Stranger Likes Seguir história

_ohgostosohun Paola Anacleto

Onde o nerd da escola vulgo Park Chanyeol aprecia a bunda do bom em esportes e popular da escola Byun Baekhyun.


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#exo #fluffy #yaoi #colegial #chanbaek #baekhyun #chanyeol
Conto
47
5.1mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Stranger likes

Capítulo Único


Chanyeol é o típico garoto nerd geek de uma escola comum em Seul, não era do tipo excluído, mas também não era popular. Tinha seus amigos que podia contar para qualquer hora, e quem não o conhece poderia dizer que era mais um nerd anti social com o QI alto que gostava de heróis, videogames e fazer alguns rabiscos, mas era totalmente diferente. Ele era tudo menos anti social, quando pegava intimidade com a pessoa, sua personalidade era totalmente engraçada, brincalhona e um pouco atrapalhada, nada que o grandão já não estivesse acostumado.


E agora começava mais um dia de caminhada naquela quarta feira. Com os fones de ouvido escutando Boiling Point do Ravi enquanto cantarolava baixinho, não demorou muito para cruzar os portões da instituição e procurar alguém muito conhecido por todos, mas sem sucesso. Então foi até sua mesa, já podendo avistar seus dois amigos Yixing - ou Lay como gostava de ser chamado - e Seulgi.


— Bom dia, pessoas — disse ao se sentar na mesa, vendo Yixing fazer mais uma de suas mágicas com Seulgi, que ficou surpresa ao ver sua carta aparecer dentro da caixa do baralho, que estava vazia.

— Mas como você fez isso? — perguntou ela.

— A pergunta não é como e sim quando — sorriu pequeno se virando para Chanyeol. — Algum passarinho fez um ninho no seu cabelo de algodão doce.

— Acordei atrasado e não deu tempo de arrumar — disse erguendo o óculos que caia pelo nariz. — Ai, seulgi! — falou ao sentir os dedos finos desfazerem os nós de seus fios rosados bagunçados.

— Isso poderia ter sido evitado, se voc…. — Chanyeol parou de prestar a atenção quando ele passou pelos portões da escola. Ah! Sim, Byun Baekhyun: o aluno mais popular do colégio. Além de ser bonito e ótimo nos esportes, tinha uma bela bunda, a qual o Park tinha uma tara absurda, só conhecia o Byun pelo que falavam dele, eram da mesma sala, mas nunca passava do bom dia já que Chanyeol havia ficava sentado atrás dele só para apreciar aquelas nádegas esculpidas pelos deuses.

— Não acha melhor tirar uma foto? — perguntou Yixing chamando a atenção do maior.

— O quê?

— Tira uma foto da bunda do Byun, que tal.

— O álbum da minha câmera já ta cheio de fotos dela obrigado.

— Eu pensava que era mentira.

— Seulgi é quase impossível não tarar a bunda do Baekhyun, e ele ainda vem com calça jeans apertada — disse desacreditado.

— Prefiro a do Sehun — falou ela.

— Eu não gosto dele — observou a cena onde Baekhyun abraçava Sehun de lado e apoiava o queixo em seu ombro

— Parece que alguém aqui está com ciúmes — disse Yixing depois que o sinal bateu e foi ignorado pelo maior.


Quando chegaram na sala, se sentaram em seus lugares de costume, Chanyeol na fileira do meio sendo a dele ultima carteira enquanto Lay e Seulgi sentaram na fileira do lado um atrás do outro. Não demorou muito para a sala encher de alunos, sendo Baekhyun o último dele a entrar, comprimentando o maior com um Bom dia.


O dia se seguiu normal, com o Park observando a bunda do Byun e servindo de cobaia para as novas mágicas de Lay. Na hora da saída, eles foram almoçar no Subway antes que as atividades extracurriculares começassem.


— Parece que a bunda bonita está aqui também — falou Seulgi quando entraram no local.

— E fazendo barulho como sempre — comentou Lay quando foi possível escutar eles rindo alto.


Depois de escolherem os lanches foram procurar uma mesa, mas foram atraídos pela voz de Sehun, que chamava Lay e seus amigos para sentar com eles. E bem, só tinha três cadeiras, uma ao lado de Minseok - para os íntimos Xiumin - que Seulgi sentou, outra ao lado Sehun que Lay escolheu e a última ao lado do Byun, na qual Chanyeol não teve muita chance e sentou.


