Watashi No Kokoro Seguir história

crissuniverse Tali Uchiha

Após tanto tempo olhando só em uma direção, talvez fosse o momento de Hinata ampliar seus horizontes. -/- Frase 4: “Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada.” — Clarice Lispector


Fanfiction Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#naruto #ua #hinata #neji #nejihina #amordefrases
Conto
5
5031 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Agradecimento especial à Ell por, novamente, betar pra mim, essa princesa linda <3 Pessoal, é minha primeira vez escrevendo algo sobre o shipp, então desculpem-me se estiver horrível, prometo melhorar. 

-/-


   O coração de Hinata Hyuga, mais uma vez, fora pisoteado. A sensação de rejeição já fazia parte de sua vida, entretanto, ainda sim era dolorido quando ocorria.


O que lhe faltava?


Por que Naruto não podia corresponder seus sentimentos?


Talvez devesse dar uma chance pra Kiba? Não, não realmente. Kiba só à usaria, como todas as garotas com quem já saiu em Konoha.


Hinata abraçou o próprio corpo, abaixando a cabeça e deixando que os longos cabelos negros caíssem feito uma cascata por seus ombros, desejando apenas que o caminho se encurtasse e que sua casa estivesse logo adiante.


   No caminho até a residência dos Hyuga existia uma pequena viela por onde se era necessário atravessar se quisesse o caminho mais curto; Hinata nunca realmente havia passado por ali, afinal, sempre ia para casa com Neji ou Shino pela estrada aberta, entretanto, apenas queria sua cama naquele momento e, se o preço fosse passar pela travessa, pouco se importava.


Fechou os botões da blusa de frio e andou pé ante pé, sem nunca se focar em nada, nem ao menos olhava para o caminho em si, apenas para o chão de paralelepípedos. Todavia, a garota sentiu seu coração parar ao ouvir vozes ao longe e, ainda por cima, reconhecer uma delas.


   — Eu juro que, se olhar pra ela de novo, te quebro, seu infeliz.


   — Quebra, é? — risadas, havia mais de três pessoas ali. Hinata se aproximou mais um pouco, escondendo-se atrás de uma parede. — O que podemos fazer? Ela é tão gostosinha. Tivemos sorte de Akano estar no mesmo lugar que ela e Ino e nos presentear com essas fotos.


   Um estralo seguido por um grito de dor fizeram com que a jovem Hyuga se revelasse, vendo claramente seu primo em cima de outro garoto, golpeando-o com força. Outros dois se lançaram na tentativa de agredir Neji, entretanto, era rápido demais para que tivessem alguma reação realmente válida.


   — Itoko-chan?!? — foi como se tudo estivesse parado no momento em que os olhos de Neji Hyuga se cruzaram aos de Hinata. Os outros garotos tomaram aquilo como uma oportunidade e correram rua acima, deixando Fonshu jogado ali, desacordado.


   — O que está fazendo aqui? Não deveria voltar com Shino hoje? — limpou o sangue que descia por um corte em seus lábios.

 

   — Eu... Precisava fazer minhas próprias coisas... — se aproximou lentamente, tocando na bochecha ferida. — Itoko-chan... Prometeu que não iria mais entrar em brigas...

 

   Neji virou o rosto, evitando contato visual. — Vamos pra casa, esse lugar está cheio de idiotas. — a jovem sentiu seu pulso ser segurado e logo deixou-se ser levada pelo primo até chegar finalmente em casa.


   Por uma sorte do destino, nem Hiashi e nem Hanabi estavam em casa, então, perguntas indesejadas não seriam feitas. Hinata subiu com Neji até seu próprio quarto, na intenção de limpá-lo, entretanto, fazê-lo ceder era mais difícil do que seduzir Naruto, mesmo estando no auge de seus 16 anos tendo um corpo aceitável para a idade.


   — Itoko-chan, deixe-me ajudá-lo, por favor. Não há necessidade de tamanho orgulho. — a garota estava frustrada. Sentou-se em cima de suas próprias pernas, inclinando-se até o garoto na tentativa de tocar seu supercílio com o algodão banhado em uma pomada.


Neji segurou sua mão, deitando na cama em um claro sinal para que Hinata fizesse o mesmo. Virou a cabeça de lado, encarando a garota.


   — O que tinha de tão importante pra fazer? Não me disse nada sobre isso de manhã... — a garota passou a língua pelos lábios, suspirando. — Naruto novamente, Hina?


