hyiashin Hugo Jacinto da Silva

Fadas são a fonte de poder mais forte que existe, todos que existem querem ter os poderes das fadas, pois a força de um batalhão estaria em um homem só. Por tal poder, todas as fadas eram extremamente cobiçadas, pois toda ajuda seria necessária para vencer as guerras, e ter os poderes das fadas em mãos seria algo essencial. Porem um herói surgiu para proteger seu reino e acabar com a guerra, era um ótimo guerreiro que lutava ao lado de seus amigos, e os três foram lutar na grande guerra para defenderem seus reinos, e foi ai que tudo começou a dar errado.


#20 em Fantasia #10 em Épico Todo o público. © Todos os direitos são reservados.

#natureza #reinos #guerras #magia #medieval # #poder #espadas #antigo #fadas #aventuras
32
23.3mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Introdução + Capitulo 1

Introdução -

Muito tempo atrás, dentes-de-leão mágicos invocavam fadas caso fossem soprados, deixando a pessoa que o soprou seu dono.
Estas fadas possuíam poderes mágicos, entre eles os poderes de curar feridas e prolongar vidas, porém a magia que mais chamava atenção era a extrema força e velocidade que ela poderia dar a seu dono.

A força que a magia das fadas tinha era tão grande que o poder delas começou a ser cobiçado pelas pessoas, que deram início a pequenos conflitos entre vilarejos para conquistarem mais terras.
No entanto, esses conflitos evoluíram para grandes guerras de reinos que usavam ao máximo suas fadas, fazendo com que suas próprias fadas morressem em batalhas cruéis.

E quanto mais guerras ocorriam, mais dentes-de-leão eram usados pelos guerreiros para terem uma vantagem na batalha, fazendo com que as fadas fossem procuradas cada vez mais.

No entanto, os dentes-de-leão começarem a acabar, sobrando apenas mais alguns espalhados pelo mundo, e isso fez com que vários reinos começassem a criar cavaleiros especiais, com armaduras especiais, para que não perdessem a guerra.

Mas de todos os reinos com seus cavaleiros, um reino se sobressaiu, este era o Reino de Pratas, pois tinha um cavaleiro chamado Hyiashin que era conhecido como Herói de Prata.
Sua habilidade na luta se diferia dos demais, pois a espontaneidade era a arma que deixava seus inimigos sem possibilidade de prever seus golpes, e isto o fazia vencer todas as batalhas.
Este guerreiro não necessitava do poder das fadas para vencer suas batalhas, pois sua espada e sua armadura possuíam uma magia que adicionava velocidade e resistência para seus atributos, e isso o deixava cada vez mais forte.

Quando os muitos reinos começaram a perder o poder de batalha, estes reinos começaram a se juntar para ter mais chances de vitória.
Isso fez com que deixassem muitas diferenças de lado para continuarem na guerra, e todos os reinos que eram rejeitados pelo Reino de Pratas em uma tentativa de amizade se revoltavam e viravam inimigos do mesmo.

Felizmente o Reino de Pratas já tinha seus aliados, que mantinham uma amizade antes mesmo da guerra ter início, sendo esses os reinos de Lote e Lila.

Os reinos restantes, vendo que não conseguiriam se aliar ao de Pratas, decidiram se juntar para ganhar a guerra e dominar o Reino de Pratas. Percebendo o que aconteceria, os reinos PRATAS, LOTE e LILA realizarão a formação da ALIANÇA DAS 3 PONTES, e os demais reinos vendo sua aliança também decidiram formar sua aliança que nomearam de ALIANÇA DA ESPADA, fazendo assim começar a guerra final chamada GUERRA DA LÂMINA.

No começo da guerra havia uma grande dúvida sobre quem iria ser vitorioso, muitos pensavam que se a Aliança das 3 Pontes tivesse a vitória, ela iria governar todos os outros reinos com uma justiça rígida.
Mas se a Aliança da Espada obtivesse a vitória, todos iriam se curvar a eles sem conseguir se opor a eles.
No entanto, os mais intelectuais pensavam mais além, pois acreditavam que se a Aliança das 3 Pontes obtivesse a vitória eles não governariam os outros reinos, porem se a Aliança da Espada ganhasse novas guerras iriam começar entre os reinos para saber qual deles iria governar o mundo.

