? – disse o moreno.

— Foi sim, senhor Wayne. – disse Zatanna sorridente enquanto fazia as tarefas do trabalho.

— Como anda seu relacionamento com o Damian Wayne, Zatanna? – disse o Batman.

— Ótimo Bruce. – disse a mulher de cabelos ruivos e olhos verdes.

— Até amanhã hoje passarei o dia todo aqui em casa. – disse o Batman.

— Até amanhã, Bruce. – disse a mulher de cabelos ruivos e olhos verdes.

— Bruce eu preciso ir até a Ilha Themyscira conversar com os meus pais. – disse a princesa amazona abraçando o Batman pela cintura.

— Eu irei com você Diana, não irei deixar que vá sozinha tenho medo que mude de ideia. – disse o Batman aceitando o abraço dela e levando as suas mãos até as dela.

— Eu não irei mudar de ideia Bruce confie em mim – disse a princesa amazona se virando e encontrando o olhar dele contra o seu.

— Confio em você Diana, mas não confio nos seus pais. – disse o Batman a encarando nos olhos e se perdendo na intensidade sabia que ele falava a verdade dava para sentir nos olhos.

— Ainda bem que confia em mim vou para a Bat caverna. – disse prince.

— Papai eu quero ir com você para proteger a mamãe. – disse o Robin.

— Filho você quer ajudar a mamãe pode vir comigo, pois eu não deixarei ela sozinha. – disse o Batman.

Os Waynes vão atrás dela sem dizer nada e se despedi dela antes de entrar no tele transportador que a levava direto para a ilha.

Mas o que ela não sabia é que o Wayne iria atrás depois que vestiu o seu uniforme foi para Ilha Themyscira.

Diana foi para a rainha e pediu para falar com ela.

Hipólita ouviu atentamente a filha e não aceitou bem e chamou Zeus para tentar fazer mudar de ideia.

Bruce e Damian é capturado pelas Amazonas e levam ele até a rainha e a Prince ao ver ele lá diz:

— Bruce e Damian o que estão fazendo aqui?? – disse Prince chocada ao ver seu noivo lá e o filho dele.

— Eu vim aqui para que eles não tentassem fazer mudar de ideia. – disse Bruce.

— Eu vim aqui para que não desista do seu relacionamento com o meu pai, pois a considero como mãe. – disse Damian.

— Humanos como ousam vir aqui. – disse Hipólita fria.

— É a segunda vez que me diz isso mamãe. – disse prince sendo irônica.

— Humanos quem pensam que é para dizer que tem algo com a minha filha e outro como mãe? – disse Zeus com raiva, pois sempre observara a relação da mãe e filha de longe e não gostará saber que ela mudará para o mundo humano.

— Como eu já disse na reunião e estou dando ela por encerrada sei do castigo que corro ao me juntar com um humano perderei os meus poderes, mas ajudarei os outros ainda. – disse prince sendo sincera.

— Zeus e Hipólita com raiva dessa semideusa – disse a voz de Hera e ela apareci na frente deles e continua – Diana eu não estou mais com raiva do que eles fizeram comigo no passado, quero que viva com estes humanos sem a minha maldição já que eles vieram intervirem na sua decisão ele não pode ter experiência de Deus, mas sabe como pensam – anda até outra amazona e tira o laço da verdade da mão dela e solta Batman.

— Estava muito quente obrigada Hera – disse Wayne e vê sua noiva se juntar a ele e continua – Diana quer isso mesmo eu não aguentarei perdê-la de qualquer jeito.

— Eu digo o mesmo que o papai Hera. – disse Damian e continua depois que vê a Diana se juntar ao pai – Ele a ama muito e eu a considero como mãe não aguentaria outra pessoa em que lugar.

— Eu quero Bruce e Damian não irei mudar de ideia por que eles querem. Aprendi a fazer o meu próprio destino e adeus. – disse a princesa amazona.

— Diana eu poderei ir ao seu casamento com o Bruce Wayne? – disse Hera confusa.

— Pode ir sim Hera. Eu quero que compareça no nosso casamento. – disse a princesa amazona.

— Eu também quero que compareça no nosso casamento. – disse o príncipe de Gotham.

— Vamos indo Bruce. – disse a princesa amazona.

— Vamos. – disse o príncipe de Gotham.

