sandra-longbottom24 Sandra Longbottom

Teddy Lupin e Victoire Weasley decidem dar um pequeno passeio em uma bela tarde de outono, antes de voltarem para a casa de Lupin e aproveitarem uns momentos a sós. (personagens maiores de idade)


Fanfiction Livros Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#romance #fluffy #two-shot #salily #Tedoire
0
516 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1

Nota da Autora:Oi! Aqui está mais uma fic! Minha primeira fic Tedoire. Espero que gostem. Bjs: D


Uma boa leitura a todos ^^



S.L.




Teddy, com as mãos dentro dos bolsos de sua jaqueta negra, observava sua namorada, Victoire, que caminhava alegremente a seu lado. Folhas castanhas, amarelas, vermelhas e laranjas, de várias formas e tamanhos, se desprendiam dos ramos das árvores seminuas e aterrisavam suavemente em cima da grama verde, formando pequenos montes.


Sua namorada impulsionou seu corpo para a frente e saltou para cima de um dos pequenos montinhos de folhas coloridas, sentindo elas estalando debaixo de suas botas negras e sorriu, deliciada. Ele a observava com doçura, parecia uma criança alegre e não uma adolescente. Um vento suave acariciava os cabelos de ambos, os despenteando.


Teddy retirou uma mão quente de dentro do bolso da jaqueta e afastou algumas mechas de seu cabelo azul elétrico da frente do rosto. Colocou novamente a mão dentro do bolso, enquanto ela retirava um elástico do pulso e prendia seus longos cabelos loiros em um coque frouxo, onde onde escapavam algumas madeixas.


Bandos de pássaros voavam no céu limpo, salpicado por algumas nuvens brancas, em direção a sul. Era altura de imigrarem para lugares mais quentes, se reproduzirem, de continuarem com suas vidas.


Teddy, tal como Victoire, adorava o outono, pois era a época do Halloween, do Bonfire Night (1) e, assim, se chegava mais rapidamente ao Natal, sua festividade preferida.


Ele não se importava que os dias ficassem mais curtos e as noites mais frias. Adorava ficar em casa e, mais tarde, em Hogwarts, sentado à frente da lareira, lendo um livro, ao mesmo tempo que sentia o calor acolhedor do fogo. Embora seus pais não estivessem fisicamente com ele durante as festividades e, outros eventos importantes de sua vida, sentia que eles estavam sempre com ele, em seu coração.


Victoire se virou para o namorado, seu rosto ruborizado e seus olhos azuis brilhavam intensamente. Teddy observou o pequeno sorriso que emanava de seus lábios rosados e sorriu em resposta. Sua beleza o contagiava. Victoire, para ele, era perfeita. Às vezes, se perguntava o que uma garota tão linda como ela tinha visto nele, um garoto tímido e desastrado. E, quando lhe fazia essa pergunta, ela lhe respondia que foi por seu jeito amoroso e divertido, e não por seus defeitos.


Victoire parou de andar e Teddy reparou que ela colocava suas mãos em seu casaco violeta, que lhe ficava pela altura da cintura e juntava suas pernas, que estavam tapadas por um collant de lã negro. Seu vestido azul marinho, que lhe dava até ao meio das pernas, fazia sobressair suas curvas, enquanto se agitava ao sabor do vento, lhe dando a imagem da perfeição. Uma brisa mais fresca passou por eles e Victoire se encolheu. Ele sorriu carinhosamente para a namorada e perguntou:


– Você está com frio, Vic? – Ela estremeceu um pouco e comentou, um bafo de ar quente saindo por seus lábios:


– Está esfriando, Teddy. – Ted retirou suas mãos de dentro dos bolsos e afastou seus braços, convidando sua namorada para um abraço. Victoire se aproximou e colocou seu rosto no peito do namorado, escutando o batimento ritmado de seu coração. Suspirou, absorvendo o perfume a ervas que provinha dele, enquanto sentia que Teddy a estreitava carinhosamente em seus braços.


Beijou o topo da cabeça de sua namorada, que suspirou em resposta e se agarrou mais a ele. Ele inspirou fundo, sentindo o perfume inebriante a jasmim que emanava dela. Ficaram os dois parados durante algum tempo, sentindo o calor e o carinho que emanavam nos corpos de ambos. Por fim, Victoire afastou seu rosto do peito dele, olhou em seus olhos cor de âmbar e declarou, com voz doce:


– Eu te amo. – Teddy sorriu, sentindo um calor gostoso em seu peito, e seus cabelos mudaram para um vermelho berrante. Ele adorava quando ela lhe dizia, espontaneamente, essas palavras. Durante anos, ele tinha sonhado com suas declarações e, agora, que ele as escutava diretamente dela, sentia sempre aquela sensação deliciosa dentro de si. Aproximou seu rosto do dela, suas respirações se chocando e ele tocou carinhosamente seu nariz no de sua namorada, a fazendo dar um risinho tímido, e respondeu:


– Eu também te amo. – Victoire sorriu e seus olhos brilharam com a resposta dele. Teddy aproximou seus lábios dos dela, roçando levemente, sentindo que eram sedosos, e pressionou carinhosamente, fechando automaticamente os olhos. Victoire entrelaçou suas mãos no pescoço dele e aprofundou o beijo, fazendo com que eles suspirassem em uníssono.


Ele pousou suas mãos na cintura da namorada e colou seu corpo ao dela, sentindo um desejo intenso o envolvendo. Victoire, mesmo não sendo, parecia tão delicada em seus braços, tão frágil. Sentiu que ela acariciava com seus delicados dedos seus cabelos, os despenteando ainda mais. Abriu sua boca e pediu passagem com a língua, que foi prontamente atendida. O sabor a morangos inebriou seu paladar. Ela gemeu contra sua boca e ele estremeceu de prazer ao escutar o som baixo do gemido.


Suas línguas dançavam harmoniosamente uma com a outra e Teddy colocou suas mãos no rosto dela, sentindo sua pele suave e fria. Lentamente, quebraram o beijo e se afastaram, os cabelos de Teddy voltando à sua cor azul habitual. Abriram os olhos, que não tinham sentido que os tinham fechado, e Teddy viu que os olhos de Victoire o observavam carinhosamente. Colocou um braço em redor de sua cintura e sorriu, vendo sua namorada sorrindo em resposta. Se sentiu contagiado por sua beleza. Ela era sua vida, seu tudo, e ele faria qualquer coisa para que assim continuasse...




Continua....




Nota da Autora:


(1) Oi! Espero que tenham gostado do capitulo. Eu adorei escrevê-lo. Digam, por favor, o que acharam nos comentários. Bjs :D

(2) Para saber mais sobre as festividades do Reino Unido: por/blog/cerimonias-e-festividades-reino-unido-e-irlanda/

7 de Dezembro de 2021 às 21:56 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!