Apesar de tudo que era especulado, ainda era grande a dúvida de quem iria ganhar a GUERRA DA LÂMINA.

CAPÍTULO 1 - Durante a Guerra

📷

Quando a guerra começou, todas as pessoas de todos os reinos, homens e mulheres eram convocados para ir à batalha, pois era necessário que todos comparecessem para poder obterem a vitória.

Todos cercavam o Reino de Pratas para deixá-los sem escape, mas o Reino de Pratas lidava calmamente com aquilo, pois eles tinham sábios de guerras que criavam as melhores estratégias para o decorrer da batalha.

Enquanto era criado um plano de contra-ataque para os reinos inimigos, Hyiashin lutava ao lado de seus dois companheiros Caio e Gustav, que venciam todas as batalhas travadas com extrema facilidade.

A amizade dos três era imensa, principalmente a de Hyiashin e Gustav, pois os dois tinham sua amizade desde a infância, pois Gustav costumava visitar sua vila para velo.

Os três heróis lutavam sem parar para defender seu reino, pois grande era a batalha que estava acontecendo e sabendo o perigo que estavam correndo com todos aqueles inimigos ao redor do reino, então o plano de contra-ataque teria de ser criado rapidamente, pois estavam começando a ter prejuízos.
E de repente todos os guerreiros da Aliança das 3 Pontes começam entrar nas muralhas do Reino de Pratas, e como formigas entrando num formigueiro, os guerreiros entravam em seu reino.

Logo todos seus inimigos pensaram tinham a vantagem, pois apenas eles ficaram no campo de batalha.

Mas igual a um pesadelo o chão começou a tremer, e em seguida vieram imensas rachaduras, fazendo com que todo aquele chão em que pisavam se abrisse e todos em que estavam em cima dele caíssem nas fendas que se formavam.

Muitos dos que estavam naquele campo de batalha morrerão sem conseguir escapar, todos que entraram no Reino de Pratas ficavam totalmente seguros.

Logo após este acontecimento as tropas inimigas recuaram, pois muitos haviam sido mortos, e no Reino de Pratas se juntavam os guerreiros para terem um breve descanso, pois logo voltariam a batalha.

Na sala do rei os Sábios de Guerra explicavam que o ocorrido com o chão havia sido planejado discretamente para que não ocorresse suspeitas, todos se surpreenderam com tal ideia, e logo após planejaram o último plano para acabar de vez com a guerra.

A guerra travada fazia com que florestas fossem devastadas e pequenas vilas fossem saqueadas para obterem mais recursos, porém enquanto a guerra prosseguia, um grupo de saqueadores com o Conde Herumetto, e Barão Eleanor com seus cúmplices Irakusa, Habu, Kuki e Fuku invadiam vilas.
Até que em uma das vilas que eles estavam invadindo, eles escutaram os habitantes da vila falar que na Vila das Montanhas do reino de Lila iria nascer uma fada, e que a segurança teria que ficar ainda mais rígida, escutando isso o Barão Eleanor sorriu e falou.

-Barão Eleanor: pelo jeito nosso plano B se tornou o plano A.

Neste dia a alegria no rosto do Barão era explicita, pois ele tinha planos que poderiam mudar o rumo da guerra.
Logo após os sábios de guerra criarem o novo plano, todas as tropas se prepararam para ir ao novo campo de batalha, que seria desta vez no território inimigo.
O planejado era que eles iriam acabar com a guerra próxima noite de lua cheia enquanto todos dormiam, pois teriam mais oportunidades de vencer.

Então foram todos para suas casas se despedir de seus familiares, pois aquela poderia ser a última vez que eles se vissem.

Gustav foi para o Reino de Lila e Caio para o Reino de Lote, ambos para se despedirem de suas famílias, mas Hyiashin continuou onde estava, pois queria meditar antes de ir para guerra.