Os três usam o tele transporte e quando chegam na bat caverna o príncipe de Gotham percebeu o estado da Diana e diz:

— Como vai você? – disse o príncipe de Gotham pegando no rosto dela com ambas as mãos.

— Bem com você agora, pois com os deuses a minha conversa foi desgastante. – disse Diana gostando das mãos dele em seu rosto.

— Ainda bem que voltou mamãe. – disse Damian a abraçando e continua depois – eu volto já também vou tirar a roupa.

— Vou tirar a roupa, espere uns instantes, Diana. – disse o Batman.

Diana enquanto isso troca de roupa também acaba vestindo uma langerie de cor preta com renda vermelha tanto sutiã quanto a calcinha um short longo até a metade das coxas, blusa com manga curta.

Damian veste com um short marrom escuro e blusa verde escura sem maga e sandálias.

Minutos depois volta Bruce com um short azul escuro e blusa branca sem manga e sandálias e ele a olha de cima a baixo:

— Você fica linda em qualquer roupa sabia? – disse Bruce.

— Sei e você não fica nada mal. – disse Diana andando até ele.

— E eu? – disse Damian chamando a atenção dos pais.

— Está lindo Damian. – disseram os dois ao mesmo tempo e em seguida ouviram o Bruce dizer:

— Di eu não me arrependi do que eu fiz, mas quanto à você? – disse Bruce confuso.

— Eu não me arrependi também agora vamos arranjar os meus documentos e daqui a alguns dias marcaremos o nosso casamento, Bru? – disse Diana confusa.

— O casal que eu mais gosto estão juntos. – disse Damian feliz.

Os três sorriem e ela se vira para o pai do garoto e sorri dando um selinho logo em seguida volta a andar com ele ao seu lado com os dedos das mãos entrelaçadas.

Depois de algum tempo quando chegam na mansão são recebidos pelo Pennyworth e diz:

— Já voltaram?

— Já Alfred eu quero que faça o almoço com calma. – disse o moreno e vai com a morena para o sofá de três lugares e pega o controle da televisão que fica na estante e liga o aparelho.

Os dois aproveitam a presença um do outro e durante as noites quando lutavam contra os inimigos os aliados percebiam que eles brigavam, para que os adversários não percebessem que ambos estavam juntos.

Enquanto isso Damian foi para a empresa minutos depois já que queria ficar com a Zatanna até o fim do expediente.

Depois de alguns dias que conseguiram fazer documentos falsos para Diana e marcam a data de casamento para quatro meses. Um mês se passou e todos os jornais incluindo o Planeta Diário de Metrópolis dizendo: Diana Prince será mais uma de suas conquistas do maior empresário Bruce Wayne?

Bruce não gostou nada do que o jornal disse sobre o relacionamento deles e percebeu que Diana também não gostou já que a morena sabia que ele é fiel a ela.

Clark se desculpou com eles, sobre o jornal e eles sabiam que o amigo não escreveu a matéria sobre o casal e nem a Lois, pois isso seria como traição na amizade deles.

Depois de alguns dias todos os amigos da Liga da Justiça, até a Hera, as pessoas que trabalhavam para o Bruce na empresa e os sócios para o jantar de noivado.

Três meses depois...

A igreja estava muito linda com as tulipas brancas nos vasos, laços, tapete vermelho.

Bruce fica andando de um lado para outro já com o traje de casamento e ouviu o amigo dizer:

— Bruce desse jeito vai fazer um buraco na terra. – disse o Clark sorrindo pelo nervosismo do amigo.

— A Diana está demorando muito Clark – disse Bruce parando e olhando para o amigo e continua – Não sei porque as noivas demoram tanto.

— É normal Bruce as noivas demorarem muito eu demorei e o Clark fez o mesmo que você. – disse Lois se lembrando que Diana lhe dissera sobre como Clark estava antes dela entrar na igreja.

— Nem me lembre eu pensei que você tivesse sido sequestrada por alguém. – disse Clark para os outros dois em tom baixo.

— Eu gostei muito daquele dia, mas hoje não. – disse Damian, pois estava observando o pai em pilha de nervos.

— Você quer me enlouquecer Clark? Agora eu quero ir na mansão. – disse Bruce com raiva do amigo.

Enquanto isso no lado de fora da Igreja...

Zeus junto com a Hipólita, Antíope e Hera apareceram do nada fora do carro e abre a porta para Diana que diz:

— O que estão fazendo aqui? – disse Diana confusa.