— Vai para o treino hoje, né? — perguntou Sehun animado.

— Vou sim, meu tornozelo já melhorou — disse o chinês empolgado. Lay e Sehun faziam dança a tarde e por isso acabaram ficando amigos com o passar do tempo.


Chanyeol estava quieto em seu canto comendo seu lanche, onde apenas observava as conversas de seus amigos, um pouco tímido como sempre era quando não conhecia pessoas novas, mesmo que eles estivessem estudando consigo há três anos.


— Qual é a mágica de hoje? — perguntou Sehun, chamando a atenção de todos para ele.

— Vou fazer duas bem simples — falou ele. — Preciso de dois copos e uma moeda — Sehun pegou seu copo vazio deu a ele e uma moeda. — Prestem bem a atenção — Lay colocou a moeda debaixo de um dos copos os deixando lado a lado, depois mostrou que debaixo de um havia a moeda e no outra não havia nada, deu um pequeno toque no copo que não havia nada e o ergueu mostrando a moeda que havia passado de um copo para o outro fazendo todos ficarem surpresos, na segunda parte cobriu a moeda e misturou os copos. — Sehun pode erguer os dois copos. O mais novo animado ergueu e não tinha nada embaixo deles.

— Mas não tem nada aqui, aonde foi parar a minha moeda.

— Agora é que vem a parte mais legal, Baekhyun verifique as orelhas do Chanyeol — Chanyeol travou, olhou para o amigo que sorriu para si.

— Posso? — Baekhyun pediu permissão, recebendo apenas um aceno tímido. Sendo assim, Baekhyun se inclinou fazendo Chanyeol ficar parado para não fazer nenhum movimento brusco enquanto Baekhyun mexia em sua orelhas tentando achar algo, e o maior estava gostando do carinho ali. — Não tem nada aqui.

— Tem sim — afirmou convicto.

E mais uma vez, Chanyeol pode sentir os dedos longos e bonitos do Byun em suas orelhas um pouco grandes até sentir ele pegando algo dali.

— Não acredito nisso — falou Baekhyun.

— Acho melhor a gente ir ou chegaremos atrasados.


Na volta para a escola, seus amigos andaram mais a frente enquanto ele andava atrás escutando Don’t forget do Crush em seus fones de ouvido, estava tão aéreo que acabou se assustando quando Baekhyun pegou um de seus fones para descobrir o que ele estava ouvindo. Olhou para a frente vendo os demais correrem por algum motivo.


— Eles foram apostar corrida — falou, vendo Lay virar a esquina que dava para a rua da escola primeiro. — Eu adoro essa música, não sabia que gostava de Crush.

“Tem muita coisa sobre mim que você não sabe” pensou Chanyeol.

— Você é um cara de pouca palavras, mas vendo de longe você parece ser engraçado e brincalhão.

— Digamos que eu sou um pouco tímido com quem eu não conheço — Baekhyun apenas assentiu enquanto caminhavam até a escola ainda compartilhando o fone.

— Te vejo mais tarde, Chanyeol — disse, devolvendo o par do fone que havia pegado com um sorriso tímido, andado em direção a quadra poliesportiva que se via mais ao longe.


Chanyeol apenas acenou quando Baekhyun olhou uma última vez para trás antes de sair correndo, deixando o maior ter uma bela visão de sua comissão traseira.


Chanyeol ajudava no plantão de dúvidas que havia a tarde, ele e mais cinco alunos que tinham as melhores notas do ensino médio.


— E aí, Chanyeol? Pronto para mais um dia? — falou Rose quando o maior entrou na sala.

— Como sempre estou, qual matéria eu peguei hoje?

— Sobrou matemática, tem dois alunos do primeiro e um do segundo — indicou a mesa em que o jovens estavam sentados.


O dia se seguiu com Chanyeol no plantão, que conforme a tarde, passava ia ficando cada vez mais vazio, até que só sobrasse somente ele e uma menina do primeiro ano tirando a última dúvida sobre a matéria de física. Quando finalmente ficou sozinho, arrumou a sala e colocou alguns livros que usou na estante logo pegando suas coisas para ir embora, mas acabou sendo impedido quando uma pessoa entrou correndo na sala.


