potasheshaye Potasheshaye .

Um menino chamado Gabino nasceu com uma cor de pele roxa e sempre em sua vida foi oprimido e humilhado, mas um dia Gabino decide que se vingará da humilhação que sofreu ao ingressar na máfia


Conto Para maiores de 18 apenas.

#crime #odio #mafia #vingaça
Conto
0
2.7mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

1

Gabino nasceu roxo em sua pele e ninguém sabia disso, exceto sua mãe. Ela o manteve escondido de todos para que pudesse protegê-lo da vergonha de ser roxo. Ele cresceu aprendendo a lutar usando apenas técnicas corpo a corpo e quando seu pai foi morto quando ele tinha seis meses de idade, sua mãe finalmente o tirou de seu quarto e o colocou no mundo. Ela o levou para uma mansão de aparência muito cara, onde todas as suas roupas eram pretas em vez de brancas ou rosa e, embora fossem ricos e poderosos, ele aprendeu a usar seu dinheiro para comprar roupas para se destacar dos outros, além de aprender como matar.

Aos dezesseis anos saiu para as ruas para viver como qualquer outro garoto de sua idade, até ser preso na mesma época em que um grupo de assassinos fugia de sua cidade natal para assassinar o líder da máfia e a mãe de Gabino havia salvado sua vida tirando-o da cidade, porém os assassinos não terminaram com ela e a mataram também. Gabino saiu antes deles e decidiu fugir, mas não sabia mais o que fazer e como não era muito desejado por ninguém, acabou morando na rua e acabou ficando sem teto. Foi quando ele conheceu um cara que chamou de 'Nero' e eles se tornaram amigos rápidos que se ajudavam a encontrar comida e roupas.

Foi assim que Gabino chegou a estar vivo hoje, sem-teto com Nero e vivendo de sua bondade, embora às vezes se sentisse um pouco solitário porque sentia que os outros o desprezavam por causa de sua herança, até mesmo alguns de seus próprios amigos. E isso também não agradou a ele e, embora gostasse de seu trabalho, sentia falta de pessoas que se importavam o suficiente com ele para ajudá-lo e dar-lhe comida. Mas então ele se lembrou de algo que Nero lhe disse e Gabino não pôde deixar de sorrir suavemente ao pensar naquele momento. Nero sempre dizia que Gabino deveria apenas deixar as coisas acontecerem, que você não pode controlar tudo na vida, mas Gabino sempre negou esse fato dizendo que as coisas nunca deveriam acontecer dessa maneira. Mas talvez Nero estivesse certo. Não é como se Gabino estivesse fazendo algo errado nesse caso, e além disso havia coisas muito mais importantes na vida do que tentar descobrir por que o universo funcionava dessa maneira. Então Gabino decidiu seguir o conselho de Nero e aceitar que as coisas aconteceram como aconteceram e ele parou de lutar contra o destino. Pode parecer estranho pensar em como a vida funciona em termos de destino, mas ele percebeu que a vida não é apenas o que acontece na superfície, ela vai mais fundo dentro de nós e que não somos necessariamente livres para controlá-la.

Então isso é exatamente o que ele planejava fazer agora. Viva todos os dias normalmente, sem me preocupar com o que acontecerá a seguir se isso não estiver sob meu controle. Ele não planejava começar a namorar ainda, mas imaginou que Nero provavelmente não se importaria. Afinal, eles eram amigos, e melhores amigos sempre ficam juntos nos bons e maus momentos. E foi isso que deixou Gabino feliz, porque ele percebeu que mesmo que as coisas estivessem difíceis agora e talvez um pouco assustadoras, ele amava Nero e se alguém merecia esse amor era ele. Não importa o que aconteça amanhã, estou aqui para ele e é isso que ele vai me dizer em troca.

Capítulo 2

A porta se abriu com um rangido e Gabino ouviu passos se aproximando dele lentamente, com cuidado para não fazer muito barulho. Parecia que ele ainda estava dormindo, mas a julgar pelo fato de que ele não se mexia há quase dez minutos, ele devia estar dormindo profundamente. A medida que a pessoa se aproximava notava que eles tinham um cheiro meio esquisito, um cheiro fraco que era quase doce mas também amargo misturado ali, uma combinação estranha para descrever seu visitante e Gabino abriu os olhos para olhá-lo, só para fechá-los novamente depois de registrar quem era.