— Nós viemos para o seu casamento com Bruce Wayne. – disse Zeus.

— Eu fiz eles virem, pois seria muito ruim já que somos parte de sua família. – disse Hera com firmeza.

— Seria mesmo eu me arrependo do que eu falei meses atrás. – disse Hipólita com leveza – Me perdoe filha será que posso participar do seu casamento?

— Se arrepende mesmo, Diana será que podemos participar? – disse Antíope.

— Senhorita Diana o senhor Wayne a espera deve estar muito nervoso. – disse Alfred calmo.

— Sim, vocês podem participar e Alfred pode acalmar o Bruce por mim? – disse Diana lhe sorrindo verdadeiramente e em seguida vê o braço de Zeus.

— Vamos filha eu quero te levar até o seu noivo. – disse Zeus sorridente para ela que lhe sorri e diz:

— Vamos papai. – disse Diana aceitando o braço de Zeus.

Alfred vão na frente junto com os outros e logo avisa a orquestra que a noiva está no lado de fora da igreja e eles começam a tocar a marcha nupcial.

Zeus entra com Diana ao seu lado e ela vê todas as pessoas que querem bem ao casal e em seguida Bruce com o terno de noivo azul escuro marinho com blusa branca por dentro e a flor de tulipa no bolso do paletó e a calca da mesma cor e os sapatos pretos.

E ela pensa: "Como ele é lindo."

Bruce vê Diana sorri para ela e diz em pensamento: "Como ela está linda nesse vestido."

Bruce observa o vestido tomara – que – caia belo, abaixo do busto tinham lantejoulas prateadas que o rodeavam a renda ia até o chão. O buque é lírio são rosa e amarelo.

Diana anda com calma junto com o seu pai, pois se não fosse por ele ela já teria caído no chão de tão nervosa que se sentia até Bruce e sentia o amor vindo do olhar dele para ela assim como ela o retribuía. Depois de alguns minutos Zeus entrega Diana para Bruce e diz: — Faça a minha feliz, pois se eu ver ela chorando de tristeza venho e lhe Mato. - disse Zeus em forma de brincadeira, pois sentiu que o Bruce ama sua filha verdadeiramente assim como ela. — Sim senhor Zeus eu a farei somente feliz não se preocupe. - disse Bruce a olhando e estendi a mão para ela que pega e continua baixinho e nem percebeu que ele saiu - Você ficou linda nesse vestido Diana. — Me desculpe pelo meu pai Bruce. - disse Diana envergonhada e continua depois de pegar na mão dele - Também digo o mesmo de você.  E o padre começa a cerimônia de casamento deles e ambos dizem "Sim".  Quando estão saindo da igreja são recebidos pelos outros com a chuva de arroz e eles saem correndo para o carro e entram já que iriam para a festa na mansão Wayne. Durante a festa quando recebiam os convidados Clark diz: — Desta vez está amarrado meu amigo. - disse Clark em forma de brincadeira.  — Clark não diga desse jeito. - disse Lois envergonhada. — Mas ele falou certo Lois. - disse Bruce com leveza e continua feliz - Eu estou para sempre amarrado a Dona da verdade. — Diana até que fim vocês se casaram eu fico muito feliz pelos dois e não sabe o que aconteceu antes de chegar lá na igreja. - disse Clark eufórico pois sentia realmente feliz já estava mais do que na hora deles ficarem juntos os dois amigos que se amam de forma profunda e avassaladora. — O que aconteceu lá estou curiosa. - disse Diana realmente curiosa não escondendo. — Bruce quase fez um buraco no piso da igreja andando de um lado para o outro e depois que o Clark deu um susto nele quase que saiu da igreja para ver se estava tudo bem com você. - disse Lois tentando não rir da lembrança. — Aconteceu a mesma coisa no seu casamento Lois. - disse Diana com vontade de rir e ambas acabam caindo na gargalhada. — Ei mas quem colocou pilha em mim foi seu marido Lois. - disse Bruce. — Tio Bruce e tia Di. - disse o Conner de amigos. — Olá pequeno como está você? - perguntou Bruce doce.  — Bem tio quando eu vou vir brincar com alguém da quase mesma idade que eu. - disse Conner.