— C-Chanyeol…. Eu preciso de ajuda — Baekhyun disse sem fôlego, recuperando o ar enquanto as mãos estavam apoiadas no joelho.

— Primeiro, respire fundo, calma, sem pressa — disse o maior inspirando e expirando com calma sendo seguido pelo outro. — Agora que está melhor me explique o que você quer.

— Eu sei que já está indo embora, mas será que você pode me ajudar? Estou com algumas dúvidas sobre a aula de física e matemática de hoje, eu tentei vir mais cedo, mas o treinador não deixou — Baekhyun fez sua melhor cara de cachorro sem dono.

— Não faça essa cara pra mim, porque não vou te ajudar — Chanyeol disse sério depois de arrumar os óculos, vendo Baekhyun fazer uma cara triste quase desacreditado. — Eu estou brincando — ele riu alto enquanto levava alguns tapas doloridos do menor. — Vai lá pegar suas coisas e me fale suas dúvidas.

Baekhyun não demorou muito em pegar seu material e tirar suas duvidas com o grandão, atento na explicação que ele dava enquanto rabiscava em seu caderno como exemplo para que ele pudesse entender melhor.

— Agora faça esses cinco exercícios — disse Chanyeol escrevendo no caderno do outro. — Quando terminar me mostre para eu ver se está certo.


Chanyeol pegou uma de suas HQ’s e ficou lendo, vez ou outra olhando para Baekhyun concentrado em seus exercícios, até finalmente focar apenas na HQ que estava lendo. Baekhyun, depois de um tempo, quando já havia terminado todos os exercícios que Chanyeol havia passado, passou a fitá-lo, vendo o rosto concentrado na HQ que lia, os óculos estavam na ponta do nariz e o cabelo rosado um pouco bagunçado, “até que ele é bonitinho” pensou Baekhyun.


— Já acabou? — Baekhyun poder ver os olhos do maior ser direcionados a si.

— Ah, sim, eu só não queria atrapalhar sua leitura.

— Sem problema, posso corrigir?

— Pode — Baekhyun entregou seu caderno a ele vendo uma postura séria do maior. Então ele pegou uma caneta vermelha e passou a ver os cálculos que o menor fez, fazendo uma careta vez ou outra deixando Baekhyun na expectativa. — Nossa eu fui tão mal assim? — disse mordendo o dedo, uma mania que tinha desde criança.

— É... Até que você não foi mal, mas o resultado do último exercício está errado — mostrou o que havia circulado em vermelho. — aqui você precisa dividir e não subtrair.

— Entendi — disse corrigindo o resultado rapidamente.

— Isso. Agora tá certo — Chanyeol sentiu o celular vibrar no bolso, logo identificando a chamada no visor, era sua mãe. Trocaram algumas palavras e logo finalizou a ligação. — Sua dúvidas de química vão ficar pra outro dia, Baekhyun, tenho que buscar as minhas irmãs e tomar conta delas enquanto minha mãe vai cumprir o plantão.

— Ah, sim, talvez amanhã, quem sabe — disse, guardando suas coisas assim como Chanyeol.

— Suas irmãs estudam aonde? — perguntou Baekhyun, enquanto caminhavam para a saída da escola.

— A duas ruas daqui, uma escola infantil não muito longe. Fica perto de uma confeitaria.

— Eu moro por ali, se quiser posso te acompanhar — Chanyeol assentiu.

Os dois começaram a caminhar em silêncio, mas Baekhyun não conseguia ficar quieto por muito tempo.

— Chanyeol…

— Sim.

— Eu preciso conversar, não consigo ficar quieto por muito tempo — Chanyeol riu.

— Parece que temos alguém hiperativo aqui, o que quer perguntar?

— Estou pensando em pintar meu cabelo de rosa que nem o seu.

— Acho que vai ficar legal, você já está loiro então ajuda bastante. Só não seja relaxado que nem eu, como você pode ver, nem meu cabelo eu penteei hoje.

— Isso é bem notável — ele riu.

