mahbcm Maria Luiza

Ela é uma mulher perigosa de forma angelical. Estou perdido em seus olhos reluzentes...


Conto Todo o público.

#Romance
Conto
7
4.8mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Salão dos pecados

Osalão, que abrigava os vestidos de cores mortas e que escondiam corpos intrigantes, os rostos doces e amáveis com seus vazios comentários de afetuosidade e as conversas abafadas pela música: eram o meu amado reinado. Onde eu observava a todas, acompanhadas ou não, passarem e darem seus sorrisinhos desafiadores. Era repugnante mas, de algum modo, provocante.

Tantas camadas de panos, meias e luvas... tudo ficava maravilhosamente oculto, assim como suas verdades. O vinho na taça em minhas mãos dava cores divertidas aos pecadores à frente dos meus olhos. Tudo era belo de maneira admirável. Um salão de festas imenso... Repleto de errantes, saturado de culpados. Como era prazerosa a sensação de saber que não era apenas eu que, certamente, não tinha um lugar no céu! Eu ria com facilidade.

A música do piano junto com violinos e violoncelos tornava tudo ainda mais chamativo. O modo como tudo era clássico, como todos eram como lobos em peles de cordeiros. O jeito que todos os discursos eram minuciosamente treinados e ensaiados: não podiam ser mais clichês!

Em meios a tantos seres comuns e nojentos, eu apenas observava, como de costume, a todos. Era exatamente isso que eu estava fazendo, quando meus olhos pousaram em uma figura passando por entre os vestidos e ternos...
Oh, pelos céus! (E realmente só podia ser coisa dos céus). A morena de vestido branco de mangas compridas e justas, estilo anos 1930, com seu pequeno chapéu branco levemente inclinado para o lado, com lábios em vermelho e olhos marcantes; só podia ser resultado de algo divino. Divinamente feito para converter Lúcifer em anjo novamente...

Quero deixar bem claro que apenas não me pus de pé, porque eu nãopodia deixar tão óbvio meu espanto. Mesmo que meus olhos perplexos e minha boca aberta me denunciassem por completo. Era possível que as desculpas que ela pedia quando esbarrava em alguém fosse algo ainda mais atraente do que olhares provocantes que as mulheres comuns me lançavam? Bom, tudo apontava, com setas colossais, que sim.

Contudo, quando ela me fitou, aí sim, foi que entendi que ela tinha sido enviada por Deus. Afinal, o que um milagre faria em meio aos pecados, o que um anjo estava fazendo em meio aos malvados?

Da mesma forma que uma flecha não deixa rastros, mas perfura, seus olhos escuros me atravessavam como lâminas afiadas. Deixando-me sem opção. Me fazendo cogitar a ideia de que eu posso ser um homem bom. Fazendo com que eu pense sobre desistir de meu reinado no inferno.

Ela é certamente uma ameaça.

Era simplesmente a melhor das mulheres, observando o pior dos homens. A pureza de seu olhar me fez retrair os ombros e as mãos. Ela traz consigo um pouco do céu para meus solos malévolos, transpassando meu pobre coração corrompido.
Engoli a seco, pois minha garganta tinha decidido assemelhar-se aodeserto do Saara. Bebi num gole só o resto de vinho, desviando meus olhos e pigarreando. Afrouxei o nó da gravata para não sufocar com minhas mentiras. Droga, eu acabara de ser condenado apenas com um olhar!?

Ela é uma mulher perigosa.

Para o meu espanto, ela estava vindo em minha direção. Que bela cena! Um ser celestial rebaixando sua própria existência, apenas para se dirigir a mim. Que coragem, que audácia! E eu, perdendo a compostura, parecia estar derretendo sob seu olhar intenso. Descansei a taça na mesa. Chega de vinhos.

Eu não sabia se ficava encantado com a ousadia ou assustado. As duas sensações oscilavam!

Ela é uma mulher intimidante.
Ela é uma mulher prejudicial para meus péssimos hábitos.
Ela é como uma erva daninha repleta de luz.

A questão é que, para meu azar, eu queria desesperadamente respirar em suas verdades. Vivenciar toda aquela luminescência. Ah, grande anjo, eu deixaria você consertar essa minha vida e despedaçar meu coração, mas ainda sim, eu retornaria correndo para sua presença.

Você me pegou despreparado e admito que perdi nessa batalha. Aceito a derrota e só peço que termine de me arruinar. Estou totalmente ao seu favor, pois és uma mulher perigosamente angelical.

14 de Julho de 2022 às 20:30 3 Denunciar Insira Seguir história
8
Fim

Conheça o autor

Maria Luiza Eu faço uns contos malucos, chega aí :)

Comente algo

Publique!
RK Raissa Ketlyn Hackenhaar
Ameiii quero mais ❤
April 15, 2022, 18:14
Anne C. Freitas Anne C. Freitas
Belas palavras!
April 15, 2022, 01:44
EG Elen Gonçalves
Já quero mais. Ansiosa para a continuação.
April 14, 2022, 02:04
~