— Depois que a Diana tiver poderá meu amigo. - disse o moreno que se levanta e encontra Diana corada e depois desvia o olhar pois tem mais convidado para receber.  — Tia Di quando a senhora vai ter o bebê pelo que sei vem da cegonha. - disse o garoto inocente. Diana troca olhar com o Bruce de cúmplice pela inocência do garoto e diz calma: — Eu vou conversar com o Bruce para aumentar a nossa família. - disse a morena e depois o filho saí de mãos dadas com os pais um de cada lado.

Agora é a vez de Damian e Zatanna:

— Espero que sejam felizes. – disse Damian ao lado de Zatanna.

— Eu espero o mesmo Bruce e Diana. – disse Zatanna.

— Obrigado. – disseram os dois ao mesmo tempo.

Se despedi do garoto para receber os outros convidados.  Depois que recebem todos o moreno abraça a morena pelo meio da cintura com possessividade e roucamente e baixo no ouvido: — Vamos dançar Diana Wayne? - perguntou o moreno sedutor.  — Vamos Bruce Wayne. - disse a morena no mesmo tom.  Clark que ouviu andou rapidamente para a orquestra que mudou a música para eles dançarem.  Ambos dançam a música que eles gostam e o Wayne diz baixo: — Eu te amo Diana Wayne.  — Eu te amo Bruce Wayne. - disse a senhora Wayne no mesmo tom e continua depois de respirar fundo e continua - Eu quero muitos beijos apaixonados do meu marido. — Você vai ter, mas quer um agora? - disse o senhor Wayne olhando com paixão, amor, desejo.  — Quero. - disse a senhora Wayne.  O senhor Wayne leva os seus lábios em direção aos dela e a beija apaixonadamente e ela retribui rapidamente.  Antes que o beijo esquentasse ouviram uma voz tossindo: — Será que eu posso dançar com a minha amiga Bruce? - disse Clark.  — Pode eu irei dançar com a sua, depois dessa música eu voltarei para a minha mulher. - disse o senhor Wayne e vai dançar com Lois.  Clark olha para a amiga e diz: — Você está linda nesse vestido Diana o Bruce é um homem de sorte em te ter. - disse Clark.  — Obrigada Clark eu te admiro muito e a Lois é muito sortuda em te ter como marido. - disse a senhora Wayne. — Obrigado amiga Diana eu te amo como um amor de irmão. - disse Clark feliz.  — Eu também Clark faço as suas palavras as minhas. - disse Diana sorridente.  Quando a música termina Lois volta para Clark, Diana para Bruce. Diana dança com outras pessoas assim como Bruce para que os convidados percebessem que estão felizes com a união.  Horas depois Diana já tinha jogado o buquê e Zatanna pega e todos fazem brincadeira com o Damian. Diana e Bruce cortam o bolo para todos os convidados o primeiro pedaço foi para o Alfred já que ele queria desde o começo Diana e Bruce juntos.  Minutos depois Bruce diz ao lado de Diana percebendo que os outros estavam distraídos demais:  — Di vamos nos arrumar para a nossa lua - de -mel. - disse Bruce.

— Oque por quê? - disse Diana confusa. — Porque é assim que fazemos vamos quero ter um tempo só nosso. - disse Bruce firme.  — Vamos então Bru. - disse Diana sendo convencida.  Eles se arrumam para a lua-de-mel. Curtem a viagem em Paris por alguns dias e depois voltam para Gotham e observam a cidade calma durante o dia e sabiam que os amigos tinham se virado sem eles por perto. Alguns meses se passaram... Diana acorda do nada sentindo um mal-estar e tira a mão que segura a sua cintura possessivamente e Bruce acorda sentindo a cama balançar do nada depois que Diana saiu e a ouviu passar mal e corri em direção ao banheiro e diz: — Diana já chega desde o mês passado que tem vem com esse mal-estar precisamos ir a um médico para ver o que é já que não quero te perder. - disse Bruce preocupado e com medo na voz.

Diana não responde nada por enquanto e só sente o cabelo ser pegue e sabia de quem era a mão e não reclama e quando termina diz:

— Eu vou no médico Bruce não se preocupe. – disse Diana tentando tranquilizar.

— Mas desta vez eu vou com você para ver se vai mesmo. – disse Bruce ansioso.

Diana não diz nada e volta a vomitar e Bruce fica triste, pois estava pensando que iria perder ela já que não era mais uma semideusa.

Depois de algum tempo quando termina a Wayne diz:

— Bruce eu não quero te atrapalhar no seu trabalho. – disse a Wayne enquanto passava a pasta de dentes na escova antes de colocar na boca.

