alex_setubal Riku Absolem

Alan é um simples garoto francês, com notas medianas e sociável na medida certa, ao contrário de seu infame melhor amigo, Ryan, que a cada dia se isola mais enquanto procura motivos para não se apegar aos novos colegas e se distanciar do melhor amigo. Como em uma jogada do destino, os melhores amigos passam a viver junto. Tendo que conviver com os sentimentos confusos que ambos carregam a muito tempo.


LGBT+ Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#love story #yaoi #BL #LGBT+ #declarações #brotheragem #amizade #romance
21
7.9mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Frustação

— Meninos, está na hora de acordar. — Minha mãe, Carla, gritou do andar de cima, a voz ecoando em alto e bom som pelos corredores de nosso apartamento.
Sentei-me com a postura ereta enquanto coçava aos olhos. O sono me atingiu opressor na noite anterior, deixando pequenas amostras de preguiça antes de se mandar para longe. Olhei para o relógio na cômoda, ainda era oito e quinze da matina, o sol brilhava majestoso no céu — trazendo uma luminosidade quase doentia para dentro do quarto — era acompanhado por nuvens acinzentadas de chuva que logo chegaria a cair. O que eu espero que não aconteça, afinal, isto estragaram aos meus planos.

— Ryan, mamãe mandou levantar. — Falei baixo, cutucando ao ombro do garoto que dormia no colchão no chão ao lado da minha cama.
Ele gemeu cansado, virando-se em direção a mim. O lençol branco cobria-lhe todo o corpo, com exceção da cabeça, que deixava a mostra a bela face sonolenta que tinha, os cabelos verdes caindo-lhe sobre as pálpebras que permaneciam fechadas mesmo que falasse comigo. Puxou o lençol para baixo, amostrando ao peito desnudo, não sei como em noites tão frias como a anterior ele conseguiu dormir sem camisa, eu dormi de casaco e moletom.

Ele ficava lindo dormindo, calado.
— Não agora. — Sussurrou confuso, espiando-me pela brecha do olho, um sorriso maroto surgindo em seu lábio. Ha, ele era uma terrível pessoa para acordar, preguiçoso e despreocupado.. — Tá muito cedo, não temos nada para fazer, vamos voltar a dormir... Deita aqui comigo.

— É uma proposta tentadora, mas não... E levanta logo, vamos nos atrasar.

— Tô cansado, Al. — Murmurou tremendo levemente quando toquei a sua cabeça. — Nos atrasar para quê?

— Como assim? Você sabe para quê, esqueceu que dia é hoje por acaso? — Indaguei preocupado, apoiando meus pés no chão ao encara-lo com a testa franzida. A embriaguez pelo sono parecia abandona-lo aos poucos, o agito em crescendo dentro de mim com a mesma velocidade.
Ryan sentou-se também, cruzou as pernas e apoiou as mãos no colo, parecendo mais perturbado do que nunca por causa da pergunta. Suas orbes verdes fixaram-se nas minhas, espalhando calafrios pelos nossos corpos devido a conexão que temos, quase era possível sentir o frio contornando-nos protetor e sombrio.
— Não temos. — calou-se por segundos. — Talvez?

Eu lembrei a ele ante ontem, como já pode ter esquecido?

— Eu... Você sabe que dia é hoje ao menos? — Perguntei respirando fundo, tentei manter minha voz a mais calma possível.

— Ah? Domingo, não?
— Nossa, você é o pior. — Falei com raiva, levantando-me sem calçar o sapato antes de sair correndo escada acima, deixando meu melhor amigo sem entender nada.
As vezes me pergunto como somos amigos depois de tantos anos, somos tão diferentes e ele é tão esquecido.

Acho que eu sou uma criança mimada, só pode.

+

25 de Fevereiro de 2018 às 12:07 6 Denunciar Insira Seguir história
7
Leia o próximo capítulo Planos

Comentar algo

Publique!
Amanda Luna De Carvalho Amanda Luna De Carvalho
Olá, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Seu livro é bom e consegui entender aquilo que os personagens estavam querendo dizer à mim como leitora. Acho que as pessoas diferentes umas das outras, são sombras daquilo que não queremos aceitar que temos como medo ou defeito nos espíritos que possuímos. A coerência está adequada. A estrutura empregada está ótima e condizente com aquilo que o assunto quer passar à todos durante a leitura. Pude compreender os sentimentos impregnados durante o decorrer do texto. Acho que nesse caso, o amor e o ódio podem ter um limiar bastante sutil daquilo que intencionamos, pois lidar com o ser humano é muito duro, às vezes. Os personagens são excelentes e deu para notar suas pretensões iniciais, determinando aquilo que queriam fazer realmente. Apesar de tantas divergências um com o outro, o amor ainda pode triunfar, se dermos chances de verdade. Mas é muito triste quando queremos algo e não temos de imediato. A gramática está boa, mas notei alguns deslizes e indico umas mudanças. "O que eu espero que não aconteça, afinal, isto estragaram os meus planos" — Seria mais indicado trocar "estragaram" por "estragaria", para dar coesão à frase. "Puxou o lençol para baixo, amostrando ao peito desnudo" — Seria mais indicado trocar "amostraram" por "mostraram" e "ao" por "o", já que parece ser apenas erro de digitação. "o agito em crescendo dentro de mim com a mesma velocidade" — Seria mais indicado trocar "em" por "vem", já que parece ser apenas erro de digitação de novo. Esses são meus apontamentos e espero ter sido útil em mencionar isso. Sua história é interessante em todos os sentidos por mostrar que mesmo que as pessoas sejam distintas, se tivermos paciência e cuidado, o amor pode imperar nos nosso corações ainda. Afinal, não existe nada melhor que um amor sincero para fazer nosso âmago ter alegria. Espero que continue escrevendo seus livros e tenha muito sucesso em seus escritos futuramente. Até mais!
July 04, 2020, 19:10
jonghan jonghan
Parece ser algo importante, Ryan, tente se lembrar!
March 02, 2018, 17:52
Nana Kim Nana Kim
interessante...kk
March 01, 2018, 13:42

Max Max
Acho que na vida eu sou o Ryan, sos.
February 25, 2018, 18:19
Max Max
Acho que na vida eu sou o Ryan, sos. Infelizmente, minha memória é péssima, mas fazer o quê? Agora é tentar forçar a mente para lembrar, principalmente porque parece importante - o que é ainda pior.
February 25, 2018, 18:19
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 7 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!