Perfeito Seguir história

vminsure jai oliveira

Namjoon só queria que Jimin soubesse o quando ele o amava.


Fanfiction Bandas/Cantores Todo o público.

#bts #jimin #namjoon
Conto
2
4638 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Jimin estava aproveitando sua folga do trabalho para atualizar uma série que havia começado e não teve tempo de terminá-la, o seu conceito de momento de felicidade naquela hora, era ficar jogado na cama que estava cheia de pacotes de salgadinho e doce, vestindo um pijama roxo antigo e com os cabelos totalmente bagunçados. Desde que saiu da faculdade, não tinha muito tempo para ficar daquele jeito, então precisava aproveitar o máximo que conseguia.


Não sabia quando tempo ou quantos episódios já tinha visto, quando Jimin começou a ouvir um barulho da janela. Ele franziu a testa, confuso. Não tinha medo de fantasmas, muito menos de escuro, afinal, pela janela sem a cortina mostrava que o sol já tinha ido embora a muito tempo.


Levantou-se da cama e procurou o controle da televisão para pausar a série, percebendo que o barulho não parava de jeito nenhum. Jimin sabia que estava sozinho em casa, seu marido tinha dito que teria que ficar até mais tarde no trabalho por conta de uma papelada que tinha sido entregue errada.


O Park caminhou até a janela de pés descalços no piso frio, abriu a janela e uma pedrinha quase bate na sua cabeça, Ele se inclinou sobre a janela, vendo o rosto e os cabelos castanho-claros de Namjoon ali em baixo, acenando para Jimin animadamente. Em suas mãos, havia um buquê de flores e ao seu lado, um rádio portátil.


— Namjoon? Mas que diabos você está fazendo? Ficou maluco? Não era mais fácil ter entrado? — Jimin disse apoiando-se na ponta dos pés. — Ou você já perdeu as chaves de novo?


— Desce aqui! — Namjoon gritou do quintal, algumas pessoas que passavam na rua olhavam estranho para ele, que nem ligava para o que estava acontecendo, somente para Jimin parecendo incrédulo na janela.


— Não! — Jimin gritou de volta, ameaçando sair da janela.


— Vem, amor! Ou eu vou continuar jogando pedrinhas!


Jimin bufou, se dando como vencido e fechou a janela, Namjoon não iria mesmo desistir. Jimin esqueceu de pegar os chinelos, apenas desligou a televisão e saiu do quarto, desceu as escadas rapidamente e saiu de dentro de casa, vendo Namjoon com um sorriso de orelha a orelha ao lado da caixa de som.


— Não era para você estar no escritório, Joonie? — Jimin perguntou abraçando seus próprios braços por causa do vento. — E o que você está fazendo com essas flores?


— Consegui sair mais cedo, — Namjoon tirou o celular de dentro do bolso, mexeu em algumas coisas e uma música conhecida de Jimin começou a tocar — porque eu lembrei de uma coisa.


E, de repente, Jimin viu quais eram as flores que estavam nas mãos de Namjoon, eram flores de cerejeiras, o mesmo tipo de flores que Namjoon tropeçado e destruído quando caiu por cima de Jimin no baile de formatura do ensino médio na escola e a música, Take My Breath Away, era a que estava tocando na mesma hora e foi assim que Jimin e Namjoon se conheceram, depois daquilo, Namjoon descobriu que Sakuras, como eram chamadas as flores de cerejeira, eram as flores favoritas de Jimin, e a música da cantora Berlin, tinha um lugar guardado no coração de Jimin por ter visto demais o filme no qual ela era tema.


— Hoje é nosso aniversário de namoro... — Namjoon deixou as flores sobre o rádio e se aproximou de Jimin, que viu que ele também estava descalço — E eu apenas queria dizer que eu te amo cada dia um pouquinho mais.


— Mas, nós somos casados, Namjoon — Jimin disse antes de ter sua cintura enlaçada pelos braços de Namjoon, juntando seus corpos — e eu estou parecendo uma bagunça.


— Ainda consegue me tirar o fôlego. — Namjoon sussurrou, passando a mão pela bochecha avermelhada de Jimin.

Jimin sorriu, fechando seus olhos e sentiu seus lábios sendo tomados por Namjoon, beijando-lhe lentamente.


— Eu amo você, Kim Namjoon.

28 de Junho de 2018 às 22:33 0 Denunciar Insira 0
Fim

Conheça o autor

jai oliveira maybe we feel so empty because we leave pieces of ourselves in everything we used to love

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~