— Eu passei a noite jogando e quando fui dormir já era bem tarde, quando eu abri os olhos, eu me desesperei, coloquei a primeira roupa que vi e corri para cá.

— Quem me acorda de manhã é o Sehun, digamos que eu tenho um sono pesado pela manhã.


Os dois foram conversando e conhecendo um pouco mais um do outro, e logo já estavam em frente a escola que as irmãs de Chanyeol estudava.


— Oi, Chanyeol, sua mãe nos disse que vinha buscá-las hoje — disse entregando as irmãs à ele.

— Obrigado, Senhora Jung, até amanhã.

— Chanchan, quem é ele? — perguntou Sarang quando eles pararam em frente à Baekhyun.

— Baekhyun, essas são minhas irmãs gêmeas de três anos, Park Yun e Park Sarang.

— Primeira vez que vejo gêmeas idênticas — disse, fazendo um carinho no cabelo longo das duas.

— Pra você não se confundir, a Sarang tem uma pinta embaixo do olho direito — disse pegando Yun no colo.

— Sarang também quer colo, Chanchan — disse, erguendo os bracinhos.

— Sua irmã está gripada, está indisposta para andar.

— Quer vir no meu colo? — Baekhyun perguntou para ela, que ficou um pouco em dúvida, mas logo aceitou. Chanyeol apenas fez uma cara feia pra irmã que fez bico e passou a brincar com Baekhyun enquanto iam para casa.

— Está tudo bem Yun? Está sentindo alguma coisa? — Chanyeol se preocupou, Yun sempre foi agitada mas até agora não havia falado nada. Afastou ela um pouco de seu pescoço e viu que ela estava dormindo — Sarang, como foi na escola hoje?

— Foi legal. A tia Min ensinou a gente a fazer massinha, eu tive que fazer pra Yun, já que ela tá dodói. Chanchan, o oppa é seu namorado? — perguntou se referindo a Baekhyun que o olhou com expectativa.

— Não, Sarang, somos apenas amigos.

— Ainda bem, porque você é muito feio pra ele — Baekhyun riu alto, fazendo Sarang rir com ele.

— Ele não é feio, Sarang, é bem bonito, aliás — Baekhyun viu um tom avermelhado nas bochechas de Chanyeol.

Chanyeol decidiu ignorar a conversa dos dois e foi assim até chegar em casa, se despediu de Baekhyun quando chegou e foi para a árdua missão de cuidar de suas irmãs.


No dia seguinte, Chanyeol e Baekhyun trocaram apenas um bom dia, fazendo com que Seulgi e Lay sorrirem cúmplice pra ele querendo saber o que rolou no dia anterior. Dessa vez, Baekhyun havia ido cedo ao plantão, mas não obteve a atenção de Chanyeol só para si. O que o deixou de um jeito estranho, mas preferiu ignorar.


Os dias foram seguindo e Chanyeol voltou a sua rotina, que era conversar com os amigos de sempre e observar a bunda do Byun quando podia e tirar umas fotos de vez em quando, o maior também notou que Baekhyun o observava mais e ficava de cochicho com Sehun, não ligava muito para isso então apenas ignorou.


No último dia do mês, Lay e Seulgi não vinham para a escola para fazer algo com a família, deixando Chanyeol sozinho naquela selva chamada ensino médio. Ele trocava mensagem com os dois no celular até que viu uma cabeleira rosa igual a sua andar por entre os alunos, vestindo uma calça jeans clara rasgada nos joelhos de dar inveja a qualquer um. Chanyeol passou a achar não só a bunda do Byun bonita, mas como ele também, por isso acompanhou todo o seu trajeto até a mesa onde estava Sehun e Minseok.


Na sala, quando houve a troca de professores, Baekhyun se inclinou sobre a mesa, deixando totalmente a comissão traseira a vista de Chanyeol, que não pode deixar de notar o quanto aquela calça ficava bonita no baixinho, mas alguns pensamentos impuros tomaram conta de sua imaginação, fazendo com que uma bela ereção se formasse no meio de suas pernas. “Malditos hormônios” pensou ele, focando sua atenção para outro lugar.


