yasminpizapio Yasmin Pizapio

Uma história em um mundo fantasioso, de uma "Alada" e um "infernal". **Yasmin, uma menina "alada" dos cabelos loiros, asas brancas que arrastam no chão, personalidade amigável e tem 20 anos. Vive em uma casa na árvore sem escadas, pois ela não precisa, em floresta isolada da cidade. Se conhecem de um jeito difícil, mas vão viver juntos muitas aventuras. Zack, um demônio de 21 anos, cabelos pretos, asas escuras como a noite e uma personalidade questionável. (história criada em noites de insônia onde você se coloca em uma historia :)


Fantasia Épico Todo o público.

#floresta #poder #reinos #demonios #anjos #poderes #conto #aventura #mundomagico #fantasia #drama #demonio #anjo #angel #angels #demon
2
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Onde tudo começou

Vivo em uma floresta isolada, onde vivemos eu e alguns animais.


Chamo de lar uma casa na árvore sem escadas para subir, uma casa quase que envolve a árvore enorme que a sustenta, feita de madeira e pintada de branco por dentro. Por fora é quase toda coberta de vinheiras e flores. Do lado de dentro, saindo da varanda tem uma cozinha na direita, com uma claraboia no teto para entrada de luz, na esquerda tem uma "sala" com dois sofás e um pufe. No centro da casa há o enorme tronco da árvore e encostado nele a uma pequena mesa com duas cadeiras para caso um dia eu tenha uma visita. Atrás desse tronco existe meu quarto com uma cama que pode ser fechada pelo tecido de seda graças as 4 hastes que tem nela, na direita um enorme espelho de chão e logo a frente da minha cama uma enorme janela onde algumas vinhas invadem e o sol bate logo de manhã cedo.


Aqui vivo há 19 anos, ou pelo menos acredito que é 19 anos já que não lembro nada de minha infância, incrivelmente só me lembro de morar nessa floresta, onde eu caço animais infelizmente, e vendo as peles para comprar coisas para a casa, mas na maioria do tempo como frutas e verduras achadas na floresta.


Não vi muitas florestas na minha vida, não que eu lembre, mas com certeza a que eu moro e a mais bela, a inúmeras árvores e todos os tipos de espécies e tamanhos, algumas consideradas mágicas por abrigar pequenos seres que brilham.


Em volta da minha casa tem muitas Glicínias com seus pendões de flores que duram praticamente o ano todo, oque me causa um pouco de alergia por causa do pólen.


Também, no tempo livre costumo tentar aprimorar minha "magia" como os humanos chamam, eu apenas chamo de cura. Além disso, escrevo um tipo de atlas sobre as raças e espécies que vejo na floresta, cidade, oceano e onde achar coisas novas e interessantes para tirar um pouco de tédio e aprender mais, é apenas um livro com desenhos e descrições.


Por ser uma "Alada", que é como os humanos e outras criaturas chamam, tenho um dom de cura, onde encosto a mão no ferimento e acabo a curar ele, ainda sou ruim com ferimentos graves que me dão tontura, mas já ajuda quando estou voando me machuco, ou acho um animal ferido.


Esta parte da floresta parece sempre estar iluminada, mesmo anoite, esta sempre brilhando por conta dos vaga-lumes, os humanos falam que são fadas, mas não sei ao certo, apenas aprecio, e às vezes em noites de tédio danço com eles em meio as árvores.


*Escuto algo correm embaixo da casa, parecem estar em grande número. Parecem lobos correndo em baixo de casa, estão bem agitados, não quero um animal morto aqui embaixo, melhor ir ver.


*Fui até a porta que havia uma varanda e voei até o chão, de onde vi os lobos correndo para o meio da floresta, olhei o chão e havia rastro de sangue, que parecia ser de um dos lobos, fiquei preocupada já que os lobos apesar de não sermos amigos, eles nunca tentaram me atacar e mantinham os caçadores longe, e as vezes divido minha caça com eles já que a floresta nem minha é, queria ajudar. Busquei um pedaço de carne na casa para caso tenha que comprar a amizade deles e meu arco com algumas flechas para caso algo maior esteja caçando eles e fui floresta adentro em busca do quase amigo ferido. Os latidos e grunhidos pararam, por favor que não seja um urso, ou pior, um caçador, se eu precisar fugir não dá para voar já que a copa das árvores nessa região são muito densas…


-Y: TEM UM LOBO CAÍDO ALI.


*Corri até ele por impulso, ele estava em uma clareira, onde havia apenas grama e algumas árvores por perto, tinha muito sangue saindo do ferimento nas costas.


-Y: Poxa amigo, o que fez isso com você.


*logo coloquei minhas mãos em cima, ele tentou morder, mas estava fraco. Um brilho cobriu o ferimento que sobrou apenas uma cicatriz… Uma cicatriz que notei que não eram de mordida, e sim de uma lâmina.


*Em Pânico com medo de caçadores, escutei passos rápidos, que quando olhei eram do lobo que corria sem olhar para trás para a floresta, com medo de algo ou alguém. Rapidamente olhei em volta para ver quem seria o causador do ferimento, e escuto o balançar das folhas de uma árvore que ficava no meio da planície que havia perto da minha casa, entre a floresta e a montanha, uma enorme árvore solitária, mas não parecia mais tão solitária, pois uma sombra escura abaixada nos galhos, olhando diretamente para mim.


-Y: Quem ou oque é aquilo.


* Onde em reflexos rápidos, pego o arco e miro para a sombra, nem pensei e apenas disparei, a flecha parecia lenta, ou a sombra que parecia muito rápida, porque logo ela desviou da flecha e pulou direto no solo, ao perceber que flechas não adiantaram, estiquei minhas asas e bati o mais rápido possível para o céu. A única coisa que escuto em segundos, e o bater de asas atrás de mim, que apenas deu tempo de olhar para ver oque era, e a última lembrança é uma sombra escura sobre mim, parecia "humana", mas seus olhos azuis brilhavam na luz da lua, e logo apaguei.

17 de Novembro de 2021 às 23:34 6 Denunciar Insira Seguir história
3
Leia o próximo capítulo Presa... ou não

Comente algo

Publique!
Natália Kalim Natália Kalim
A casa dela é muito lindinha, bicho. Sobre o final, digo que é uma forma engraçada de conhecer o amor da sua vida kkkk
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 18 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Ethera
Ethera

Basicamente escrevo a história Bater de Asas, e lá como é um mundo mágico e misterioso, muitos leitores vem me perguntar detalhes, e como a historia é basicamente em primeira pessoa, não tem como fazer isso lá, logo aqui estará tudo melhor explicado no mundo de Ethera Leia mais sobre Ethera.

Histórias relacionadas