Nero estava de pé sobre ele com seu sorriso característico, que Gabino não se lembrava de ter visto antes, "Bom dia de sol", disse Nero com um sorriso excessivamente brilhante, um de seus sorrisos de marca. Gabino gemeu e rolou de lado. Ele ouviu Nero rir baixinho e se mover ao redor da cama para se deitar ao lado de Gabino. Não houve hesitação quando os braços de Nero se envolveram frouxamente em torno de Gabino e ele enterrou o rosto na curva do pescoço de Gabino. "Durma bem?" Nico ronronou e Gabino estremeceu levemente ao som de sua voz. Seu coração se apertou dolorosamente com a lembrança de sua discussão e ele se virou nos braços de Nico para que ele estivesse de frente para ela. A ação fez com que caíssem ligeiramente devido à posição. Eles riram levemente e se sentaram, Nico descansando a cabeça no ombro de Gabino. Eles ficaram assim até que Nico se afastou um pouco para olhar Gabino nos olhos, sua expressão séria.

Ela sorriu suavemente e passou os dedos pelos cabelos ruivos bagunçados de Gabino, "Como foi sua noite?" Ela questionou baixinho e Gabino deu de ombros ligeiramente, “Bom, eu acho...”

Eles ficaram em silêncio por alguns momentos antes de Nico perguntar a Gabino: "Você gostaria de tentar arrumar uma namorada?" Gabino congelou, chocado com o que Nico estava perguntando a ele, sem saber se ele ouviu direito. Ela recostou-se e segurou a bochecha de Gabino, "Tudo bem se você não quiser responder agora." Gabino assentiu ligeiramente, boquiaberto. Ela puxou-o para perto mais uma vez e beijou-o suavemente nos lábios, fazendo-o corar, com o coração disparado. Nico se separou primeiro: "Mas eu já vi como as mulheres atraentes se aproximam de você e você vai precisar de toda a sorte que puder para fazê-las se apaixonarem por você." Gabino franziu a testa confusa, "Mas não é assim que funciona Nico ..." Nico inclinou a cabeça, "Oh? Como você explica isso então?” Gabino suspirou profundamente e explicou a ela o que sabia sobre o conceito de almas gêmeas. Nico ouviu atentamente, cantarolando baixinho em concordância enquanto Gabino falava, seus olhos brilhando de interesse enquanto ela tentava entender sua explicação, finalmente dando um aceno de cabeça quando ele terminou. “Então o que você está dizendo é que estaria disposto a gastar muito dinheiro para tentar conseguir uma namorada?” Gabino corou furiosamente e acenou com a cabeça envergonhado, "Hum, sim, é basicamente isso." Ela sorriu abertamente e Gabino não pôde deixar de sorrir de volta e abraçá-la com força.

"Obrigado." Gabino sussurrou baixinho no ouvido de Nico e ela sorriu feliz, envolvendo-o nos braços: "Claro, amor, afinal você é meu namorado."

Capítulo 3

Nico era uma criança prodígio desde o nascimento, ela tinha longos cabelos negros que caíam até a cintura e grandes olhos verde-esmeralda cheios de curiosidade e inteligência. Embora muitas vezes ela escondesse o fato de que era um gênio guardando-se para si mesma, as pessoas ainda notavam quando ela conversava com os professores e colegas na escola, mas isso só a tornava ainda mais interessante aos olhos das pessoas que a viam naquele contexto. . Todos queriam fazer amizade com a garota esperta que podia falar sobre problemas de ciências ou matemática sem pestanejar e resolver todos os problemas de sua prova, mesmo que o assunto não fosse matemática.

Um dia, embora possa parecer inevitável, Nico foi enviado ao escritório do diretor junto com alguns outros alunos porque eles foram encontrados invadindo o prédio usando um código para obter acesso a um dos laboratórios que eles conheciam e destruindo-o. Quando chegaram, descobriram que vários dos alunos estavam cobertos de sangue, machucados e com ossos quebrados, mas não tinham certeza se eram humanos ou animais com base nos ferimentos. No entanto, eles não tiveram tempo de fazer perguntas porque a Diretora Verona estava esperando por eles fora de seu escritório e quando ela percebeu que Nico e seu colega de trabalho não estavam entre as vítimas, ela imediatamente começou a questioná-los sobre o que eles fizeram.

