J
Junio Santos Batista


Desempregado Marcolino desembarca anoite em uma antiga estacao.


Horror Horror gótico Todo o público.

#A
0
763 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quartas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

A ESTACAO

Marcolino estava já algum tempo desempregado e surgiu uma oportunidade de trabalho como catador de tomates na fazendo do seu valter.

Pensou consigo vou pra lá fico seus meses e volto com algum dinheiro e começo um pequeno negócio.

Porém fora advertido para chegar cedo na cidade, alguém veria busca lo para levo lo a te a Fazenda do seu valter. Mas Marcolino demorou um pouco devido alguns documentos e chegou já bem tarde da noite na estácao.

Não havia ninguém esperando por ele, e o trem que o trouxe logo segue viagem, agora o que fazer, esperar o dia amanhecer. O local muito frio e assustador. ele então viu em um mapa a Fazenda do seu valter.

Então resolve ir até a Fazenda da estação até lá parecia bem perto. séquito o mapa, logo a frente vê uma placa dizendo proibido ultrapassar, mas como ele seria contrato e havia falado diretamente com seu valter, resolve ir adiante. no caminho começa a ouvir gritos, e vê uma grande plantação de tomates. pensou estou no caminho certo, pois segundo seu valter ele era o único grande plantador de tomates da região.

Foi a pior decisão que Marcolino tomou na vida. começou a ouvir gritos e pedidos de socorro, então resolve investigar de onde entãva vindo os gritos de socorro, após caminhar um pouco vê uma clareira e um banco de homens armados e a cavalos. com outros amarrados em postes. e um que implorava por socorro.

Que para uma camionete e desse um senhor, Marcolino logo o reconhece, pois havia conversado com ele pela internet. e de longe o chema pelo nome."Seu valter, sou eu o marcolino", todos olham na direção de Marcolino, o homem que está preso no poste, grita. "corra, corra. tarde de mais.

Marcolino e cercado e levado ate seu valter, que sem pestanejar arranca uma grande adaca e com o golpe mortal. decepa a cabeça do homem que mandou Marcolino correr, em seguida uma série de sucessivos golpes aplicados pelos capangas. matam ao todo oito pessoas.

E após este festival de terror seu valter diz. da próxima vez vou matar mais até não sobrar ninguém.

Já estava completando um ano naquele sofrimento, Marcolino longe da família, mas pelo menos ainda estava vivo. Todos eram obrigados a trabalharem na plantação de tomate, sem salário com direito a apenas duas refeicoes ao dia.

Até que um dia cuidado da roça de tomate, Marcolino encontra algo família, era sua velha mochila, com cuidado para vai ser notado abre a mochila e encontra o velho mata que tinha encontrado na estação.

Estava anotado no mapa o telefone de Tereza Uma namorada que ele tinha conhecido na cidade. então bola um plano.

No escritório da Fazenda tinha um telefone, então ele coloca fogo no paiol e sai correndo até próximo do escritório. logo todos do escritório saem para apagar o fogo, Marcolino então liga para sua antiga namorada e conta rapidamente toda a história ocorrida com ele e da a localização exata da fFazenda.

No dia seguinte todos estão trabalhando normalmente, quando derepente surge um helicóptero da polícia e duas viaturas, começa um tiroteio. A Fazenda e então tomada pela polícia. Todos são presos, tudo o que seu valter tinha e vendido para pagar custas trabalhista, todos os trabalhadores saem livres da Fazenda e com dinheiro no bolso.

E Marcolino pode então realisar o grande sonho e monta sua banca de doces e começa finalmente a trabalhar para ele próprio, casa-se com Tereza e tem uma linda filha por nome beatriz.

A Fazenda foi desativada, porém até hoje escutasse gritos de terror anoite. pois segundo o levantamento feito pela polícia. mais de mil trabalhadores foram mortos por seu valter.

Mas a antiga estação continua de pé, sombria e solitária, observando tudo e todos naquele fim de mundo.




20 de Novembro de 2021 às 10:16 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Todas as Quartas-feiras.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~