heloisa Heloisa Nogueira

Luísa já estava há três anos longe da cidade onde viveu toda sua vida. reencontrar as pessoas queridas para ela era só felicidade, mas será que Samuel ficaria feliz em vê-la? afinal ela prometeu que voltaria em 6 meses.


Romance Romance adulto jovem Todo o público.
1
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capitulo 1

Luísa observava atentamente toda aquela linda paisagem olhando sob a janela da picape strada de seu pai. Tinha exatamente Três anos que ela não ia a fazenda. Até veio ao sul porém ficou apenas no apartamento que seus pais tem no Centro da cidade.

_ Sua mãe está ansiosa com sua chegada senhorita. Pedro fala acordando ela de seus pensamentos.

_Ah, Imagino. Ela deve ter preparado um banquete.

_ Acertou. O motorista esboça um sorriso animado. _ A senhorita bem conhece sua mãe.

Luísa conhecia sim sua mãe e foi exatamente por causa dela que ela tinha ido estudar nos Estados Unidos. Lembrou-se de como sua mãe convenceu seu pai á envia-la para fora do País. Naquele momento sentiu-se sem voz. Ninguém a perguntou o que ela queria porém com muita insistência seguiu os conselhos de seus pais e foi -se três longos anos.

_ Quem são Pedro? Luísa pergunta ao avistar alguns homens que parecem tentar socorrer uma égua.

_ São empregados da fazenda. Acho que a égua está para parir.

_ Espere. Luísa desce do carro e anda rapidamente em direção aos homens e observa que a égua realmente está em trabalho de parto, volta rapidamente ao carro, pega seus equipamentos de trabalho e logo auxilia a égua parir.

_ Pronto. temos um lindo potrinho. Precisam leva-los ao um lugar aconchegante aqui está muito frio.

Os trabalhadores entendem o recado e providenciam a remoção da égua e do potrinho.

Ao chegar a fazenda Luísa é recebida pelos pais com muito carinho . Logo conta porque atrasou-se um pouco e o pai fica só orgulho da filha. Luísa avisa aos pais que precisa de um banho e que logo descerá para almoçar.

O almoço correra de forma agradável, seu irmão João, sua cunhada Teresa e sua linda sobrinha Clara também estavam presentes.

Após o almoço Luísa foi até o estábulo para ver como estava a nova mamãe ao aproximar -se viu que havia vozes e chegou mais perto e percebeu que se tratava de Samuel. Admirou - o por um momento aproximou-se e disse: _ Estou vendo que ainda prefere conversar mais com os animais.

Samuel virou-se surpreso retirou o sorriso que tinha na face e logo respondeu Luísa.

_ Ora, ora. A bela filha a casa torna. O que à traz a canela? Quanto a preferir falar com os animais, Samuel aproxima-se, Olha fixamente nos olhos azuis de Luísa. Quanto tempo ele esperou por esse reencontro. Sonhava em vê-la novamente, porém só pensar que amanhã ela poderia partir novamente o fazia desejar ficar longe. _ Eles machucam menos.

Luísa engoliu seco. Não esperava um reencontro tão frio com Samuel. Ao mesmo tempo o compreendia, foi necessário que ela ficasse três anos fora, um dia ele a entenderia. Olhou ele afastar -se, logo mais a frente encontrou com seu pai e ficaram a conversar enquanto ela os observava. olhou novamente para ela baixou a cabeça e retirou-se.

_ Tudo bem? Seu pai pergunta ao aproximar-se.

_ Sim está. Ele nem perguntou sobre o parto da égua.

_ E porque você não fala com ele a noite?

_ Como assim? Luísa pergunta sem entender.

_ Samuel é muito cuidadoso ele gosta de conferir muitas coisas pessoalmente e com certeza voltará a noite para ver esse potrinho. Agora vamos sua mãe a espera.

A tarde fora muito divertida. colocou os assuntos em dias com seu irmão, tinha um irmão de ouro e eram muitos amigos. Foi até ao Jardim olhou com carinho para as hortênsias dentre outras plantas , sentou -se em uma poltrona na varanda aqueceu -se com uma manta e pôs-se a refletir sobre sua vida. Amava aquele lugar, cresceu ali correndo nos arredores da fazenda, dinheiro nunca foi problema em sua família que eram descendentes de alemães. Conheceu Samuel nos anos iniciais da faculdade. Ficaram tão próximos que ela convenceu seu pai a emprega-lo como motorista, afinal ele não era sulista e precisava de um local para ficar. Com o fim de um namoro que ela tinha e era venerado por sua mãe ela ficou ainda mais próxima de Samuel e não demorou muito para ela entender que estava apaixonada.

_Tia Luísa, sua sobrinha entra correndo tirando - a dos seus pensamentos. Samuel está chamando.

Luísa levantou-se rapidamente, Logo imaginou que fosse algo com a nova mamãe.

_ Pronto. Ela está com a pata machucada e se distanciou muito do estabulo hoje. vou receita-la, mas precisar alimenta-la bem. Luísa fala com Samuel já higienizando as mãos.

_ Tudo bem. Vou providenciar os medicamentos. Obrigado Luísa, hoje pela manhã nem agradeci a você pelo que fez.

_ Imagina, Luísa aproxima-se de Samuel. Olha fixamente nos olhos dele esboçando um leve sorriso _ Eu apenas fiz o que qualquer pessoa faria.

Samuel sente aproximação de Luísa. Segura -a pelo braço, puxa-a para perto de si e murmura. _ Você não é qualquer pessoa. Samuel Beija - a suavemente e rapidamente é correspondido. _ Luísa... Samuel suspira e se mantem abraçado a Luísa enquanto sente seu coração batendo acelerado junto ao seu. Samuel olha fixamente nos seus olhos e pergunta? Onde você estava minha princesa de olhos azuis.

Luísa fica sem palavras, não esperava aquele beijo repentino, apesar de querer muito. encostou no ombro de Samuel, passou as mãos entre os seus cabelos e apenas disse: _ Me abraça San. Deixa eu sentir seu abraço. Samuel a abraça com carinho e logo são interrompidos pela veterinária. Imediatamente Luísa afasta-se dos braços de Samuel enquanto observa a conversa entre ele e a veterinária.

_ Bom trabalho senhorita. A veterinária diz ao cumprimentar Luísa e ela apenas responde com um leve sorriso e logo despede-se deixando Samuel trabalhar.

Já em seu quarto, observando a linda paisagem ela lembra do beijo que ganhou de Samuel. Tantas coisas passam em sua mente. Lembrou que sua mãe não a poupava em enviar fotos de Samuel com mulheres. Por alguns momentos tudo que ela sentia por Samuel se transformava em raiva. Mas bastou ela olhar para ele para seu coração acelerar. Ainda o amava tinha certeza disso. Durante um ano viveu os momentos mais felizes de sua vida mas será que Samuel ainda gostava dela ou ele queria apenas testa-la? Olhou pela janela viu o carro de Samuel distanciar-se respirou fundo e disse a si mesmo precisamos conversar.





27 de Novembro de 2021 às 13:29 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo capitulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 9 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!