No entanto, os dois alunos se recusaram a falar, preferindo ficar em silêncio e olhar com medo para o diretor enquanto se seguravam pela vida. O medo deles rapidamente se transformou em raiva quando notaram que a Diretora Verona olhava ameaçadoramente para eles antes de agarrar os colarinhos e forçá-los a entrar em seu escritório. Os três adolescentes se entreolharam surpresos, nunca lhes ocorreu que o diretor era alguém que poderia facilmente machucá-los, especialmente a mulher mais velha. No entanto, assim que entraram na sala, se depararam com uma jovem de cabelos roxos curtos que combinavam com a cor de seu uniforme e olhos azuis penetrantes cuja expressão combinava perfeitamente com a severa de seu chefe. A mulher, que se apresentou como Verona, disse que era a responsável pelo laboratório de onde os alunos haviam desaparecido e ordenou que ficassem quietos enquanto ela investigava a situação. Com isso Verona saiu da sala após deixar os três alunos sozinhos e a tensão no ar parecia insuportável. O silêncio entre os adolescentes era tão denso que poderia ser cortado com uma faca; ninguém realmente sabia o que dizer, nem mesmo a aluna de cabelo azul, que se apresentou como Fortuna, que parecia bastante irritada com os dois adolescentes sendo ignorados durante a maior parte da conversa e continuou olhando com ódio para as duas garotas enquanto resmungava baixinho. Nico e Gabino permaneceram rígidos como pedra enquanto a observavam em silêncio; nenhum deles queria ser o primeiro a quebrar a estranheza que de repente estava enchendo a sala.

Depois de mais alguns minutos de silêncio tenso, uma voz finalmente surgiu, e não era a garota de cabelo roxo, "Sinto muito por isso", disse uma nova voz e todos olharam para a pessoa que havia falado. Eles eram um garoto com cabelos loiros escuros que caíam abaixo dos ombros e olhos escuros. Ele usava calças de couro pretas, uma camisa laranja com algum tipo de símbolo impresso em branco no peito e botas marrons, ele estava sentado casualmente em uma cadeira com um livro deitado preguiçosamente em seu colo. Uma leve carranca marcou seu rosto e ele fechou o livro com tanta força que as páginas se amassaram com a pressão. Ele continuou falando, “Verona também não costuma tolerar preguiçosos, então isso estava prestes a acontecer algum dia,” ele fez uma pausa por um segundo, “Bem... a menos que alguém realmente tenha morrido ou algo assim. Nesse caso, espero que todos sejam punidos por você r ações estúpidas.” Com essas palavras, ele fechou o livro com ainda mais violência do que antes e se levantou, sua linguagem corporal gritando arrogância. Os três alunos assistiram enquanto o garoto tirava a jaqueta e a jogava descuidadamente no sofá e se sentava ao lado de Nico, colocando seu livro em cima de uma mesa que ficava ao lado deles.

Fortuna pareceu surpresa com a interrupção repentina, mas ela simplesmente balançou a cabeça e voltou a olhar fixamente para o novo garoto. Gabino não podia deixar de admirar a atitude do recém-chegado e sua compostura calma, ele se perguntava como um cara como ele conseguiu acabar trabalhando neste inferno. Ele provavelmente era rico também, já que jogou o paletó fora e entrou no escritório dela com cara de louco: 'Que diabos ele pensa que está fazendo?' Gabino pensou consigo mesmo com raiva. 'Ele deve pensar que isso é algum tipo de jogo ou algo assim' Gabino riu sarcasticamente enquanto tentava manter o rosto inexpressivo.

Gabino saiu de seus pensamentos quando o loiro levantou a voz e se dirigiu a todos os presentes: “Ei!

3 de Março de 2023 às 00:34 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~
Unizisv
Unizisv

neste universo cada história é contada como um passo para a destruição do universo Huguel com sua justiça maligna, Gabino com seu ódio vingativo eterno logo se torna mais vilões e anti-heróis e heróis para se enfrentarem mas neste Universo começa com um único personagem que fará toda diferença neste universo e mudou para sempre seu nome e Huguel Leia mais sobre Unizisv.

Histórias relacionadas