— Você não me atrapalha em nada Diana eu quero saber o que está acontecendo. – disse o Wayne.

Eles escutam alguém bater na porta e o Wayne diz:

— Entre Alfred. – disse o Wayne.

Alfred entra e diz:

— Vão tomar o desjejum? – disse Damian preocupado.

— Vamos Damian, daqui a pouco. – disse o Wayne, pois observava a mulher escovar os dentes.

— Sim, pai e mãe. – disse Alfred e sai do quarto.

A mulher - maravilha termina de escovar os dentes e o batman tira a mão do cabelo dela e se vira para ele e diz:

— Pronto vamos tomar o nosso desjejum e em seguida vamos naquele nossos amigos que a mulher dele é médica. – disse a mulher – maravilha.

— Agora estamos no mesmo patamar Di. – disse o Batman sabendo de que amigos falavam.

— Mas antes vamos nos arrumar. – disse a mulher – maravilha sai do banheiro empurrando o marido um pouco longe do seu corpo, pois sabia o que ele faria a seguir e tinha medo do que aconteceria.

O Batman revira os olhos e acompanha a mulher se arrumar observando colocar langerie branca, um vestido cor laranja e sapatos de bico grosso cor de pele.

Em seguida depois que tomaram o desjejum e foram escovar os dentes.

Diana sente tontura quando estava prestes a sair do banheiro e Bruce conversava com Damian no lado de fora do quarto depois que escovaram os dentes. Quando ouviram algo caindo no chão e Bruce diz: — Diana. - disse Bruce desesperado e entra no quarto.  — O que será que aconteceu com a mãe, pai? - perguntou Damian preocupado com Diana também. Ambos veem Diana desmaiada e Bruce diz:  — Ligue para Shyera. - disse Bruce indo em direção a Diana rapidamente.  — Sim, pai eu vou ligar para ela. - disse Damian e corre em direção ao quarto para pegar o celular e ligar para a amiga da família que é casada com o arqueologista Carter Hall.

Minutos depois Shyera Hol chega junto com o marido Carter Hall, pois ambos estavam preocupados com a amiga Diana.

Se passa algum tempo e Diana recobra a consciência e reconheci o quarto ao mesmo tempo o travesseiro e diz:

— O que aconteceu?

— Diana que bom que acordou estamos preocupados com você. – disse Bruce levemente ao seu lado a olhando com amor e preocupação.

— Bruce o que aconteceu? – disse Diana confusa e vê os amigos até mesmo Alfred e Damian preocupados.

— Você desmaiou Di. – disse Bruce e continua com medo – Eu pensei no pior sabia ver desmaiada no chão ainda bem que fui ver se ainda seu coração estava batendo. – ele leva as mãos até o rosto dela e faz carinho.

— Bruce eu não vou embora cedo ainda temos muito tempo juntos. – disse Diana sorridente.

Shyera faz barulho com a garganta e diz:

— Bruce será que eu posso conversar com a sua mulher à sós. – disse Shyera séria.

— Pode sim, Shyera. – disse Bruce sério olhando para a amiga.

Os homens saem do quarto e Shyera anda até a amiga e diz com leveza:

— Diana o que anda sentindo? – disse a ruiva de olhos verdes, pele clara.

— Tonturas, enjoos, vômitos. – disse a morena de olhos azuis e pele clara.

— Diana há quanto tempo sua menstruação está atrasada? – disse a ruiva de olhos verdes surpresa.

— Um mês e meio. – disse a morena de olhos azuis.

— Oh meu Deus Diana, - disse a amiga feliz pela outra e continua – ainda bem que eu mandei seu sangue para casa pro meu marido saber do resultado.

Alguém bate na porta e Diana diz:

— Pode entrar.

Carter é um homem loiro de olhos verdes e corpo bem malhado, pele morena e diz:

— Shyera está aqui o resultado. – disse o marido entregando a ela o envelope.

— Obrigado querido Cater. – disse Shyera doce pegando o envelope da mão dele.

E ela abre o envelope e o marido que já sabia do resultado estava sorridente e diz:

— Parabéns Diana. – disse o amigo leve e feliz.

— Parabéns Diana. – disse a amiga imitando o marido e entrega o envelope.

A morena pega o envelope lê e diz:

— Isso aqui está certo? Estou grávida é isso mesmo? – disse a morena querendo chorar de felicidade e leva a mão até a sua barriga ainda lisa.