Na sexta só ele ficava como professor do plantão, e quando entrou na sala e só viu quatro alunos do primeiro pensou que o dia não seria tão cheio. Quando eles haviam ido embora, ele se debruçou sobre a mesa deitando a cabeça nos braços para tirar um cochilo. Alguns minutos depois, em meio ao sono, sentiu dedos ligeiros fazerem um carinho em seu cabelo. Então apenas abriu os olhos para ver quem fazia aquele carinho tão gostoso e quando viu quase caiu da cadeira, nunca, em seus dezessete anos de vida, Chanyeol pensou que seria acordado por um cafuné de Baekhyun.


— Calma sou eu, Baekhyun — Chanyeol olhou para aquele face bonita agora com os cabelos num rosa neném, pensando que o menor ficou mais bonito de que já era, dando a ele um tom de inocência.

— Que horas são? — a voz estava mais rouca que o normal.

— três e trinta e oito da tarde, estou aqui desde às duas esperando você acordar.

— Você podia ter me acordado — disse, quando se espreguiçava.

— Tudo bem não quis atrapalhar.

— Quais são as dúvidas de hoje?

— Química — revirou os olhos.

— Depois daqui você vai ser um verdadeiro químico — falou num tom divertido.

— Eu sei, pois eu tenho um ótimo professor — Chanyeol não esperava por essa.

Sendo assim, começou com a explicação na lousa, perguntando vez ou outra se o menor estava entendendo.

— Chanyeol, quer sair comigo hoje? — perguntou Baekhyun, quando Chanyeol havia terminado de explicar e pegava alguma coisa no livro.

— Eu? Sair com você?

— Sim, você não quer?

— Nós até podemos sair, mas você precisa acertar todos os cem exercícios desta lista — propôs com um olhar desafiador.

— Você vai sair comigo , hoje se prepare.

— É o que vamos ver, Baekhyun.


Chanyeol sentou na mesa do professor e ficou olhando o menor fazer os exercícios concentrado, algumas horas depois saiu apenas para comprar uma caixinha de leite de morango para Baekhyun deixando em sua mesa.


— Acabei — gritou chamando a atenção do outro que fazia algum desenho em seu caderno.

— Traga aqui — ele levou seu caderno todo animado passando o observar o maior corrigir.


Depois de alguns minutos Chanyeol entregou o caderno para Baekhyun onde ele pode ver escrito em vermelho 95 acertos.


— Mesmo você tendo errado cinco nós vamos sair, mas é só porque eu vi que você estava se esforçando.


Durante a caminhada até o shopping que não ficava muito longe, Chanyeol e Baekhyun conversaram sobre tudo um pouco. O maior foi ficando mais à vontade na presença de Baekhyun, conforme descobria que tinham alguns gosto em comum, o Byun não era só uma bunda bonita ele também tinha conteúdo.


— Pra onde nós vamos agora? — disse Chanyeol, andando entres as pessoas junto com Baekhyun sem rumo.

— Nós vamos assistir Liga da Justiça, eu não queria vir sozinho — fez uma carinha fofa.

— Você tem o Sehun e o Xiumin.

— Eles não quiseram vir comigo, digamos que eles não gostam dessas coisas de heróis.

— Seulgi e Lay também não gostam.

— Vem, vamos logo ou vamos perder a sessão — Baekhyun pegou a mão de Chanyeol e o puxou por entre as pessoas até o cinema.


Depois do filme os dois saíram comentando eufóricos sobre algumas cenas.


— Você quer comer alguma coisa? — perguntou Chanyeol.

— Podemos pedir Mac e comer na pracinha que tem aqui perto.

— Comer na pracinha.

— Você nunca fez isso?

— Acho que isso é um não bem óbvio.

— Vamos então.


Saíram do shopping e foram até o Mcdonald's que ficava perto da praça onde estava um pouco movimentada por causa do clima agradável, Baekhyun escolheu um banco para que os dois pudessem sentar, tirou uma foto postando no Instagram e marcou Chanyeol que havia saído no fundo.


— Yeol, vou te mostrar a melhor combinação do mundo — disse Baekhyun pegando uma batata, passando no seu sorvete e levando até os lábios do maior, que aceitou.

— É até que não ruim — roubou mais uma batata com sorvete do menor.


