As Leis de Newton Seguir história

cephex Stolas

Ah Sehun, tu me ensinou bem como funcionam as leis de nosso querido Newton. [SeKai]


Fanfiction Bandas/Cantores Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#yaoi #slash #romance #kai-sehun #kaihun #sekai #jongin #kai #sehun #exo
8
4.9mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

   Ah Sehun, se tu soubesses​ o quanto sonhei contigo durante as noites, se soubesses​ o quanto queria-te, se soubesses​ o quanto todos sabiam — menos tu, ao que me parece — que deverias​ ter ficado comigo e não com este teu chinês que tu insistiu em continuar a trair.

   Eu sei bem que tu me querias de forma proporcional Sehun — como Newton descreveu nosso relacionamento em cada uma de suas leis desconheço —, mas Newton me conhecia Sehun, ele conhecia o que eu sentia por ti e o que aconteceu entre nós.

   Tenho certeza que a primeira lei foi baseada em nosso primeiro encontro, quando estávamos em teu noivado. Tu me olhavas de forma estranha e eu não sabia o que fazer, afinal éramos melhores amigos, não éramos? Então tu nos colocou em movimento, tu nos levou para o banheiro da casa de tua mãe e assim que tuas mãos tocaram em minha pele de forma delicada foi como se entrasse em combustão e quando tu uniu nossos lábios, ah Sehun, tu me tirou daquela inércia infinita que era minha vida apenas com a força do teu desejo.

   Relacionamento irracional motivou a segunda lei, o meu desejo me empurrava pra ti, a sensação de adrenalina e perigo sempre que estávamos apenas eu, tu e Yixing, a tua beleza, o teu jeito de ser e por último e não menos importante: a forma como nossos corpos trabalhavam juntos durante as noites que tu ia até meu apartamento. Ah Sehun, tudo me impulsionava até ti como se um ímã nos ligasse.

   Tudo isso até certo dia, não sei ao certo qual ou em que hora, mas tu cansou-se de mim. Tudo o que eu fazia para ti parecia o impulsionar para teu marido, o teu chinês que tu tanto traiu. Ah Sehun eu percebi tudo e foi aí que começou a terceira lei, de uma forma que eu não compreendia bem.

   Eu amava-te com força e nossos corpos se chocavam, mas tu não me amavas de volta, a força que tu impunhas no meu corpo era apenas desejo enquanto a que davas ao teu marido era amor, e eu como o tolo que sempre fui não me incomodei, apenas te amei mais e mais e te amei com força e me doei a ti de uma forma desesperada e louca que nunca vou poder compreender, e mesmo que tu não me amasses eu era de alguma forma obcecado por ti e pelo que eu sentia quando estávamos juntos.

   Entretanto tudo tem um fim, principalmente quando eu percebi que aquilo, na verdade, estava sendo movimentado apenas por mim. Meu amor nos movia, meu desejo nos movia, minha obsessão pelo prazer que sentia quando estavas comigo... Enfim, aquilo morreu dentro de mim quando que por um milagre percebi que não era recíproco.

   Ah Sehun, não que eu queira encontrar um culpado, mas se quisesse poderia dizer que a culpa foi tua. A culpa foi tua de querer uma aventura antes do eterno e imortal “Até que a morte nos separe”, a culpa foi tua por fazer com que eu me apaixonasse por ti e depois te amasse e no final deixasse que aquilo morresse sem nenhuma preocupação. Ah Sehun, eu te amava tanto e como recompensa eu te via amar mais e mais teu marido enquanto me procurava durante às noites apenas para diversão. O amor da tua vida estava dentro da tua casa, dormindo ao teu lado todas as noites.

   Não posso dizer que te amei infinitamente pois se me conheces saberá que não consigo contar mentiras e esta seria uma das piores, pois aos poucos fui parando, aos poucos regredi de amor à paixão, de paixão à desejo, de desejo à diversão e por fim não conseguia mais me sentir em paz em teus braços durante as poucas horas que ficávamos juntos. Ah Sehun, eu vi quando o que eu antes sentia por ti se transformar em um amor menor e ínfimo e também o vi ser retribuído, mas já era tarde demais. O amor que te dei tu o pegou e guardou, fez uma pequena poupança e me devolveu, me procurou e me amou de volta de forma intensa — apesar de um pouco retardada — , mas eu já não te amava.

   Ah Sehun, tu não percebeste e muito menos eu, mas o amor que dei a ti não se compara à força que eu tenho para com o homem da minha vida, finalmente encontrei alguém que retribui meu amor em direção oposta e de igual proporção. As leis finalmente fazem sentido para mim Sehun.

———————————————————————————————
Espero que tenham gostado ^^

5 de Maio de 2018 às 01:02 1 Denunciar Insira 3
Fim

Conheça o autor

Stolas Gosto de escrever, criar personagens ou enredos diferentes, porém não tenho disciplina e grande parte das minhas histórias acabam se perdendo no mar do esquecimento.

Comentar algo

Publique!
Lollys Mars Lollys Mars
meu deus moç@ to bem xorany agora, serio, amei muito aaaaaaaaaaaa ao contrario do que posso parecer, eu não quero continuação, a não ser que tu queria, mas, anyway, a short ta perfeita do jeito que tá, nem demais nem de menos, na proporção ideal. Parabéns pela história incrível!! **AllTheLov3
17 de Outubro de 2018 às 15:37
~