Shadow Angel Seguir história

rafael-souza1539703178 Rafael Souza

Os deuses estão morrendo , agora eles escolhem mortais como seus sucessores. Mas para isso eles vão primeiro provar seu valor. O lendário homem que revolucionou o mundo de Eldris com sua força e inteligência , derrotando dragões , ganhando guerras , fazendo de tudo . Agora desaparecido esta será a historia do começo até o final de como ele se tornou esta lenda e de como ele passou por tantas coisas...


Fantasia Medieval Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#fantasia #medieval #magia #aventura #rpg #anime #dragao
2
4718 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Segundas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Introdução

  • Um homem estranho entra à uma taverna , todos os anões e humanos ali olham para o mesmo alto homem , sua capa encardida que antes era branca agora já era marrom , ela se arrastava pelo chão a cada passo que ele dava , sua armadura de prata brilhava contra a luz que a lareira da taverna emitia , armadura essa tão limpa que conseguia ver o reflexo de todas aquelas pessoas da taverna olhando para ela sem piscar ao menos uma vez , afinal para um lugar pobre, aquilo era de uma extrema raridade. Ao caminhar do homem todos os olhos acompanhavam cada passo dele friamente , o clima estava pesado e ninguém comentava nada , se ouvia apenas os o toque de sua armadura ao chão e o arrastar de sua capa. 


Ele senta no banco na frente do balcão e joga sua capa para o lado , mostrando assim sua espada dourada que brilhava juntamente com os olhos daqueles que viam ela. Ele tira seu capacete e neste momento , todos o reconhecem , afinal uma lenda dessas não tinha como ser esquecida ...


- Uma cerveja das simples por favor... - Dizia ele , enquanto arrumava seus cabelos lisos e brancos que escorriam pelo sua cabeça. Seus olhos vermelhos penetravam o olhar do dona daquela taverna que tremia ... por medo ou por excitação , isso não havia como saber. O homem da taverna apenas assentiu e serviu-lhe uma cerveja.


Os olhos de todos aqueles homens e anões não desgrudavam da espada da suposta "lenda" , e o silencio permanecia no ar , até ser quebrado por um anão.


-O que esta fazendo aqui ? - o baixinho ser barbudo e careca dizia na direção do homem que tomava sua cerveja tranquilamente - Você não deveria estar preso !? 


O homem vira seu copo de cerveja se levanta e vira para o anão , o anão claramente se sente intimidado pelo mesmo porém finge que está tranquilo em relação a ele .


-Não quero causar problemas - respondeu com uma voz calma - se quiser posso simplesmente ir em bora , não há problema nenhum.


O anão confuso olha para os outros que ali olhavam para a cena dos dois e sente-se poderoso e confiante por ter toda a atenção .


-Você parece ser mais novo do que dizem nas lendas - uma pausa - Você é mesmo Katsugui ? - Ele não dezia por duvida , dizia como um confronto , dizia com ironia.


-Não acredite em lendas senhor anão , você nunca sabe o lado verdadeiro da história.- sua voz continuava calma e suave.


-AHAHAAHAHA! - uma risada de deboche o anão deu - Com certeza este não e o lendário "herói"- o poder subia a sua cabeça mas ele continuou - Se fosse realmente AQUELE herói seria esperto o bastante para não vir à Vainglory novamente - o povo naquele local começou a cochichar entre si e isto dava cada vez mais coragem ao anão ... pobre anão .


-Já disse que não quero causar problemas pequeno anão - a expressão "pequeno anão" deixou-o com raiva , logo com sua fúria e confiança o anão pegou o machado do lado de sua mesa e avançou para cima do homem dando um grito que assustava as pessoas da taverna.


-AHHRGG !!!!! - Gritou o anão de dor após ter seu braço cortado em apenas um movimento em que quase ninguém viu de tão rápido  , ao olhar do povo ali em um momento o anão estava correndo com seu machado erguido para cima do homem e em um piscar de olhos o homem com a armadura prateada estava atrás do anão com seu braço em sua mão . 


O povo demorou um pouco para entender a situação e processar aquilo tudo enquanto o anão gritava ao chão com sua mão esquerda no local do ferimento do braço direito. Muitos sussurravam:


-É ele mesmo! -  outros - Nossa! Katsugui esta na nossa frente!


Katsugui anda até o anão caído no chão , se ajoelha e de sua armadura tira uma um pequeno frasco com um liquido amarelo e uma erva.


-Tome este liquido até acabar e passe essa por uma semana todo o dia , então seu braço cicatrazará. - Ele deixa as coisas do lado do anão e sai da taverna andando quando se depara com muitos e muitos homens armados com espadas e cajados e diversas armas - Quando será que eles vão parar de vir ? - ele estrala seus dedos com seu braço erguido e das sombras saem várias pessoas como arqueiros guerreiros etc, todas usando o mesmo uniforme e capa que ele... ali eles batalham... Esta história e como de tudo isso começou.





26 de Novembro de 2018 às 12:00 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Capítulo 1- Seco

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!