   — Eu... Eu só queria que ele me notasse, nem que fosse uma única vez. O que eu não tenho? O que falta?


   — Já pensou em paquerar o Sasuke? Um bom pretendente, na minha opinião. — deu de ombros, acariciando o polegar da prima.

   

   — É um circulo vicioso, Neji. Naruto ama Sakura que ama Sasuke que ama Naruto. Sempre foi assim, infelizmente eu tive a esperança de que Naruto pudesse me olhar como olho pra ele...


   — Hina... Você é uma garota linda e inteligente, meiga e, na maioria das vezes, muito ingenua. Haverá alguém algum dia que irá te amar pelo que é. — Neji afagou o rosto delicado da menina, levando uma madeixa da mesma para trás da orelha. Hinata o olhou, sentindo seu rosto ficar rubro. Neji não deveria, mas, ainda sim, o fez. Colou seus lábios ao da Hyuga, provando o doce sabor do protetor labial que a mesma usava. Os olhos arregalados da menina deixavam explícita sua surpresa, tanto que foi a primeira a interromper tudo e sentar-se na cama, respirando descompassadamente. — Eu... Droga, Hinata...


   — Neji...


   — Eu gosto de você... Há muito tempo, na verdade... Eu odeio essa sensação de estar na zona onde sou só seu amigo, seu primo... Eu gosto de você desde aquele dia onde você deu um beijinho na minha testa porque eu tinha caído do banco enquanto tentava pegar a maçã na macieira perto do colégio... Eu... — Neji sentou, encarando as costas da garota que havia se virado, temendo encará-lo. — Possa ser que não seja agora e que demore muito, contudo, peço para que aceite meus sentimentos e, se possível, retribua-os. Sei que posso te fazer mais feliz do que acha que Uzumaki fará.


Após um tempo de silêncio, o rapaz pôde, enfim, ouvir a voz delicada de Hinata.


   — Neji, eu... Eu sinto muito... — suspirou. — Não escolhemos por quem nos apaixonamos... Eu nunca planejei amar Naruto, assim como sabemos que nunca foi sua intenção sentir isso por mim...

   

   — Você não está cansada de sofrer, Hina? — a garota riu baixinho.


   — Eu tenho uma enorme dívida com Naruto, acho que foi a partir disso que me vi presa aos sentimentos que tenho por ele.

   

   — Dívida? — Neji parecia confuso.


   — Já faz um tempo que os garotos da vila vem me assediando, falando do meu corpo, sendo idiotas... Naruto sempre dá um jeito quando isso acontece e eles passam um longo tempo sem me atormentar...


   — Naruto faz isso?


   — É, incrível, não? Eu nunca vi ele fazendo, mas, sei que nem Shino e nem Kiba fariam isso, mesmo sendo meus amigos. Se não foram eles, a resposta mais lógica é o Naruto-kun. — sorriu bobamente.


   — Ah... Eu... Preciso ir até a casa de Kiba, ajudar em algo que prometi... Fique bem, okay? — beijou o topo da cabeça de Hinata, saindo rapidamente, como se nada tivesse acontecido, entretanto, o coração da jovem Hyuga pareceu bater mais forte naquele momento.


.


   Mal tinha chegado na escola e já foi recebida por Ino e Naruto, puxando-a para um canto isolado.


   — Ficamos sabendo do que aconteceu com Neji.

   

   — Ele já chegou? — Hinata olhou para a escadaria de entrada, procurando primo.


   — Não ainda. Kiba nos contou, na verdade. — Ino deu de ombros.


  — Ele foi bem corajoso em enfrentar o garotos da rua de baixo sozinho, ainda mais sabendo que Fohomaruno é desonesto em todas as suas brigas. — Naruto disse, deixando clara toda sua admiração.


   — Ele foi imprudente, na verdade. Não havia motivos o suficiente para tudo aquilo. — Hinata nem havia se dado ao trabalho de saber a razão da discussão do dia anterior, entretanto, levando em conta o péssimo temperamento de Neji, para ela, devia ser por besteira.


   — Não acha que está sendo injusta, Hina? — Ino a olhou. — Quem dera eu ter alguém que brigasse com os outros por mim.


   Hinata a olhou confusa. — Como assim?


   — As fotos. Quando os pais de Sakura nos levaram a praia, um dos idiotas da rua de baixo estava lá e tirou fotos suas de biquíni. Não sabia disso?


   — Não...