Quando terminaram voltaram caminhando para casa enquanto compartilhavam o fone. Quando chegaram na casa de Baekhyun. os dois ficaram se olhando por um tempo.


— É até que foi legal, pude assistir Liga da Justiça duas vezes — disse Chanyeol.

— Porque você não falou? A gente podia ter assistido outra coisa.

— Está tudo bem, eu assistiria esse filme milhões de vezes.

— A gente deveria sair mais, quem sabe chamar o outros também.

— O Lay iria nos levar a um show de mágica ou um festival de dança — Chanyeol disse e eles riram.

— Acho melhor você ir ou vai chegar tarde em casa.

— Até segunda então — Chanyeol se despediu com um aceno e começou a andar e se virou olhando para Baekhyun.

— Você não vai entrar?

— Vou esperar você cruzar a esquina — gritou conforme viu Chanyeol se afastar e antes do maior virar a esquina deu um último tchau e entrou em casa.


Depois dessa primeira vez, a saída entre os dois foram ficando mais frequentes, a intimidade foi crescendo e os apelidos foram surgindo, começaram a frequentar a casa um do outro quando podiam. Agora os dois andavam mais juntos na escola atraindo olhares de curiosos, assim como Sehun, Lay, Seulgi e Minseok que estavam sentando em uma mesa um pouco afastada olhando a interação Chanbaek, onde o dois estavam sentados no gramado debaixo de uma árvore com Baekhyun deitado apoiando a cabeça nas pernas do maior, enquanto aproveitavam o Sol daquela manhã de terça.


— Os dois ficaram próximos tão rápido — comentou Seulgi.

— E ainda deixaram a gente de lado — falou Sehun.

— Será que eles estão se pegando? — perguntou Lay.

— Se tivessem, eles teriam comentado por mensagem — falou Xiumin.

— Ainda mais o Chanyeol, que tem uma tara na bunda do Baekhyun — comentou Lay.

— Isso até eu percebi, não sei como o Baekhyun não percebeu ainda — Falou Sehun.

— Eles tão muito casalzinho agora — todos olharam os dois rindo de algo.

— Não podemos negar que eles formam um casal bonito — comentou Seulgi.

— Posso ir na sua casa hoje? — perguntou Baekhyun.

— Pode, podemos aproveitar que minha irmãs estão na casa do meu pai essa semana e começar aquela série que saiu.

— Eu levo os salgadinhos.

— Só não invente de levar energético porque você ficou impossível da última vez — comentou ao lembrar que teve que ficar uma noite inteira acordado por causa do baixinho.

— Tudo bem.


Horas mais tarde, Chanyeol deixou a sala do plantão e foi até a quadra, onde Baekhyun supostamente estaria treinando. Se acomodou na arquibancada e ficou vendo o menor jogar, aproveitando para renovar seu estoque de fotos, Baekhyun jogava no time de vôlei da escola e mesmo tendo uma baixa estatura ele atuava como ponta no time. Chanyeol não era muito fã de esportes na prática, mas na teoria ele sabia de tudo um pouco, pelo que via pode constatar que ele jogava muito bem. Quando o treinador apitou avisando o final da partida, Baekhyun se despediu dos amigos, pegando sua bolsa e subindo na arquibancada até onde Chanyeol estava.


— O que você ainda está fazendo aqui? — perguntou, enquanto tomava água.

— Resolvi te esperar pra ir embora.

— Vamos indo, então.

— Não quer tomar uma ducha primeiro?

— Eu tomo em casa mesmo.


Chanyeol já se sentia à vontade na casa de Baekhyun, por isso apenas comprimentou os pais do menor antes de segui-lo até o quarto, deixando sua mochila na porta e se jogando na cama enquanto Baekhyun ia tomar banho. A gata chamada Moon veio lhe fazer companhia, pedindo um carinho que foi concedido pelo maior.


— Ela é muito folgada — falou Baekhyun aparecendo no quarto enquanto secava o cabelo com uma toalha, vestindo apenas uma calça de moletom. — Por que tá me olhando assim? — disse como quem não quer nada.

— Essa calça fica bonita em você — disse se levantando da cama e indo até a escrivaninha onde ficou encostado, enquanto Baekhyun pegava algumas coisas e colocava numa bolsa.