Antes que o ataque ao reino inimigo ter início, os saqueadores estavam à procura da Vila das Montanhas dia e noite sem descanso, até finalmente chegarem na pequena vila que se ficava no Reino de Lila entre as montanhas.
Eles entraram em todas as casas a procura de algum dente-de-leão, porém eles não esperavam que um guerreiro de elite estava naquela vila que era o herói Gustav, quem imaginaria que numa vila afastada como aquela viveria um herói.

Era como se ele surgisse do nada, sem que os saqueadores percebessem.
E percebendo o quão perigoso aquilo poderia ficar, o Barão deu ordens a todos dizendo.

-Barão Eleanor: achem a droga da planta, eu tentarei cuidar dele.

Gustav viu que eles estavam à procura das fadas, o deixando em alerta, porém o que eles não sabiam, é que naquela vila haviam dois dentes-de-leão, e se caíssem em mãos erradas, uma grande derrota poderia ocorrer na guerra.

Então surgindo na frente dos saqueadores somente com sua espada, começou a atacá-los com toda sua força, más o Barão não queria perder seu tempo lutando contra algum protetor das fadas e logo respondeu ao herói.

-Barão Eleanor: por favor, apenas me dê a fada e me deixe ir, pois não quero fazer mal algum para vocês. Porém, Gustav com raiva respondeu.

-Gustav: vou cuidar delas até morrer, e caso eu falhar na minha missão irei destruí-las.

Ouvindo isso, o Barão mandou seus cúmplices irem atrás das fadas enquanto ele enfrentava o herói, más Gustav sabia que se eles procurassem a fada iriam achá-la com facilidade.
Então logo correu atrás de um dos saqueadores que estava indo para casa onde se encontrava a fada, mas o Conde começou a matar várias pessoas para fazer com Gustav contasse onde estavam as fadas, más com tristeza em seu coração ele continuava a lutar com os quatro capangas.

Perdendo sua paciência, o Barão fez com que todas as ruas da vila explodissem, matando muitas pessoas inocentes.
No entanto, o herói triste continuava de pé até chegar na frente da casa onde estavam os dentes-de-leão, ele sabia que os saqueadores não iriam parar até terem o que queriam, então decidiu que iria terminar aquela batalha naquele local.

Mesmo lutando bravamente o herói sofria na batalha, de todos os modos ele tentava proteger a casa onde estavam os dentes-de-leão, até que de repente o Barão o ataca jogando-o para dentro da casa.

Assim que entraram naquela pequena casa, logo notaram os atraentes dentes-de-leão.

O herói não via outra alternativa a não ser destruir as fadas, então logo apontou sua espada para as plantas e correu para as cortar, mas antes que se quer chegasse perto delas foi novamente atacado pelo Barão que tentou de todo jeito pegar nas duas fadas.

Gustav caído, olhando para os dentes-de-leão, viu que não iria conseguir destruir eles, pulou em direção a eles e os soprou.

Todos observaram as flores dos dentes-de-leão voarem pelos ares, e com uma forte luz no meio da noite, duas fadas nasceram e curaram seu dono.
Então utilizaram uma magia para fazer com que todo aquele local explodisse fazendo com que eles fugissem, as fadas levaram o herói para longe sem deixar que fossem seguidas.
Mas no meio das chamas o Barão ficou furioso, pois por poucos instantes teve a esperança de obter o poder das fadas, mas logo pensou que poderia haver outras vilas com dentes-de-leão, então partiu em sua jornada da busca pelo poder que poderia trazer a vitória da guerra.

21 de Junho de 2023 às 01:45 1 Denunciar Insira Seguir história
10
Leia o próximo capítulo Última esperança para a vitória

Comente algo

Publique!
Ana C Lima Peres Ana C Lima Peres
Gostei muito da forma como descreveu a introdução, ela foi esclarecedora. E esse primeiro capítulo foi de tirar o fôlego.
October 31, 2022, 19:02
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 9 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!