— É sim Diana quer que eu chame o Bruce e os outros? – disse o Carter sabia que a mulher queria ficar com a amiga, para lhe advertir sobre algumas coisas que não se podia fazer quando fica grávida.

— Sim, Carter obrigado por ir chamar eles. – disse a morena feliz.

— Não tem problema. – disse o Carter e sai do quarto.

Enquanto o marido ia chamar os outros a ruiva começa a dizer sobre o que a Diana deve ou não fazer quando estiver grávida e Diana a escutava atentamente, pois não queria perder a criança que gerava.

Depois de algum tempo a ruiva foi abrir a porta e diz seriamente olhando para os homens:

— Primeiro somente o Bruce depois entram vocês dois Damian e Alfred.

Os três a obedecem sem pestanejar e o Bruce entra com medo e anda com relutância anda com rapidez até ela:

— Di o que aconteceu? – disse o moreno confuso a abraçando com pouca força para não machucar e leva a cabeça dela para o seu peitoral e sem parar de desviar o olhar da sua mulher.

— Ainda bem que esta deitado Bruce. – disse a morena querendo rir e continua – Estou esperando um filho nosso meu amor.

Bruce sente o seu coração falhar uma batida e em seguida sentir batendo em uma velocidade rápido e sorrir abertamente:

— Você não sabe o quanto essa notícia me faz feliz meu amor. – disse o moreno e a beija apaixonadamente.

A morena retribui o beijo na mesma intensidade e só se separam por falta de ar:

— Eu preciso contar para os outros. – disse a morena levemente.

— Vou estar ao seu lado – disse o moreno e se separa dela e anda até a porta e Damian e Alfred estavam ansiosos e ao verem Bruce e continua – entrem eu e Diana queremos lhes dizer algo. – Damian e Alfred entram minutos depois.

Observam o Batman ficar ao lado da mulher – maravilha e escutam ambos falarem ao mesmo tempo:

— Nossa família vai aumentar. – disseram ambos felizes.

Robin vai até a mulher – maravilha e a abraça e parabenizam ambos assim como Alfred depois.

Para comemorar a gravidez de Diana Bruce faz uma festa para somente os amigos mais íntimos e a família de sua mulher.

Meses depois a mulher-maravilha tem a filha que tem mistura dos pais os formatos dos olhos de Bruce e o corpo de Diana.

No quarto a mulher – maravilha depois que acordou diz:

— Onde está a nossa filha Bruce? – disse Diana confusa procurando a filha.

— Ela vai vir já calma, Diana. – disse Bruce depois de ficar a observando dormir e quando ela acordou ficou feliz.

A porta é aberta e a enfermeira diz:

— Olha só pequena a sua mãe acordou. – disse a enfermeira a entregando quando chega perto.

— Ela é tão linda Bruce. – disse a mulher – maravilha pegando a filha nos braços, pois fez o curso de mãe de primeira viagem.

— Ela é linda sim – disse o Batman ao seu lado – Mas não tão linda quanto a mãe ainda bem que eu fiquei ao seu lado na hora do parto.

— Eu não queria que perdesse o nascimento da nossa filha Bruce. Vamos dar aquele nome mesmo? – disse a mulher-maravilha.

— Sim, Diana. – disse o Batman.

— Anny Wayne. – disse a guerreira da verdade.

— Bem – vinda Anny Wayne. – disse o príncipe de Gotham.

— Bem – vinda Anny Wayne. – disse a guerreira da verdade.

A guerreira da verdade amamenta a filha depois de algum tempo quando chora e quando é no fim do dia é visitada pelos amigos.

Dias depois volta para casa e anos se passam eles continuam se amando mesmo com brigas, pois sabiam que tudo se resolvia na cama. Anos depois Damian se casa com Zatanna, o irmão mais velho também não gostará de saber, mas como já tinha percebido não os impediu agora só faltava o pai aceitar. Anny começa a namorar o Conner Kent, Bruce quase quis matar ele, mas como era melhor amigo do pai deixou de lado, pois sabia que ambos se protegeriam até porque eles queriam ser como os pais proteger a cidade junto com Damian e Zatanna e os outros guerreiros da justiça os quais estavam treinando e os outros o ajudavam no treinamento quando ele estava como Bruce Wayne como uma pessoa normal fiel a esposa Diana Wayne.

FIM

26 de Dezembro de 2018 às 16:49 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~