— É só a calça, né? — falou com malícia. — Você acha que eu não sei, mas sei que você tem uma tara na minha bunda.

— O Lay que contou — bufou.

— Ele soltou sem querer — riu. — Todos tem uma tara na minha bunda, mas poucos têm a oportunidade de pegar, se bem que você já faz isso de vez em quando, mas agora é diferente — falou, indo até o maior, se colocando entre suas pernas e levando as mãos deles até sua parte traseira.

— É sério? — Chanyeol riu nervoso.

— Eu tô querendo subir você de nível faz um tempo — falou Baekhyun circulando o desenho na blusa do maior sentindo as mãos dele em sua cintura.

— E que nível seria esse? — perguntou, olhando Baekhyun de cima.

— De amigos, para amigos que ficam de vez em quando.

— Interessante essa proposta — sussurrou de forma rouca rente aos lábios de Baekhyun dando leve aperto na bunda do menor, realizando um de seus desejos internos de sentir aquela carne farta entre os dedos.

— C-Chanyeol — gemeu mordendo o lábio inferior do outro, ao sentir um aperto mais forte e logo iniciando um beijo lento e urgente sendo retribuído da mesma forma. Os arfares foram ficando mais audíveis, conforme as línguas se enrolavam com mais afinco deixando aquele contato cada vez mais quente, mas antes que pudessem tentar algo foram ouvidos três toque na porta, fazendo os dois se afastarem minimamente.

— Nós estamos saindo, Baek, não se esqueça de trancar a porta quando sair, e o dinheiro está em cima da mesa.

— Pra onde seus pais vão? — perguntou, ainda mantendo Baekhyun em seus braços.

— Noite do casal — disse Baekhyun, dando um último selinho, e se afastado para pegar suas coisas.

— Você vai se mudar lá pra casa e eu não tô sabendo?

— Por que?

— Olha o tanto de coisa que você tá levando.

— Eu vou dormir na sua casa hoje, grandão, não gosto de ficar sozinho nessa casa.


Depois que Baekhyun terminou de guardar suas coisas e colocou uma blusa, os dois foram para a casa do maior, chegando lá deixaram a comida na cozinha e foram para o quarto de Chanyeol.


— O que vamos fazer primeiro? — perguntou Baekhyun, sentando na cama.

— Nós podemos jogar um pouco de videogame, ou algum jogo online — sugeriu sentado na cadeira de rodinhas.

— Você joga LOL, Chanyeol? — perguntou ligando seu notebook.

— Lógico, tenho até uma equipe com o Lay e a Seulgi.

— Ok, vou chamar o Minnie para jogar — disse tentando fazer uma chamada de vídeo por Skype.

— O que você quer, Baek — disse Xiumin parecendo concentrado em alguma coisa.

— Bora jogar umas partidas de LOL?


Depois de muitas partidas, os dois estavam estavam um pouco cansados e com os olhos um pouco ardendo. Baekhyun já havia desligado o notebook e estava deitado de bruços com os olhos fechados, Chanyeol por outro lado estava sentado de qualquer jeito em sua cadeira olhando Baekhyun.


— Já pode parar de olhar para a minha bunda e vir aqui deitar comigo — Chanyeol riu, após ouvir a voz sair abafada pelo travesseiro.


Sendo assim, Chanyeol deitou ao seu lado, Baekhyun se aproximou mais, fazendo eles ficarem meio abraçados.


— Tira a mão da minha bunda — Chanyeol estava com aquela mania desde que haviam pegado aquela intimidade. Não importava onde estivesse, ele sempre acharia um jeito de estar em contato com a bunda bonita. Era quase natural quando sua mão ia em busca da carne farta, apenas para fazer um carinho ou dar uns tapinhas. Para Baekhyun aquilo, no começo, era uma forma de demonstrar carinho pelo maior, mas depois que descobriu o real motivo resolveu ignorar, ele já havia se acostumado e também gostava.

— É gostoso fazer carinho nela.

— Isso eu já notei, também sei quem tem um álbum com fotos dela na sua câmera.

— O q-que?! — disse Chanyeol, se levantando, ele sentia até as orelhas quentes de tanta vergonha.

— Ah, Chan, não precisa ficar com vergonha — disse o Byun rindo.

