The Last Shadow Puppets Seguir história

sabrinavilanova Ellie Blue

Já era hora de voltar para casa, encontrariam-se com suas famílias, com seus antigos amigos. Então, por que Lance se sentia tão inseguro? De tudo o que esperavam encontrar, não acreditaram que sua chegada ao planeta natal fosse tão dificultosa. A Terra havia sido invadida e eles não sabiam o que fazer, os Galra haviam achado seu ponto fraco e teriam que fazer de tudo para protegê-lo, inclusive, aliar-se a uma aliança rebelde formada por seres de todo o universo.


Fanfiction Desenhos animados Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#klance #voltron #lancemcclain #keithkogane #takashishirogane #pidge #terra #galras
4
4864 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo - Time Has Come Again


H
ello people!!

Como vão vocês?
Então, essa fanfic se passa depois dos acontecimentos da sexta temporada de Voltron, ou seja, existirão muitos spoilers aqui.
A ideia principal dessa história é acalmar o meu fogo e minha ansiedade até o dia 10 de agosto (dia do lançamento da sétima temporada), mas a história vai ser um pouquinho mais longa e, por isso, pode ser que aconteçam coisas aqui que não irão ser canônicas.
Mais uma coisa, sei que a capa da história é meio macabra, mas não desistam de mim hahaha, eu irei mudá-la com o tempo.
Espero que gostem da história, 

Boa leitura. 

***

As lágrimas ainda escorriam por sobre a face inchada de Lance quando Allura colocou a mão sobre o seu ombro. A culpa corroía sua mente; jogado ao chão, Lance sentia-se derrotado. Não pôde não pensar que era, sim, o culpado por todos terem entrado naquela confusão. Se houvesse escutado Shiro, se houvesse, ao menos, entendido o que ele queria avisar, eles não estariam ali. Aquele clone não teria os traído, o castelo não teria sido danificado, talvez Lotor ainda estivesse com eles e Keith não precisaria arriscar sua vida ao perseguir um Shiro falso. Nada tiraria de sua cabeça o quão estúpido ele era por imaginar que tudo ficaria bem, mesmo que existissem um turbilhão de coisas a serem resolvidas. Shiro estava morto a sua frente. Morto por sua causa. E a única coisa que conseguia fazer era pedir 

O toque da paladina azul fez com que Lance levantasse o rosto, o olhar azulado tentava transmitir alguma espécie de mensagem, a qual ele não conseguiu interpretar, e, quando Allura seguiu até o Leão Negro e colocou suas mãos sobre o rosto do homem semimorto, seus olhos arregalaram minimamente. Piscou diversas vezes para ter certeza de que o que estava vendo era real, Shiro estava respirando, estava vivo, estava bem. O choro não cessou, dessa vez, por outro motivo. Não que não continuasse sentindo um grande peso, mas havia algo mais importante para se preocupar no momento. Algo que não poderia esperar por seu desespero.

As palavras e ações seguintes deixaram Lance um tanto atordoado, mesmo que não soubesse exatamente o motivo. O Castelo dos Leões estava destruído e não tinham para onde ir, senão a Terra. Finalmente voltariam para casal e, ainda assim, o cubano sentia-se um tanto acuado em relação àquilo. Passou tanto tempo pensando em como seria ver sua família novamente e quando finalmente tinha essa oportunidade a sua frente, sentia-se estranho… Talvez fosse apenas uma piada de sua mente para consigo, talvez fosse preocupação excessiva, talvez, talvez, talvez. Deixou seus pensamentos de lado quando seu nome foi chamado por Hunk, eles já iriam sair em poucos minutos, tinha que se preparar.

Os passos calmos dos paladinos até seus devidos leões foram dados em silêncio, havia muito o que ser discutido, mas estavam cansados demais para aquilo. Diante do Leão Vermelho, Lance observou inexpressivo os detalhes daquele a quem pilotava e não conseguia parar de dizer a si mesmo que aquele não era o seu lugar. Aproveitaria a viagem à Terra para pensar sobre aquilo, tomaria a melhor decisão para todos, tomaria a melhor decisão pela equipe.

O trajeto até o seu planeta natal seria um pouco demorado, não tinham mais o castelo e não poderiam abrir mais buracos de minhoca. Sentado, em silêncio, Lance observava calmamente a interação entre os outros, porém, não abriu a boca para falar qualquer bobagem como de costume. Apenas ficou quieto, enquanto o Leão cruzava a atmosfera daquele planeta desconhecido. 

5 de Agosto de 2018 às 02:33 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Capítulo Um - Do Me a Favor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!