Alessandra Seguir história

cupcake_ruivo Lory Cake

Ela amava e amava, simplesmente. E só queriam que esse amor retornasse para ela.


Conto Todo o público. © Todos os direitos reservados

#DesafioDiadasmães #mae100
3
5.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Primeiro Filho

Oi gente.

Eu não estarei tão calorosa no dia de hoje nem nessa história, porque ela é a coisa mais pessoal que eu já fiz na vida. Eu decidi participar do desafio bem em cima da hora e to expressando de alguma forma tudo que eu to sentindo em relação a uma pessoa muito importante pra mim.

É original, então os "personagens" me pertencem.

Já devo pedir desculpas por não ser tão feliz quanto o que eu costumo escrever, mas pra que serviriam as palavras senão pra expressar, né?

Então chega de papo

É isso


---------------------

Ela o chamava de pinguim.

Ele tinha os olhos escuros e a pele morena como a dela. Seu primeiro menino, tesouro da sua vida. Achava graça no jeito que ele corria para os seus braços, com as perninhas tortas falhando no meio do caminho. Os cabelos lisos e negros como os seus próprios.

Era sua primeira semente, o terceiro ponto daquela jovem família e ela o amava tanto. Já estava tão preparada para lhe dar todo seu carinho e tomá-lo em seu colo, mimá-lo com tudo que tinha.

Era o protegido, amado pequeno ser de pernas tortas. Pinguim.

15 de Maio de 2018 às 02:33 3 Denunciar Insira 4
Leia o próximo capítulo Adoção

Comentar algo

Publique!
Junio Salles Junio Salles
Que bacana
17 de Janeiro de 2019 às 13:29
Nathy Maki Nathy Maki
Awnn que bonitinho! Acho tão legal as famílias que dão apelidos pros filhos como se estes fossem feitos pra eles, não pra zoar ou algo do tipo, mas pra demonstrar carinho mesmo. Sua escrita é linda, parabéns ♡ Beijinhos
18 de Maio de 2018 às 07:25

  • Lory Cake Lory Cake
    eu tb acho muito fofo. Por aqui sempre teve isso nas famílias todas uauahauha Obrigada <3 23 de Maio de 2018 às 12:16
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 6 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!