— M-mas….. mas é que…. Foda-se também, eu adoro a sua bunda mesmo e já era — disse por fim deitando na cama, sendo abraçado pelo menor.


Conforme os dias passaram, ficaram ainda mais íntimos, os beijos, os carinhos e os abraços se tornando algo comum entre os dois amigos. E como eles gostavam daquilo que estavam tendo, fazendo um novo sentimento surgir, que mesmo não dizendo um ao outro ficavam explícitos pelos gesto que tinham, até os amigos que agora havia se tornado um grupo notava aquilo, apoiando os dois mesmo que não tivessem assumido nada.

Hoje era mais um intervalo comum entre os amigos, exceto por Baekhyun e Chanyeol terem sumido mais uma vez durante o intervalo, que todos da mesa já sabiam que os dois estavam se pegando em algum canto da escola.


— E aí? A pegação foi boa? — perguntou Lay, quando eles se aproximavam da mesa cheio de sorrisinhos.

— Vocês deveriam arrumar alguém pra beijar — respondeu Baekhyun.

— Como eu sou um ótimo amigo eu comprei o lanche de vocês — disse Sehun.

— Beijo não mata a fome de ninguém não, só pra avisar — Disse Minseok.


Os amigos ficaram conversando, até Seulgi que até então estava sumida aparecer na mesa com uma expressão surpresa tentando recuperar o fôlego.


— Prova surpresa hoje — disse ela tentando respirar

— De quem? — disse Chanyeol.

— História — disse ela.

— Relaxa gente eu posso ajudar.

Chanyeol iria ajudar eles a estudarem, mas quando viu eles bolando um plano para colar dele ficou até impressionado. Ele nunca precisou colar então nunca havia passado por aquela experiência, só esperava que tudo desse certos.


Depois da cola bem sucedida na última aula, Chanyeol foi para a casa do Byun de como era o costume. Assim que passaram pela porta do quarto, a fechando, Baekhyun o puxou para um beijo, que foi aceito e logo retribuído. Uma das coisas que Baekhyun adorava era os beijos do maior, não só isso, era ele por inteiro. Percebendo que estava gostando do grandão quando passava o dia pensando nele e ficava sorrindo sozinho quando olhava para o teto do quarto, assim como também sentia o coração bater forte apenas por tê lo perto. Chanyeol parecia sentir o mesmo e ele percebia pelos gesto e ações do maior, também quando ouvia o coração bater forte quando estavam abraçados e repousava a cabeça no peito dele.


O beijo já estava longo, mas nenhum dos dois queriam se separar, o pulmão necessitava de ar então se afastaram minimamente sorrindo enquanto recuperavam o fôlego. Baekhyun foi até a cama, puxando Chanyeol consigo onde ficaram deitados, Baekhyun mais uma vez escutava o coração do maior bater rápido e o seu não estava muito diferente.


— Eu gosto de ouvir seu coração batendo rápido assim — disse ele calmamente aproveitando o carinho em seus fios.

— Ele fica assim quando está perto de você — confessou.

— O meu também.

— A gente podia namorar — disse Chanyeol, Baekhyun então se virou e ficou apoiado no peito do outro dando um selinho e voltando sorrir.

— Também acho, tá bem na cara que você gosta de mim e eu de você, a gente só não disse isso em voz alta.

— Então agora a gente namora.

— Uhum.

— Podemos usar apelidos de namorados e tudo mais?

— Podemos — afirmou Baekhyun. — Aliás, eu te amo, momolado.

— Poxa, Baekhyun, com tanto apelido legal você usa momolado — disse Chanyeol, fazendo uma cara séria fazendo o menor rir.

— Eu te amo, grandão — refez sua fala.

— Eu te amo, baixinho — beijou ele fazendo os corpos rolarem na cama.

— Quem diria que eu iria namorar alguém tarado pela minha bunda — disse Baekhyun rindo.


Muito menos Chanyeol.

8 de Junho de 2018 às 03:00 0 Denunciar Insira 14
Fim

Conheça o autor

Paola Anacleto Amante da cultura asiática e toda a cultura nerd. Chanbaek | Kaisoo | Hunhan [EXO | Twice | NCT | Red Velvet]

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~