Conto
1
4.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Para meu Naru

Notas iniciais: Olar, eu ia deixar todo mundo sofrendo com o final aberto, mas a culpa é da Emily com essas cartaS (sim, vem mais por aí). Se você chegou aqui sem ler Nemophila Harmony volte ao meu perfil e leia ela antes - é fundamental para seu entendimento -.


Oi meu anjo, como é o céu? Você está onde merece? Pois não conseguiria dormir sabendo que seu amor não fora o suficiente para lhe dar uma regalia. Quem imaginaria que pereceria pelo amor, não, pela falta dele.

Há inúmeras coisas que preciso te dizer e uma delas você sempre soube e nunca duvidou. Eu te amo tanto, mas tanto que dói apertado não receber seus sorrisos de quando faz algo errado, ou de não escutar mais sua risada. Tudo dói... Tudo pesa, como se o ar fosse mais denso e não tivesse compatibilidade com meu corpo.

Você sabia sobre meus sentimentos verdadeiros? Aqueles que me faziam querer ser o Itachi por boa parte de nossa adolescência, não pense que queria apenas receber toda a atenção... Eu queria causar as borboletas em seu estômago. Me falava tanto delas que até mesmo daquilo eu me enciumava. Porém, sua presença era avassaladora e eu só seguia aquele ritmo. Porque nunca tive coragem de dar um passo a frente e precisar recuar três. Jamais iria impor algo para com você.

E assim... Eu esperei, eu zelei e permaneci ao seu lado. Eu estava satisfeita com tudo isso. Nunca chamaria de migalhas, mas sim, de como suas Nemophilas. Sabe por quê? Elas têm a capacidade irradiar tudo e todos com sua graça e já é o suficiente para satisfazer.

Fui mais que feliz ao seu lado e nunca esquecerei da flor que disse pertencer unicamente a mim. Eu fingi espanto, mas sabia que seria uma Nemophila. A surpresa veio com a cor, elas eram tão rosas quanto meus cabelos e eu nunca me senti tão feliz ao recebe-las.

O tempo o tomou de mim, tomou meus planos e tomou minha esperança daquilo que um dia eu assistiria. Seu casamento. Lembra de todas as noites em que sonhávamos com um casamento gigante? E quando você quis mudar tudo isso por um casamento dentre flores azuis? Você sempre fora óbvio demais.

Sua partida para a Índia foi meu maior choque e diria que preparação para o que veio com sua volta. Eu nunca havia me sentido tão sozinha em minha vida, pois você era meu sol. Assim como era o sol de todos a sua volta.

Mas sua missão fora cumprida e com o coração em pedaços eu o deixo partir. Acima de todos eu sabia como você não queria esquecer o mínimo de lembranças que tinha de seus pais, seu avô e até mesmo o crápula do Itachi.

Vá em paz meu anjo.

Sentirei sua falta todos os dias e todo aquele amor que me deu terá uma validade, mas prometo buscar outra forma de preencher meu coração. Exatamente como o prometi na maca do hospital para você nos seus últimos momentos.

Eu nunca deixarei de lutar por amor.

29 de Junho de 2018 às 03:13 0 Denunciar Insira 2
Fim

Conheça o autor

E C Comecei a escrever por conta dos sentimentos ruins que tenho em mim, mas aos poucos comecei a escrever sobre os bons também. Então tem muito drama aqui, ele vem com facilidade. Mas tenho um pé no fluffy com umas pimentas 🌚 Porque a vida é puramente uma peça de teatro bem trágica 💜

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~