   

   Naruto a olhou. — Não é a primeira vez que Neji te defende dos garotos, pensei que já havia se tornado algo previsível.


   — Neji me defende? Naruto-kun, Neji nunca me defendeu.


   Ino riu, negando com a cabeça. — Hina, sua bobinha, anda com a cabeça na lua? Eu mesma te disse sobre aqueles garotos que vivem te irritando. Não consegue nem imaginar a razão de terem parado?


   Hinata via-se perplexa. Nunca havia sido Naruto, sempre fora Neji. Ele entrava em brigas por ela, ele recebeu uma reputação de encrenqueiro por ela, ele ficou calado quando ela deu seus créditos a Naruto e apenas foi embora, provavelmente de coração partido, enquanto Hinata mantinha-se presa a um amor unilateral apenas por uma dívida inexistente.


Sentia-se tão idiota naquele momento.


   — Eu... Preciso ir... — correu para longe, na esperança de encontrar o primo pelo caminho.


Essa seria sua nova chance. Se Naruto não pôde à amar, mesmo tendo-a de corpo e alma por um simples dever, não merecia seu coração. Hinata fora cega por muito tempo e agora precisava enxergar um novo horizonte, precisava enxergar Neji. Estava indo atrás dele não por culpa, por precisar pagá-lo por tudo o que fez, estava correndo atrás de seu primo porque agora não havia amarra nenhuma que impedisse seu coração de bater livremente por ele, como sempre bateu, entretanto, ela sempre ignorou.


   Os cabelos longos soltos ao vendo foi a primeira coisa que a garota reparou quando virou na esquina de uma casa. Neji, um tanto quanto cabisbaixo, descia a rua acompanhado de Rock Lee e Shino, enquanto tinham uma conversa saudável sobre o que Lee deveria dar de dia dos namorados para Gaara, quando este viesse visitá-lo na aldeia da folha. Hinata ignorou tudo ao seu redor e saltou para os braços de Neji, abraçando-o com força.


   — Seu idiota, tão idiota, Neji-kun. — encaixou seu rosto na clavícula do mesmo, sentindo os braços fortes a segurarem.

   

   — O que aconteceu, Hina? Uzumaki-kun lhe fez algo novamente? — a garota negou, erguendo a cabeça e encarando o rosto confuso do primo. Naquele momento, pôde perceber algumas escoriações espalhadas pela pele pálida do rapaz. 

Ergueu-se na ponta dos pés, passando o dedo levemente por elas. — Hina?


   — Por que não me disse? Teria sido tão mais fácil desde o inicio, Neji... — o garoto suspirou.

   

   — Pra quê? É como você mesma disse ontem, Hinata. Você se apaixonou por Naruto e acreditava de todo seu coração que o mesmo era seu herói. Te vi tantas vezes com os olhos inchados por não ter o amor retribuído... Você só iria sentir-se mal se descobrisse que todos os seus esforços eram em vão.


Ela revirou os olhos, pousando uma mão espalmada no peitoral do Hyuga, enquanto a outra estava envolvida entre os cabelos do maior. — Você pensa muito, Neji. Se não tivesse sido tão cabeça dura, talvez eu tivesse deixado florescer livremente meus sentimentos por você... Agora, estou em um caminho para amá-lo e... Preciso que fique comigo e me dê todo seu amor...


   Neji riu baixo, encostando sua testa na de Hinata. — Sem objeções por minha parte.


Hinata sorriu e os dois começaram um doce beijo, esquecendo um Shino e o um Rock Lee sentados que estavam apenas observando, aliviados daquela ladainha ter um fim.

18 de Junho de 2018 às 22:02 15 Denunciar Insira 9
Fim

Conheça o autor

Tali Uchiha Leio de tudo, menos histórias com traição. No momento, minhas coisinhas favoritas são Snamione, Drarry, Snarry, Kacchako, IwaOi, SasuHina e animes em geral. Leio Larry também <3 Trailer de Um Conto de Inverno: https://www.youtube.com/watch?v=QRmqHAzvsFs&t=0s&index=3&list=PLA7dlmsWJdlcaovVQShHa06PKBcbfAVKq Em andamento: - Um conto de Inverno - Teoria das Flores

