fanfan28 fanfan 28

A triste história de Jeongin que sofre uma terrível humilhação de alguém que ele pensava que o amava, a reviravolta que vida dará será surpreendente e com isso ele terá que enfrentar seu passado, o que seu futuro reserva? Casal principal: HyunIN NÃO ACEITO CÓPIAS PLÁGIO É CRIME


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas. © Direitos reservados a mim

#amor #pwp #briga #separação #escola #abo #chocolate #straykids #hyunjin #reencontro #hyunin #jeongin
1
786 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Uma grande mudança

Jeongin e um jovem que vive na roça apenas com os seus pais, ele estava um pouco atrasado nos estudos, como sua vida dele era sofrida de trabalho para sobreviver mais um belo dia os seus responsáveis não viam escolha e decidiram conversar com ele para contar o que fariam sobre o seu futuro, assim que se reuniram na sala começaram a falar.

Eric - Yang vem aqui filho precisamo ter um minuto de prosa, chega.

IN - O que Appa, pode falar

Eric - Entonce, nós conveso e decidimo te leva pra cidade grande.

IN - Eu não quero ir uai, o que nós vai fazer lá?

Eric - Humm... Ocê vai pra morar.

IN - Eu não quero ir.

Yuju - Ocê precisa ir filho, não queremo que te vê aqui pra sempre trabaiando.

Jeongin - Eu quero que ocês vai também.

Yuju - Não se preocupe com nós amor, amanhã vamo bem cedinho, sua tia vai te acolher, agora vá deita boa noite.

O jovem Innie se levantou no sofá um pouco velho meio cabisbaixo e saiu sem religar ou questionar a decisão dos seus pais, quando chegou no quarto fechou a porta e seguiu em direção ao seu velho guarda-roupa e abriu, então observou suas roupas um tanto surradas pegou as todas elas e deixou em cima da cama, pois escolheria as melhores, ele não estava feliz, mas como não tinha outra opção se conformou, ele terminou e deixou suas malas um tanto gastas no cantinho da cama e se deitou por que no dia seguinte partiria ao sua nova casa e vida.

Dia seguinte

Jeongin acordou incomodado com a claridade dos raios solares que invadiam seu quarto, sua mãe havia entrado ali para abrir as cortinas e janelas então quando terminou se aproximou do seu filho e sentou na cama.

Yuju - Filho tome banho e se vista nós vai embora hoje mesmo.

IN - Omma eu não quero ir.

Yuju - Não começa filho, anda logo porque a estrada é longa, nós vai de charrete.

IN - Tudo bem, eu vô e espero que me dê bem lá, detesto cidade grande.

Yuju - E quem ama aquilo tudo? // Povo doido, tchau te vejo na cozinha. — A mais velha se levanta e segue em direção ao outro cômodo, pois se juntaria ao marido, enquanto isso seu filho iria tomando banho e se arrumando.

[**]

A família se reuniram ao redor da mesa e se alimentaram com o belo café da manha que a mãe do Yang fez, ele não falava nada, mas seus pensamentos estavam a mil cheio de questionamentos de como sua vida seria daquele dia em diante, quando terminaram tudo recolheram a louça suja e colocaram na pia, o pai do jovem saiu do cômodo para pegar as malas que já estavam posicionadas na porta, ele as levou e colocou na charrete e se sentou pegando as rédeas do cavalo, sua mulher e filho seguiram logo atrás e subiram no veículo simples então a viagem se iniciou, o Yang apenas apreciava o trajeto em silêncio ele sentia tristeza por ter que deixar o seu lar e pais para trás, infelizmente o seu futuro era incerto, mas tetaria o melhor dando orgulho para os mais velhos que tanto amava e respeitava.

A viagem chegou ao fim e toda família estava na cidade grande onde Jeongin ficaria, assim que a charrete parou todos desceram e ficaram em frente da porta onde a irmã de sua mãe morava e a campainha foi tocada, minutos depois alguém atendeu a porta abrindo.

Seung - Bom dia tudo bem, o que desejam?

Eric - Bom dia sua Omma está?

Seung - Está sim, mas quem são vocês?

Eric - Descurlpa nós, eu esqueci de apresenta sô, bom sou o seu tio essa aqui é uma irmã de sua Omma e esse e o nosso filho Jeongin.

Seung - Eu não sabia desculpa, entrem.

A família entrou e se admiraram com a beleza da casa, não era luxuosa mais nem se comparava a realidade de onde viviam, a porta foi fechada novamente então se sentaram, o Yang saiu a procura de sua mãe e a encontro no jardim, ele contou tudo para a mais velha os dois seguiram até a sala e se sentaram no espaço vago do sofá.

