stefs Queen The Vampire

"Guardei Sem ter porque Nem por razão Ou coisa outra qualquer Além de não saber como fazer Pra ter um jeito meu de me mostrar" Nessa vida de encantos e desencontros eu acabei estando com você. Conto inspirado pela música pra você guardei o amor de Nando Reis, publicado também no nyah e no spirit.



Conto Para maiores de 18 apenas.

#romance #songfic #conto #pwp #poético #pravocêguardeioamor
0
56 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Pra você guardei o amor

Seus beijos desaguaram em meus ombros tão cheios de luxúria que chegavam a resvalar em meu corpo e seu toque apesar de extremamente quente não era afoito e nunca em toda minha vida imaginei que faria isso, mas estar aqui com ele entre as minhas pernas me fazia tremer e querer me entregar por completo. Talvez fosse a bebida falando mais alto ou minha cabeça que não batia bem, mas quando finalmente me tomou como sua o som que escapou de meus lábios poderia ser realmente vergonhoso em qualquer outro tipo de situação. A dança mais do que sensual produzida por nossos corpos aos poucos me dava a certeza de que eu havia tomado a decisão correta e pelos céus eu queria mais, queria vê-lo perder o controle e me fazer sussurrar o seu nome conforme se afundava com força entre minhas pernas, sentindo meu cerne em completo desespero pela libertação, ele fazia com amor e doçura entrelaçando nossos dedos e ressignificando nossa rápida relação, me fazendo reconhecer seu corpo e seu sabor em níveis cada vez mais absurdos eu estava tão perto e ele parecia se segurar enquanto ouvi o doce som de sua voz em meu ouvido: gemidos baixos e roucos unidos ao meu nome, tatuei suas costas as prendendo com minhas pernas dificultando seus movimentos e ele sorriu.

— Não vou conseguir me segurar assim querida. — Em meio ao sussurro ergueu seu tronco forte e elevou minha mão com a destra e após destravou minha coxa se movendo livremente, eu poderia facilmente exprimir em palavras o que ele me causou, mas minha voz se perdeu em minha garganta ao sentir seus lábios pressionando os meus.
Meus olhos automaticamente se fecharam e meu corpo parecia produzir uma linda sinfonia embalada por suas mãos fortes e lábios tendenciosos e no ápice do meu prazer clamei por seu nome, pouco me importando se alguém nos escutaria.
Nossa poesia erótica demoraria para acabar devido ao seu fôlego e seria mentira se eu dissesse que por essa noite embriagada de volúpia não o quero mais, mas ao amanhecer tudo isso sumirá e de todo o prazer só restará a lembrança, culpa jamais.


§


Pra você guardei o amor
que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir


-----------------------

Pra Você Guardei O Amor
Canção de Nando Reis

1 de Julho de 2022 às 22:16 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo que nunca soube dar

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!