Comentar algo

Publique!
Patricia Carmo Patricia Carmo
Nss, meus parabéns!! Eu achei a história MT bonitinha msm sendo curta! Eu adorei de mais, meus parabéns de vdd♥️♥️
30 de Junho de 2019 às 12:14
Lorena Dinelly Lorena Dinelly
Parabéns por essa one, você desmontrou um verdadeiro nejihina, os sentimentos mais puros que possam existir.ta perfeita 😍
18 de Novembro de 2018 às 06:12

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    muito obrigada por ter lido e estou muito feliz de conseguir passar a essência NejiHina, porque, nossa, eles são muito bolinhos 19 de Novembro de 2018 às 07:39
Azarashi Onna Azarashi Onna
Que coisa mais fofaaaaaaaa! Acho bem coerente com as personalidades deles, o Neji é muito reservado com os próprios sentimentos, mas se a Hinata desse uma chancezinha, acredito que ele a aceitaria. Vou divulgar sua one lá no grupo 😍😍😍😍
18 de Novembro de 2018 às 04:51

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    Ai que xuxu, muito obrigada <3 fico imensamente feliz que tenha gostado <3 19 de Novembro de 2018 às 07:36
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá! Que bom que você escolheu uma frase diferente! A maioria pegou 5 ou 6, pelo que eu vi. Gostei de ver outra proposta, outra abordagem. Muito digno, porém triste, o Neji ficar calado e não fazer nada enquanto a Hinata elogiava o Naruto por algo que ele não fez. Neji ainda aguentou a rejeição firme e forte e seguiu em frente. Não é qualquer um que faz isso. Eu senti falta só de mais clareza em relação aos sentimentos da Hinata, porque no começo parece que ela só gosta do Naruto mesmo, não porque ele a defendia, mas por gostar; depois, parece que era a segunda opção, porque ela fica com o Neji quando descobre a verdade. Alguns diálogos também estão soando um pouco mecânicos, pouco naturais. Seria legal ver isso aí. Parabéns pelo bom trabalho! Até mais!
28 de Junho de 2018 às 20:47

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    Na verdade, é algo que fica nas entrelinhas, só que, fui um pouco burrinha em não aprofundar. A Hinata gostava do Naruto, isso é fato, porém, ela gostava dele pelo que ela achava que ele era e não pelo garoto venerado que ele se mostrava. Eu irei trabalhar bastante e escrever algo melhor, entretanto, fico feliz que tenha gostado ❤ Obrigada pelas dicas também 28 de Junho de 2018 às 21:26
Amira Chiwa Amira Chiwa
Ah, faz tempo que eu não leio uma NejiHina, que coisinha mais fofa. Amei sempre pensei nisso, Neji num amor recolhido pela Hina e ela amando o Naru que não gosta dela. Parabéns por essa preciosidade
24 de Junho de 2018 às 20:21

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    Muito obrigada. Fico feliz que tenha gostado, de verdade ❤ É minha primeira vez escrevendo sobre o shipp, então fiquei meio insegura 24 de Junho de 2018 às 22:04
Saah AG Saah AG
Ui, abalou! Comigo não tem shipp ruim, porque aqui o negócio aqui é fanfic. Mesmo que o casal seja ruim na obra, a gente ta nesse ramo pra moldar do jeito que a gente quiser. Você, por exemplo, fez isso! E ficou muito fofo, inclusive! Parabéns pela fic :3
24 de Junho de 2018 às 11:18

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    Muitíssimo obrigada, fico lisonjeada de ter gostado <3 24 de Junho de 2018 às 12:55
Ayzu Saki Ayzu Saki
ISSO AÍ, FLUFFY! Não vou mentir que gosto desse ship sim, e achei a estória bem fofa <3
22 de Junho de 2018 às 11:52

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    estou tão feliz que tenha gostado ^^ 22 de Junho de 2018 às 12:39
Rita Gomez Rita Gomez
Vou confessar que não curto muito o ship, mas não tive como não ficar balançada por essa coisa fofa <3 Por um segundo fiquei com medo do Neji rejeitar os sentimentos (bem tardios vale salientar) da Hinata, mas amém que isso não aconteceu e teve até beijinho para fechar o momento. Gostei muito da fic, parabéns!!!
20 de Junho de 2018 às 16:55

  • Tali Uchiha Tali Uchiha
    Muito obrigada pelo comentário ^^ Eu nunca tinha escrito algo sobre eles e comecei a shippar só recentemente, então, fiquei meio insegura em relação que eu tinha feito. Fico imensamente feliz de poder tocar seu coração com essa pequena história ^^ 20 de Junho de 2018 às 17:00
~