Mia - Bom dia meus amores ainda bem que chegaram, como estão?

Yuju - Bom dia mana, muito bem obrigado! Oiá nós trouxe o Jeongin pra morar com ocês.

Mia - Eu pensei que ele só viria, amanhã, isso é ótimo porque poderemos ir à escola onde ele vai estudar, Minnie amor leve ele até os seus aposentos novo por favor eu preciso acertar algumas coisas com minha irmã e cunhado.

Seung - Tudo bem Omma, vem érrr... Jeongin não é?

IN - Isso mesmo.

Narração - Os mais novos deixaram a sala e caminharam até o quarto de hóspede onde o Yang a partir daquele dia ficaria, enquanto isso os seus pais mantinham uma conversa seria com a Yang mais velha.

Mia - Olha eu irei cuidar do filho de vocês como se fosse meu, espero que ele se dê bem com o Minnie, nada será facil e não se preocupem eu ligarei todos os dias para contar sobre o meu sobrinho.

Yuju - Nós agradece muito Mana vai ser bom ele aqui, não quero vê ele na roça traiando feito um escravo.

Mia - Pois, é vocês tomaram a decisão certa, venham comer algo.

Eric - Não nós tem que ir, não quero me despedi do meu bebe, não consigo fazer isso.

Yuju - É verdade Mia, vamo indo agora beijos e obrigado por tudo.

O casal se levanta e se despede então segue até a porta e saiu da residência bastante triste pela situação, eles queriam o melhor para o filho então tomaram a decisão mais dolorosa que um pai e mãe podem tomar, quando chegaram na charrete subiram voltando assim para o sítio onde moravam.

No quarto

Os primos estavam conversando, aproveitaram aquele momento para arrumar o cômodo juntos.

Seung - Então Jeongin você é filho único ou tem mais algum irmão, ou irmã?

IN - Hoje sou filho único, mas tive um irmão que acabou morrendo, ele cortou o pé enquanto nós brincava pelo quintal de casa e se corto com um pedaço de ferro maldito que estava enferrujado, nós pensou que era um corte de nada então um mês dispois ele morreu.

Seung - Eu sinto muito mesmo, olha se você quiser ser meu amigo viu estarei aqui para te ajudar e conversar quando precisar, há uma outra coisa vou te apresentar o meu namorado se ele vier aqui é claro o nome dele é Bang Chang.

IN - Ocê namora um menino?

Seung - Sim, porquê?

IN - Achei estranho demai isso, não é errado?

Seung - Estou vendo que você tem que aprender muita coisa, terei muito trabalho pela frente, eu sei que não é maldade de sua parte, mas cuidado existem pessoas como eu que gostam namoram ou gostam de pessoas do mesmo sexo, então por favor antes de falar qualquer coisa me pergunta pode ser?

IN- Pode sim, obrigado eu gostei de ocê.

Seung - Terminamos por aqui vem, vamos voltar para a sala ou se quiser pode descansar.

IN - Quero dormi sim. — O Yang saiu do quarto voltando para sala, ele encontrou sua mão no mesmo lugar e se sentou ao seu lado.

Seung - Omma que história é essa de receber esse menino aqui em casa?

Mia - Por favor filho, os Appas dele só querem que o filho tenha um futuro bom, cuide dele só te peço isso.

Seung - Ai Omma o que não faço por você em, a senhora tem um coração gigante mesmo ksksksksk.

Mia - Olha amanhá iremos levar ele até a sua escola.

Seung - Pelo amor de tudo o que é mais sagrado me deixa comprar roupas novas para ele, o estilo dele é ultrapassado e brega.

Mia - Nada disso, deixe ele usar que tem caso peça algo novo eu compro não irei obriga - lo a usar roupas que não quer.

Seung - Nossa Omma ele vai ser humilhado demais assim.

Mia - É aí que você entra defenda ele, não vejo problema nisso.

Seung - Tudo bem senhora Yang você venceu, agora eu vou me arrumar porque o Chan vem me buscar para tomar sorvete, se o Jeongin acordar avise que dei uma saidinha.

Mia - Ok senhor dono de sí, vá logo diga ao Chan que mandei um abraço bem apertado e um beijo.

Seung - Eu falo sim, agora tenho que ir, tchau!

Ele se levanta do acento e segue para o seu quarto, o Kim ficou pensativo e bastante preocupado de como seria sua vida já que seu primo que nunca tinha o visto antes estava em sua casa para morar, o futuro para ele era incerto e confuso, mas faria o que sua mãe havia falado cuidaria do primo como um irmão mais novo ou tentaria.

5 de Julho de 2022 às 06:28 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo Primeiro dia de aula

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 43 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!